Afinal, para que serve o terceiro pino da tomada?

O terceiro pino da tomada é motivo de polêmica entre os usuários que precisam adotar adaptadores para conectar os aparelhos, mas existe uma função específica para esse mecanismo.

Em primeiro lugar, a utilização da tomada de três pinos se tornou obrigatória e padronizada no Brasil em 2011. Porém, os usuários que passam por momentos de raiva com o aparelho podem não saber para que serve o terceiro pino da tomada.

A princípio, o debate parece restrito aos aspectos do cotidiano, assim como a venda de adaptadores em lojas especializadas. Apesar disso, refere-se diretamente a aspectos de proteção e segurança das pessoas, assim como de seus dispositivos eletrônicos. Saiba mais a seguir:

Para que serve o terceiro pino da tomada?

A princípio, os dois pinos localizados na extremidade da tomada são utilizados para a condução da energia elétrica, como acontece normalmente. Contudo, é o terceiro pino da tomada que garante maior segurança, pois funciona como fio-terra. Ou seja, leva para o solo qualquer descarga elétrica fora do normal.

Como consequência, o aparelho é desmagnetizado e a pessoa fica protegida de acidentes domésticos, como choques elétricos ou curtos-circuitos que possam prejudicar a rede da casa. Apesar disso, a função do terceiro pino da tomada é alcançada somente quando há um aterramento.

Em outras palavras, a proteção é efetiva quando não há interrupções no caminho percorrido pela eletricidade até alcançar o solo do local. No geral, o fio-terra e outros instrumentos aterradores costumam usar barras de cobre para condução efetiva do excedente de energia até a terra.

Nos casos em que não há aterramento, os aparelhos conectados podem funcionar corretamente, mas não há essa proteção extra e maior segurança. Ademais, é através dessa técnica que os eletricistas conseguem medir os parâmetros de qualidade do aparelho ou da rede elétrica, com um equipamento específico.

Por via de regra, o aterramento precisa passar por manutenções e inspeções regulares a fim de garantir maior durabilidade aos aparelhos, assim como acontece com o sistema hídrico de um local.

Quando surgiu a tomada de três pinos?

O novo padrão de tomada com três pinos foi instaurada no Brasil desde 2011, como uma das medidas do governo Lula-Rousseff na época. Apesar disso, os estudos começaram a ser realizados inicialmente em 1981, a fim de avaliar o estabelecimento da obrigatoriedade. Portanto, estava sendo considerada desde a gestão de Figueiredo (1979-1985).

Curiosamente, o Brasil possuía cerca de 12 tipos diferentes de entradas, e 8 espécies de tomada. Por isso, os consumidores eram confrontados com diversas opções para cada equipamento eletrônico. Assim, a compra de adaptadores era comum, e existiam cidadãos que forçavam as tomadas a se adaptarem aos instrumentos disponíveis, criando um maior risco de acidentes domésticos.

Apesar disso, o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) está avaliando a possibilidade de uma flexibilização do padrão brasileiro. Em nota, a instituição afirmou que não há uma resolução pronta, mas sim uma análise dos impactos mediante o consumo interno e a comercialização no mercado nacional.

Qual é a política brasileira sobre as tomadas?

Como citado anteriormente, o Brasil utiliza como padrão a tomada de três pinos. Entretanto, os pinos laterais podem variar, ainda que seja mantido as três entradas elétricas.

No caso das tomadas com 4 mm, é ideal que se utilizem aparelhos de corrente até 10 amperes, como o fogão elétrico ou a gás, a televisão e os videogames, por exemplo. Em contrapartida, as tomadas com 4,8 mm devem ser conectadas a aparelhos que usam até 20 amperes, como a geladeira, o freezer e os secadores de cabelo.

Em outras palavras, o tamanho dos pinos pode variar de acordo com as demandas de energia elétrica de cada aparelho. A regra é simples: os dispositivos que demandam mais energia precisam de pinos maiores.

Apesar da importância para segurança dos consumidores e dos aparelhos eletrodomésticos, o terceiro pino não consome mais energia. Por isso, o uso não vai interferir na conta de luz no final do mês.

Basicamente, não há nenhuma circulação de corrente elétrica em condições normais. Caso isso aconteça, é um sinal de que o equipamento está com um curto-circuito e a manutenção é urgente.

Leia também

você pode gostar também

7 sinais de que você deveria mudar de profissão

Está insatisfeito com o seu atual emprego? Então conheça os sete sinais de que você deveria mudar de profissão e cogite uma transição de carreira.

Para que servem aquelas bolas laranjas nos fios de transmissão?

Fios de alta tensão geralmente possuem itens de segurança bastante chamativos para evitar acidentes que possam danificar os fios e causar maiores problemas.

Convocação, nomeação e posse: saiba qual é a diferença

A diferença entre a etapa de convocação, nomeação e posse em um concurso público pode criar dúvidas nos candidatos, principalmente sobre a burocracia e procedimentos ao longo desses níveis.

O que 2023 reserva para os concursos? Veja 7 editais previstos

Os concursos públicos previstos para serem realizados no Brasil em 2023 podem ofertar vagas para profissionais de níveis médio, técnico e superior.

7 verdades sobre concursos públicos que vão te motivar

Está querendo começar uma carreira pública em 2023? Então, conheça sete verdades sobre concursos públicos que podem deixar a sua motivação nas alturas.

Como usar o marketing pessoal para ter bons relacionamentos no trabalho?

Entenda melhor o conceito de marketing pessoal e veja como aplicar esse conhecimento à sua vivência profissional.