Correios anuncia datas de novo concurso; confira as novidades

Concurso Correios está cada vez mais perto de ser lançado e é uma das estratégias para fortalecimento da estatal.

Os Correios liberaram cronograma preliminar de realização do seu novo concurso público, que deverá ser aplicado a nível nacional. As datas foram divulgadas após reunião do presidente da estatal Fabiano Silva dos Santos com a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect) nesta terça-feira (02/02).

continua depois da publicidade

A novidade ratifica as confirmações anteriores de lançamento do edital ainda em 2024, agora com previsão para o segundo semestre. De acordo com o esquema, a comissão responsável pela organização do certame está no momento de planejamento geral. Isso significa que estão sendo estabelecidas as regras, bem como quantitativo de vagas, remuneração e etapas.

Assim que esses fatores forem definidos, o grupo de trabalho irá iniciar o processo licitatório para escolha da banca organizadora do novo concurso Correios. Desse modo, as empresas interessadas em gerenciar a seleção deverão aplicar suas propostas. O último certame ficou sob a responsabilidade do Instituto Americano de Desenvolvimento (IADES), que poderá se candidatar mais uma vez.

Cronograma do concurso Correios é divulgado

Leia também

A estatal voltou a confirmar a realização de um novo concurso Correios em 2024 e já tem um cronograma pré-estabelecido para isso. De acordo com o projeto criado pela Fentect, até o mês de julho será firmado o planejamento geral e aberta a licitação para contratação de banca organizadora. Os demais passos previstos são:

  • Fechamento do contrato com banca organizadora em agosto;
  • Lançamento do edital em setembro;
  • Contratação dos candidatos aprovados dentro do número de vagas em dezembro.

Isso significa que as inscrições devem ficar abertas em meados de outubro, enquanto as provas provavelmente acontecerão em novembro. "Os prazos previstos atendem ritos legais e a empresa irá trabalhar para reduzi-los sempre que possível", afirmou o órgão em nota.

Concurso Correios é tratado como urgente

Apesar de ainda não ter sido determinado o quantitativo de vagas do concurso Correios, o provimento de novos cargos está sendo tratado em caráter de urgência. Isso porque a estatal possui, atualmente, um quadro de servidores composto por 94.490 espalhados pelo país. O déficit do órgão chega a cerca de 7,6 mil vagas.

O presidente Fabiano Silva chegou a reconhecer a necessidade de uma nova seleção e disse saber que as equipes dos Correios estão sobrecarregadas. No entanto, também pontuou a necessidade de realizar um bom planejamento para o certame.

“Realizar o concurso público é um dos compromissos assumidos pela atual gestão da empresa, como medida de fortalecimento da estatal”, afirmou. O governo federal também já havia confirmado que essa era uma das prioridades da atual gestão que retirou os Correios da lista de privatizações.

Tendo isso em vista, o órgão deve publicar dois editais em 2024. Um será voltado para o setor da Saúde, visando contratações para o Serviço Especializado em Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT). Desse modo, as oportunidades devem contemplar Auxiliares e Técnicos (nível médio/técnico) e cargos de nível superior nas funções de Médico, Enfermeiro e Engenheiro.

Já o outro edital do concurso Correios pode abranger diversas áreas de atuação. Há uma alta expectativa para a divulgação de vagas nos cargos de Carteiro e de Operador de Triagem e Transbordo, voltados para profissionais de nível médio. Os rumores de que poderia haver contratação para essas funções existem desde 2017, quando o último certame da estatal foi realizado.

Estratégias de recuperação dos Correios

O concurso Correios está entre a gama de estratégias traçadas pela estatal para melhorar as condições de trabalho, visando cumprir as demandas com maior qualidade. Tendo isso em vista, foram recuperadas mais de 40 cláusulas do acordo coletivo de trabalho. A conversa com os trabalhadores acabou chegando a um aumento de quase 12% para parte do quadro de efetivos.

Em 2024, o orçamento previsto é de R$ 317 milhões, do qual parte será utilizada para o lançamento do certame. Outra parte deve ser voltada para iniciar os investimentos na automatização da triagem e dos centros de serviços postais. O objetivo é equiparar a autarquia às companhias privadas de entrega.

“Os Correios irão investir, até 2026, R$ 856 milhões em novos complexos operacionais por meio do Novo PAC e obtiveram autorização para captar internacionalmente R$ 3,8 bilhões para investimento na modernização da empresa”, afirmou a estatal em nota.

Para isso, o ministro das Comunicações, Juscelino Filho, junto com seu grupo de trabalho deverá apresentar uma proposta para nova regulação dos Correios. A ideia é garantir altos níveis de qualidade nas entregas de e-commerce, que ainda não têm uma regulação própria.

Leia também

Concursos em sua
cidade