Acumular ou cumular: qual é o jeito certo de escrever no Português?

As formas "acumular" e "cumular" são variantes ortográficas que existem na língua portuguesa. Veja o jeito mais adequado de escrevê-las para cada situação.

Na língua portuguesa, uma das dificuldades que os falantes e escritores enfrentam é a existência de palavras de dupla grafia, ou seja, termos que podem ser escritos de duas formas diferentes, sem alterar o seu significado ou pronúncia.

continua depois da publicidade

Um exemplo disso é "acumular" e"cumular". Mas qual é o jeito certo de escrever? E qual o significado dessas palavras? Veja a seguir.

O que significa "cumular"?

Cumular, que vem do latim "cumulare", significa acumular, sendo sinônimo de amontoar, apinhar, encher e saturar.

Leia também

É um verbo regular, com sete letras, vogais "a" e "u", e consoantes "c", "l", "m" e "r". Sua conjugação inclui o infinitivo "cumular", o gerúndio "cumulando" e o particípio passado "cumulado".

continua depois da publicidade

Exemplos de uso:

  • "Ele cumulou toneladas de grãos de milho para vender";
  • "Ela sempre tentava cumular o máximo de elogios possível em suas apresentações";
  • "O empresário conseguiu cumular uma fortuna ao longo de sua carreira";
  • "O professor decidiu cumular o aluno com tarefas extras para casa".

O que significa "acumular"?

A forma "acumular" é a mais recente e moderna, que vem da junção do prefixo "a", que indica aproximação, com o verbo "cumular".

Acumular significa reunir em montes ou pilhas, exercer cargos ou funções simultaneamente, armazenar algo, centralizar em um único indivíduo, adicionar juros ou rendimentos a um capital, encher-se completamente com algo, ocorrer com frequência, juntar dinheiro, bens ou riquezas.

continua depois da publicidade

A palavra deriva do latim "accumulare", que significa juntar terra em volta das raízes das plantas. Sinônimos incluem aglomerar, amontoar, reunir, concentrar, empilhar, enquanto antônimos são disseminar, espalhar, desajuntar, difundir, derramar, desempilhar.

Exemplos de uso:

  • "Ela costumava acumular roupas em seu armário até que não coubesse mais nenhuma";
  • "A professora acumula as funções de ensinar matemática e coordenar atividades extracurriculares";
  • "Durante o verão, a energia elétrica é acumulada em painéis solares para uso posterior";
  • "O empresário acumulou uma fortuna ao longo dos anos através de investimentos inteligentes";
  • "Após dias sem coleta, o lixo começou a se acumular nas ruas da cidade";
  • "Suas responsabilidades no trabalho começaram a se acumular, deixando-o sobrecarregado e estressado".

E qual é a diferença entre cumulativo e acumulativo?

Cumulativo e acumulativo são palavras sinônimas, o que significa que uma pode substituir a outra. Embora sejam intercambiáveis, o uso criou algumas sutis diferenças entre elas.

continua depois da publicidade

Acumulativo é mais utilizado para descrever o ato de acumular coisas, enquanto cumulativo é usado para expressar efeitos sobrepostos em uma escala.

Gramaticalmente, porém, ambos são corretos, assim como os verbos "acumular" e "cumular". Além disso, cumulativo e acumulativo são adjetivos biformes, o que significa que podem ser utilizados nos dois gêneros - masculino e feminino.

Quanto à formação, ambas as palavras são formadas por derivação sufixal, unindo um verbo ao sufixo -tivo ou -ivo, que transforma verbos em adjetivos.

Por exemplo: Cumulativo vem de cumular + -tivo e acumulativo de acumular + -tivo.

Por fim, segundo a Reforma Ortográfica, não se utiliza mais o hífen em palavras formadas com "não". Desse modo, a forma correta é "não cumulativo", sem hífen.

Compartilhe esse artigo

Leia também

Concursos em sua
cidade