Nova restituição do IR é liberada pela Receita; veja quem pode solicitar

Novo tipo de restituição do imposto de renda passa a ser isento e contribuintes poderão recuperar os valores cobrados indevidamente nos últimos cinco anos.

A Receita Federal já efetuou o pagamento de todos os cinco lotes de restituição do imposto de renda referente ao ano de 2022. No entanto, existe um grupo de pessoas que pode ter direito a restituir não apenas o ano corrente, mas os últimos cinco anos devido a pagamentos indevidos.

Leia também

A decisão foi do Supremo Tribunal Federal (STF) e vai beneficiar pessoas que tiveram o pagamento indevido de impostos. Confira se você terá direito.

Nova restituição do imposto de renda

Conforme decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), a Receita Federal não poderá tributar pensões alimentícias. Com isso, quem teve essa cobrança poderá solicitar a restituição do imposto de renda dos últimos cinco anos.

Até então, ao fazer a declaração, o contribuinte deveria colocar os valores relativos à pensão alimentícia em seu imposto de renda na categoria “rendimento tributável”.

Com a decisão proveniente da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 5422, ajuizada pelo Instituto Brasileiro de Direito de Família (IBDFAM), as pensões alimentícias não poderão mais ser tributadas.

Agora esses rendimentos passam a ser isentos. A grande notícia para os contribuintes é que a isenção não vale apenas para o ano corrente ou para as próximas declarações, uma vez que o Governo deverá devolver os valores cobrados nos últimos cinco anos.

Confira também outros 9 rendimentos que são isentos de imposto de renda para o ano de 2022.

Como solicitar a restituição do imposto de renda?

Os rendimentos de pensão alimentícia não serão mais declarados na guia rendimento tributável. A partir de agora, os contribuintes deverão fazer essa declaração na opção rendimento isento e não tributável.

Será possível solicitar a restituição dos últimos cinco anos por meio de uma declaração retificadora. Vale salientar que para cada ano de cobrança indevida, o contribuinte deverá fazer uma nova retificação.

Esta solicitação poderá ser feita pelo Programa Gerador da Declaração, que está disponível no Portal e-CAC ou pelo aplicativo Meu Imposto de Renda.

Ao preencher a retificação, será necessário excluir o valor da pensão, que se encontra em “imposto tributável” e informar esse mesmo valor na opção “rendimentos isentos e não tributáveis/outros“, devendo especificar que se trata de pensão alimentícia.

Após essa alteração, o saldo de imposto a restituir será superior ao que foi pago em um dos cinco lotes de restituição de 2022 e você receberá a diferença por meio de pagamento na rede bancária.

Passo-a-passo para solicitar a retificação

Se você efetuou o pagamento do imposto referente a pensão alimentícia nos últimos cinco anos, veja o passo a passo para recuperar o valor cobrado indevidamente:

  1. Acesse o programa gerador de declaração por meio do Portal e-CAC ou o aplicativo Meu Imposto de Renda;
  2. Localize a declaração a ser retificada;
  3. Exclua o valor que você declarou referente ao pagamento da pensão alimentícia no campo rendimento tributável;
  4. Insira o mesmo valor na opção de rendimentos isentos e não tributável/outros, não esquecendo de mencionar que se trata de pensão alimentícia;
  5. Não altere os valores que constam em imposto pago ou retido na fonte;
  6. Finalize a declaração e observe se o saldo de imposto a restituir foi superior ao já pago em um dos cinco lotes. Se sim, basta aguardar o pagamento.

Leia também


você pode gostar também

INMET alerta: grande risco de chuvas intensas em mais de 2,2 mil cidades

Alerta, válido até às 10h de sexta-feira (02/12), prevê grandes acumulados de chuva de 30 e 60 milímetros por hora ou 50 e 100 milímetros por dia.

Nova CNH já está em vigor; veja como é possível emitir o documento

A nova versão da CNH está em vigor no país, mas os cidadãos precisam saber como é possível emitir o documento da habilitação dentro das novas regras.

Projeto prevê novo feriado nacional nos meses de abril; veja a data

O Projeto de Lei em tramitação na Câmara dos Deputados prevê a criação de um novo feriado nacional nos meses de abril.

13º salário 2022: primeira parcela deve ser paga até hoje, 30

Trabalhadores brasileiros esperam o repasse da primeira parcela da gratificação natalina, que deve aliviar o orçamento familiar.

Veja o que fazer se o 13° salário não for depositado pelo empregador

O 13º salário é uma garantia paga ao profissional que possui carteira assinada. Veja o que fazer caso o valor não seja depositado.

Não votou no 1° turno? Prazo para justificar está acabando

Justificativa para quem não votou nas eleições 2022 pode ser realizada pelo aplicativo e-Título ou pelo sistema Justifica. Saiba os detalhes.