Febraban dá dicas para não cair em golpes ao fazer compras de Natal

Febraban alerta os consumidores para terem mais atenção nas compras de Natal e dá dicas para evitar golpes online e em comércio físico.

A poucos dias do Natal, muitos brasileiros estão comprando os presentes para trocar na noite do dia 24 para o dia 25 de dezembro. Nesse momento, é preciso ficar atento para evitar fraudes com vendedores online e físicos. Pensando nisso, a Febraban (Federação Brasileira dos Bancos) deu dicas para não cair em golpes nas compras de Natal.

Segundo a instituição, existem vários criminosos que se aproveitam dessa época do ano para roubar informações. Os fraudadores criam falsas promoções em páginas na internet, via e-mais, SMS e WhatsApp para acessar dados pessoais.

“Os artifícios são inúmeros, como mensagens que afirmam que a conta do cliente está irregular, ou o cartão ultrapassou o limite ou ainda a necessidade da atualização de token”, disse o diretor do Comitê de Prevenção a Fraudes da Febraban, Adriano Volpini. Veja, na matéria abaixo, como se resguardar.

Dicas da Febraban para evitar golpes  online no Natal

dicas para evitar golpes, como evitar golpes, dicas febraban evitar golpes, evitar golpes nas compras de natal
Saiba como não cair em golpes. Foto: montagem / Pexels – Canva PRO

A Febraban afirmou que, anualmente, instituições financeiras investem cerca de R$ 3 bilhões em sistemas de tecnologia da informação para garantir a segurança em movimentações bancárias. No entanto, o consumidor também precisa fazer a sua parte e ter atenção para não cair em armadilhas.

De acordo com a Federação, “quadrilhas especializadas em aplicar golpes online e também no comércio de rua se aproveitam da pressa dos consumidores em finalizar a lista de presentes para roubar dados pessoais que causam grande prejuízo”. Para evitar golpes nas compras de Natal, a Febraban deu as seguintes dicas para a internet:

  • Não clique em links. Prefira digitar o endereço da loja no navegador;
  • Desconfie de superpromoções que oferecem uma “grande oportunidade de compra”, com pagamento imediato;
  • Desconfie de promoções com valores muito baixos em relação ao que o produto realmente vale. Faça pesquisa de preço em lojas / sites conhecidos;
  • Não clique em links enviados por e-mail, SMS ou WhatsApp e verifique quem é o remetente. No caso de e-mails, empresas grandes não costumam usar @gmail, @hotmail ou @terra. Entidades públicas sempre usam @gov.br ou @org.br;
  • Utilize cartão virtual para fazer compras online;
  • Caso você faça uso do Pix, efetive o pagamento na loja virtual e verifique os dados da loja escolhida quando receber o QR Code. Tenha certeza de que é a loja que irá receber os valores;
  • Para pagamentos em boleto, também é necessário fazer a verificação de qual é a entidade que irá receber o dinheiro. Caso o nome emitido no boleto seja diferente do nome da loja, não finalize a compra;
  • Para compras nas redes sociais, sempre verifique se a página é autenticada. Confira também se o número de seguidores é compatível e o que dizem os comentários das postagens, especialmente, sobre compras e prazos de entrega;
  • Não utilize datas de aniversário, placa de carro, documentos (CPF e RG) e dados pessoais num geral como senha. Também não use sequências numéricas. A Febraban alerta para não deixar as senhas anotadas em papel, celular, computador ou e-mail;
  • Atenção na hora de compartilhar um post, pois eles podem levar golpistas a conhecerem o seu perfil e o seu comportamento na internet;
  • Não realize compras / pagamentos ou coloque seus dados pessoas/bancários em computadores públicos.

Volpini chama atenção para o fato de que ” os bancos nunca ligam para o cliente pedindo para que ele instale algum tipo de aplicativo em seu celular. Também nunca pedem senha nem o número do cartão ou ainda para que o usuário faça uma transferência ou qualquer tipo de pagamento para supostamente regularizar um problema na conta. Tampouco informam ao cliente que um portador irá em sua casa para retirar o seu cartão”.

Golpes de Natal também acontecem em lojas físicas

A Federação alerta os consumidores para se resguardarem nas compras em lojas físicas também. Isso porque, de acordo com a entidade, a aglomeração é um prato cheio para os criminosos. Esses se aproveitam da correria e distração para conseguir obter a senha dos cartões de créditos e outros dados dos compradores.

Por isso, a Febraban dá as seguintes dicas para evitar golpes nas compras de Natal no comércio de rua:

  • Não entregue o cartão para o vendedor. Você mesmo deve passar na maquininha;
  • Confira o valor da compra na tela da maquininha e não deixe que ninguém veja a sua senha enquanto estiver digitando;
  • Depois do pagamento, verifique se é o seu nome que está inserido no cartão. Criminosos aproveitam momentos como esse para trocar o cartão.

Como dica principal, o diretor Volpini diz: “pare, pense e sempre desconfie”.

Leia também

você pode gostar também

NASA: viagem para Marte pode acontecer ainda em 2023

Uma equipe de cientistas explica que a propulsão térmica a laser pode reduzir o tempo de viagem, que atualmente é de cerca de seis meses.

5G: Mais de 75 cidades brasileiras têm sinal autorizado pela Anatel

Nesta semana, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) liberou o sinal de 58 em mais de 75 cidades brasileiras, localizadas próximos de capitais. A expectativa é continuar ampliando o acesso à tecnologia.

Censo 2022: IBGE deve liberar os resultados em abril

Após uma sequência de adiamentos e entraves na realização do Censo 2022, o IBGE atualizou a previsão de divulgação dos resultados. As operações seguem ao longo de fevereiro.

Motocicletas ficarão isentas do IPVA 2023? Entenda a nova lei

No último ano, o projeto legislativo que prevê a isenção para motocicletas foi sancionado com força de lei. Porém, existem condições específicas de elegibilidade para a medida.

Bradesco tem mais de 40 vagas de emprego disponíveis; veja os cargos

Vagas de emprego disponíveis são destinadas a diversas áreas, em agências da instituição bancária, espalhadas por todo o país.

Detran fará mutirão de renovação da CNH; veja onde e como participar

A renovação da CNH deve ser feita periodicamente pelos motoristas. Caso não façam, estarão sujeitos ao pagamento de multa e a perda de sete pontos na carteira, por exemplo.