Novo passaporte brasileiro em 2022: veja regras e taxa para a emissão

As principais mudanças do documento são visuais, incluindo nova tecnologia antifraude e marcas d’água que representam a fauna e a flora do Brasil.

O novo passaporte brasileiro, divulgado em 27 de junho pelo Governo Federal, passou por mudanças visuais que tornam o documento mais seguro contra fraudes. O modelo deve substituir o atual, que está em vigor desde 2006.

Leia também

As páginas agora possuem ilustrações que destacam elementos culturais de cada região do Brasil, e a tecnologia também foi atualizada. A taxa de emissão do documento continuará a mesma.

De acordo com o Ministério da Justiça e Segurança Pública, a ideia do novo passaporte é promover a cultura e as belezas da fauna e da flora do país. A atualização já era esperada, afinal, a recomendação da Organização Internacional da Aviação Civil (OACI) é de que o documento seja alterado a cada 10 anos.

Nesse sentido, a novidade já estava consideravelmente atrasada. As principais alterações são na área da tecnologia antifraude do documento. Isso foi possível por meio de uma colaboração entre a Polícia Federal, o Ministério das Relações Exteriores e a Casa da Moeda.

Principais mudanças no novo passaporte brasileiro

O documento passará a ter 13 marcas d’água, diferente do antigo, que só tinha uma. Todas as páginas possuem figuras que representam a fauna e a flora do Brasil. Nelas, existem ainda fundos que só podem ser vistos com luz ultravioleta, homenageando biomas brasileiros.

Além disso, a página que informa todos os dados do cidadão terá duas fotos, uma colorida e uma “fantasma”, em preto-e-branco com dados biométricos.

Todas as informações são protegidas com um laminado de segurança. Na última grande atualização do passaporte, em 2015, o documento ganhou um chip de segurança e o dobro do prazo de validade.

O passaporte também ganhou uma nova capa, que trouxe de volta o brasão da República e descartou as estrelas do Cruzeiro do Sul.

Novas regras do documento

Apesar das mudanças, a taxa para emissão continuará a mesma, de acordo com a Polícia Federal. Atualmente, o valor é de R$ 257,25, e R$ 334,42 em casos de urgência e emergência. Da mesma forma, o valor aumenta caso o cidadão não apresente o documento vencido.

A produção do novo passaporte deve começar em setembro, data do bicentenário da Independência do Brasil. Não será obrigatório trocar a versão antiga pela nova de imediato, apenas quando a anterior vencer.

Já o novo RG não poderá substituir o passaporte, mesmo com todas as suas informações. Afinal, o Brasil só possui acordos que permitem o uso do documento de identidade com países do Mercosul, e para qualquer outra destinação, o passaporte segue obrigatório.

Leia também


você pode gostar também

Multi+: rival da Netflix chega ao Brasil com assinatura acessível; veja valores

Você já conhece a Multi+? Ela é o novo serviço de streaming que chegou ao mercado brasileiro com preços bastante atrativos. Leia e descubra como funciona seus planos de assinatura.

Como será o tempo no mês de dezembro? INMET divulga a previsão

Semelhante ao que aconteceu nos últimos meses, a chuva deve se intensificar em alguns estados e aplacar em outros por causa do fenômeno natural La Niña.

Escavação no Coliseu encontra vestígios alimentares de 2 mil anos atrás

A construção do Coliseu começou sob o governo de Vespasiano, em 72 d.C., e foi concluída oito anos depois, durante o império de Tito.

Cadastro Positivo oferece benefícios a bons motoristas; saiba participar

O Registro Nacional Positivo de Condutores oferece benefícios aos bons motoristas, como descontos e incentivos pela conduta no trânsito. Porém, existem regras específicas para participar.

Projeto prevê limite de juros em consignado para famílias de baixa renda

O projeto em tramitação no Senado Federal possui como principal objetivo controlar o endividamento das famílias brasileiras de baixa renda, por conta dos juros acumulados através dos empréstimos consignados no país.

INMET alerta: risco de tempestade e chuvas intensas em mais de 1,6 mil cidades

Avisos de chuvas intensas e tempestade são válidos até às 10h deste sábado (03/12), segundo o órgão. Veja áreas que podem ser afetadas.