Perigo: INMET alerta sobre risco de chuvas intensas em mais de 260 cidades

Algumas regiões brasileiras precisam tomar alguns cuidados especiais por causa do risco de chuvas intensas nesta quinta (17) e sexta-feira (18/11).

O Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) liberou alerta de perigo para algumas localidades do Brasil. De acordo com o informe, há risco de chuvas intensas nas regiões Norte e Nordeste do país e em parte da região Sudeste. A informação foi publicada no site do Centro Virtual para Avisos de Eventos Meteorológicos Severos (Alert-AS).

Leia também

No portal, o INMET afirmou que o aviso fica válido das 9h38 desta quinta-feira (17/11), quando foi publicado, até as 10h da sexta-feira (18/11). A previsão é de que haja chuva de 30 e 60 milímetros por hora ou de 50 e 100 milímetros por dia. Nesse período, também deve haver ventos intensos com velocidade de 60 a 100 km/h.

Em quais regiões há risco de chuvas intensas?

Moradores do estado da Bahia devem ser os mais afetados pelas tempestades anunciadas, mas outras localidades também foram incluídas no aviso. Segundo o INMET, o risco de chuvas intensas é para as seguintes áreas:

  • Centro Sul Baiano;
  • Ocidental do Tocantins;
  • Sudeste Paraense;
  • Norte de Minas;
  • Oriental do Tocantins;
  • Sudoeste Paraense;
  • Sul Maranhense;
  • Extremo Oeste Baiano;
  • Vale São-Franciscano da Bahia;
  • Centro Norte Baiano;
  • Sudoeste Piauiense;
  • Baixo Amazonas.

A previsão mostra que mais de 260 municípios devem ser atingidos. O alerta ainda chama a atenção para riscos de queda de energia e descargas elétricas. Há ainda a possibilidade de alagamentos e de galhos de árvore caírem. Por isso, é preciso ter bastante cuidado.

O que fazer em caso de chuvas intensas?

Conforme está no site Alert-AS, o grau de severidade percebido pelo INMET é de “Perigo”, marcado em cor laranja. Segundo o Instituto, isso indica que as pessoas devem se manter vigilantes e atentas às condições meteorológicas. “Inteire-se sobre os riscos que possam ser inevitáveis. Siga os conselhos das autoridades”, diz o portal.

Como as tempestades e chuvas intensas podem causar vários riscos à população, o INMET definiu algumas instruções para as pessoas lidarem com a mudança de clima. Veja quais são:

  • Caso houver rajadas de vento, é aconselhado não se abrigar debaixo de árvores nem estacionar veículos perto de torres de transmissão e placas de propaganda. Isso porque, nessas situações, pode haver risco de queda de galhos e descargas elétricas;
  • Durante as chuvas e ventos, é válido desligar aparelhos elétricos e também o quadro geral de energia.

Quem precisar de mais informações sobre as possíveis tempestades deve entrar em contato com a Defesa Civil, no número 199. As dúvidas também podem ser sanadas junto ao Corpo de Bombeiros, discando 193.

Leia também


você pode gostar também

Salário mínimo 2023: veja qual é a previsão atual do valor para ano que vem

Novo governo do Partido dos Trabalhadores prevê reajuste salarial acima da inflação, elevando o valor pago do salário mínimo a todos os brasileiros.

Chuvas intensas podem afetar 1,4 mil cidades nesta quarta (7), alerta INMET

Alerta começou a valer às 11h desta quarta-feira (7) e se estende até 11h de amanhã (8/12), conforme o Instituto Nacional de Meteorologia.

Feirão Serasa Limpa Nome é prorrogado; saiba como participar

As negociações do Feirão Serasa Limpa Nome estariam disponíveis até o dia 5 de dezembro, mas a data foi prorrogada por conta do sucesso do evento.

INMET alerta: 1,7 mil cidades podem ser atingidas por chuvas intensas nesta terça, 6

Alerta de chuvas intensas foi emitido nesta terça-feira, dia 06/12, para grande parte do país. De acordo com o Inmet, há risco de corte de energia elétrica.

Chuva de meteoro acontece em dezembro; veja data do fenômeno

Em poucos dias, será possível observar o pico máximo da chuva de meteoros mais importante do mês de dezembro e uma das últimas do ano.

TikTok: dancinhas podem gerar demissão por justa causa; entenda

Se você costuma fazer dancinhas no TikTok em seu ambiente de trabalho precisa ficar atento ao conteúdo que posta na rede social chinesa para não ser demitido por justa causa.