Outono 2023: Veja a previsão do tempo para a estação

A nova estação vai até 21 de junho e pode trazer chuvas acima do esperado para algumas regiões e estiagem para outras.

O outono começou oficialmente na segunda-feira, 20 de março, às 18h25, horário de Brasília, e vai até o dia 21 de junho. Esta estação é uma transição entre o verão mais úmido e o inverno mais seco. Durante este período, geralmente há menos chuvas no país. No entanto, este ano, prevê-se que algumas partes tenham acumulados acima da média.

continua depois da publicidade

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o outono nas regiões Norte e Nordeste ainda é caracterizado por chuvas intensas. Isso é especialmente verdadeiro se a Zona de Convergência Intertropical persistir mais ao sul de sua posição climatológica durante esse período.

A Zona de Convergência Intertropical refere-se à área onde convergem os ventos alísios, que sopram dos trópicos em direção ao Equador. Esses ventos são extremamente úmidos e causam chuvas nas áreas circundantes.

Por outro lado, o outono também é marcado pela entrada de massas de ar frio vindas do sul do continente. Isso leva a uma queda na temperatura do ar, principalmente nas regiões Sul e Sudeste. Confira a previsão completa abaixo.

Leia também

Previsão do tempo para as cinco regiões do Brasil, segundo o Inmet

O Inmet prevê um baixo volume de chuvas no Sudeste ao longo da temporada, embora sejam esperados acúmulos maiores até pelo menos o início de abril. Em contraste, espera-se que grande parte da região Nordeste tenha chuvas acima da média, especialmente entre abril e maio.

No sul, a previsão é de precipitações mais frequentes no Rio Grande do Sul devido ao enfraquecimento do fenômeno La Niña, enquanto a previsão de chuvas abaixo da média ocorre em grande parte do Paraná e Santa Catarina.

A região Centro-Oeste deve apresentar chuvas acima da média, principalmente a partir de maio, com o início da estação seca. A região Norte também terá maiores volumes de chuvas, principalmente em áreas do nordeste do Pará e noroeste do Amazonas.

Vale lembrar que, nesta época também é comum observar alguns fenômenos meteorológicos adversos, como neblina e geadas, especialmente nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

Equinócio de outono

O início do outono também marca o equinócio de outono, período em que a duração do dia é aproximadamente igual à duração da noite. No Hemisfério Sul, isso ocorre por volta de 20 de março, enquanto o equinócio de primavera ocorre por volta de 22 de setembro.

O equinócio é um evento astronômico que marca o fim do verão e sua transição para o outono. A palavra deriva do latim "aequinoctium", que se traduz como "noite igual". Com o equinócio de outono, o cenário começa a mudar: menos horas de sol, queda da temperatura, queda das folhas das árvores e migração dos pássaros.

A mudança de estação pode ser mais do que um cálculo matemático. Também pode ser lido como a oportunidade de mudar e começar de novo. Durante vários anos, inclusive, as culturas conceberam este dia como uma data de equilíbrio entre a luz e as trevas.

Assim como o equinócio, o solstício também é um fenômeno astronômico que ocorre duas vezes ao ano: marca o início do verão e do inverno. O próximo evento do calendário astronômico será o solstício de inverno, que deve ocorrer em 21 de junho às 11h58, naquele que será o início da estação mais fria do ano.

Leia também

Concursos em sua
cidade