Novo RG terá versão paga; veja características do modelo e como emitir

Governo federal publica documento onde informa que novo RG terá versão paga. Entenda como será o modelo.

O novo RG, também chamado de Carteira de Identidade Nacional (CIN), já está em vigor em todo país, mas nem todos os estados estão emitindo o documento ainda. A emissão está sendo feita de maneira gratuita nos locais em que o novo RG foi liberado. Por outro lado, há uma versão do novo RG que será paga.

Lembrando que o Rio Grande do Sul foi o primeiro estado a emitir o novo RG. Ele foi seguido por Goiás, Distrito Federal, Minas Gerais e Paraná, além do Distrito Federal. Há um prazo que termina em março de 2023 para que todos os estados passem a fazer a versão atualizada do documento.

O governo federal informou que espera que haja uma troca gradual dos documentos, já que a versão antiga valerá até 2032. Quem possui 60 anos ou mais não será obrigado a trocar, com seu RG valendo por prazo indeterminado.

Versão do novo RG paga x versão gratuita

Como informado, alguns estados estão emitindo a versão gratuita do novo RG. O documento é feito em papel especial, possuindo QR Code, itens de segurança e vários outros detalhes listados no final da matéria.

Contudo, o governo federal oficializou uma versão do novo RG que será paga. A medida foi publicada pela Secretária-geral da Presidência da República, na edição de 15 de agosto, no Diário Oficial da União (DOU).

No caso, a versão paga do novo RG constitui em um documento no formato de cartão plástico, feito de policarbonato. O objeto se parece com cartões de crédito e já é utilizado por muitos países ao redor do mundo.

A publicação que regulamenta a versão de plástico do novo RG não determina qual será o preço a ser cobrado pelo documento. Ao mesmo tempo, ela informa que, ao solicitar pelo cartão, a pessoa perde o direito de obter a versão em papel.

Novo RG: como solicitar

como obter o novo RG, veja como acessar o novo RG
Foto: montagem / Governo Federal – Canva PRO

Nos estados onde já houve a atualização, a emissão do novo RG está sendo feita nas unidades das secretarias de segurança e institutos de identificação. Ou seja, são os mesmos locais da versão anterior.

Como informado, o documento em papel é gratuito e o único que está sendo emitido, no momento. A identidade de plástico está prevista para 2023. No local, a pessoa precisará apresentar sua certidão de nascimento ou casamento, seja em formato digital ou impresso.

Além disso, o CPF deverá estar regularizado. Quem não estiver nessa situação precisará corrigir sua situação perante a Receita Federal. O órgão disponibiliza um site para isso. Ainda há a opção de regularização em qualquer agência dos Correios.

Por fim, vale lembrar que o novo RG exige que a pessoa seja submetida ao processo de biometria. Quem já fez isso antes não precisará passar novamente.

Novo RG: principais mudanças

O novo RG possui diversas modificações em relação ao modelo antigo. Sendo assim, listamos as principais alterações:

Unificação com o CPF

O novo RG utilizará o CPF como forma de identificação. O número foi unificado para evitar fraudes. Anteriormente, era possível emitir 27 identidades diferentes, uma em cada estado.

QR Code e versão digital

A identidade terá versão digital, semelhante ao que ocorre com a CNH. Ela poderá ser utilizada no aplicativo do gov.br (Android e iOS). O QR Code servirá para autenticar o documento.

Validade por idade

Conforme a idade da pessoa, o novo RG terá um prazo de validade. Veja:

  • 0 a 12 anos: validade pelo período de cinco anos;
  • 12 a 60 anos: validade pelo período de dez anos;
  • A partir de 60 anos: validade por tempo indeterminado.

Itens de segurança

A CIN possui novos itens de segurança como QR Code, marcas d’água e o MRZ (Machine Readable Zone), código utilizado em passaportes.

Leia também


você pode gostar também

Moeda de R$ 1 de 2014 pode valer uma BOLADA em breve; veja modelo

Em vídeo do TikTok, colecionador chama a atenção para a moeda de R$ 1 cunhada em 2014 que pode passar por valorização nos próximos anos.

Imposto será DEVOLVIDO a brasileiros; veja se você irá receber em outubro

Decisão da Anatel pode gerar redução nas cobranças de telefone, internet e TV a cabo por meio da devolução de parte do imposto pelos serviços.

Novo RG só será permitido se houver correção do CPF; veja como funciona

Já existem estados que estão emitindo o novo RG. Documento possui várias modificações em relação à versão antiga.

Eleições 2022: saiba como consultar o local de votação pelo seu CPF

Os cidadãos podem consultar o local de votação das Eleições 2022 pelo CPF através do site do Tribunal Superior Eleitoral, mas também por meio de aplicativo e bot no WhatsApp.

Quase 200 mil motoristas poderão ficar sem dirigir em breve, informa Detran

Prazo de suspensão da CNH (Carteira Nacional de Habilitação) será entre dois meses até um ano, dependendo da situação do condutor.

Enfermagem: quando o piso de R$ 4,7 MIL começará a valer no país?

O Congresso está analisando projetos que podem viabilizar o piso salarial para a Enfermagem, que está suspenso desde o início de setembro.