Golpe da Prova de Vida: INSS faz alerta sobre fraudes virtuais

Segurados não devem jamais enviar dados pessoais para supostos servidores do instituto que fazem contato direto por mensagem, telefonema, e-mail ou até mesmo carta.

Recente golpe da Prova de Vida do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) vem sendo alertados pelo instituto, para evitar que a população caia neste tipo de fraude. Utilizando a prova como isca, criminosos se passam por servidores e pedem que beneficiários enviem seus dados, para evitar um suposto “bloqueio nos pagamentos”.

Os responsáveis abordam os cidadãos por meio de mensagem de texto, no WhatsApp ou por SMS, bem como por telefone, e-mail e até carta. Assim, solicitam informações pessoais, alegando que o protocolo sendo seguido evita a suspensão do benefício.

Em determinados casos do golpe da Prova de Vida, os criminosos enviam links e insistem que o segurado realize o teste de biometria facial. Falando com segurança, o responsável pode até mesmo passar um dado pessoal do cidadão para que o golpe pareça honesto.

Vale lembrar que a obrigatoriedade da prova está suspensa até o dia 31 de dezembro deste ano, e assim, nenhum benefício seria suspenso até o prazo. O INSS alerta constantemente que os beneficiários, caso sejam abordados deste modo, desliguem o telefone, bloqueiem o número que envia mensagens e não forneçam nenhum dado pessoal.

A partir de 2023, o INSS deve implementar mudanças no processo da Prova de Vida. A base de dados públicos passará a ser utilizada para o fim, bem como atos como votação em eleições e vacinações. Seja como for, será automática e de responsabilidade do próprio instituto, e não do segurado.

Recomendações para não cair no golpe da Prova de Vida

O instituto lançou algumas instruções para evitar que os beneficiários sofram com a fraude da prova. As dicas para não cair no golpe são:

  • Não realizar a biometria facial em qualquer outro lugar além do aplicativo Gov.br;
  • Jamais enviar documentos por e-mail. O envio é feito por meio do Meu INSS, o canal digital oficial do processo;
  • Jamais clicar em links enviados por números que supostamente seriam o INSS. O instituto não manda links, e apenas informa sobre o andamento de processos no Meu INSS ou pelo número oficial, que é 280-41;
  • Utilizar apenas os canais oficiais de atendimento para cumprir qualquer solicitação do INSS. Isso inclui agendamento de serviços, entrega de documentos ou outros. Para tal fim, só se utiliza o aplicativo Meu INSS ou uma agência da Previdência Social, mediante agendamento;
  • Jamais responder a supostos servidores do INSS pelo WhatsApp, e-mail ou qualquer outro meio. O instituto nunca entra em contato direto com seus beneficiários;
  • Para checar convocações de apresentação de documentos, o protocolo fica registrado no Meu INSS, mas também pode ser verificado pelo número 135. Qualquer outro canal é improvável;
  • Ainda sobre o número 135, é comum que o atendente peça algumas informações do segurado. Este é um procedimento de segurança e é confiável.

Leia também


você pode gostar também

Eleições 2022: saiba como consultar o local de votação pelo seu CPF

Os cidadãos podem consultar o local de votação das Eleições 2022 pelo CPF através do site do Tribunal Superior Eleitoral, mas também por meio de aplicativo e bot no WhatsApp.

Quase 200 mil motoristas poderão ficar sem dirigir em breve, informa Detran

Prazo de suspensão da CNH (Carteira Nacional de Habilitação) será entre dois meses até um ano, dependendo da situação do condutor.

Enfermagem: quando o piso de R$ 4,7 MIL começará a valer no país?

O Congresso está analisando projetos que podem viabilizar o piso salarial para a Enfermagem, que está suspenso desde o início de setembro.

CNH: se você cometer ESTA infração, poderá receber multa de quase R$ 20 MIL

A multa mais cara do país é uma infração gravíssima multiplicada 60 vezes e pode gerar outras penalidades na CNH.

É possível antecipar o pagamento do 13º salário neste ano de 2022?

Alguns trabalhadores ativos e aposentados podem antecipar o 13° salário? Saiba mais detalhes e como ser beneficiado.

IR: mais de 1 milhão de pessoas entram na malha fina; saiba resolver o problema

Atualmente, já foram retidas um total de 1.032.272 declarações do IR que caíram na malha fina, 2,7% de mais de 38 milhões.