Concurso TJDFT: FGV é oficialmente a banca organizadora

Concurso TJDFT anuncia banca organizadora. Expectativa agora é que edital de abertura seja divulgado em breve. Saiba mais detalhes.

Confirmada a banca organizadora do concurso TJDFT, que ficará sob responsabilidade da Fundação Getúlio Vargas (FGV). A decisão publicada pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios nesta terça-feira, 21 de dezembro de 2021, dispensa licitação para contratação, o que deve acelerar a assinatura contratual.

Com a divulgação no Diário Oficial da União, a expectativa é que o edital para o certame seja lançado ainda no início de 2022. Especula-se que poderão ser ofertadas 93 vagas imediatas e de cadastro reserva para técnicos e analistas judiciários (níveis médio e superior).

Em outubro, a proposta de reenquadramento de cargos foi anunciada na 17ª sessão extraordinária/on-line do órgão, que determinou a substituição de quantitativo de vagas para técnicos e auxiliares em cargos destinados a analistas judiciários. Novas demandas tecnológicas e processuais embasaram a decisão, que tem como foco a contratação de servidores em áreas como Direito e Tecnologia da Informação.

Concurso TJDFT: vagas

A estrutura remuneratória atualizada pelo órgão em 2021 indica que os vencimentos básicos para técnicos e analistas variam de R$ 3,1 mil a R$ 7,7 mil.

Os valores, que podem ser atualizados pelo novo edital, são referentes ao início de carreira e contam com acréscimos significativos após progressões, incluindo benefícios e gratificações. Confira as vagas aguardadas:

Analista Judiciário

  • Apoio especializado – Contabilidade (3);
  • Apoio especializado – Engenharia Elétrica (1);
  • Apoio especializado – Administração (3);
  • Apoio especializado – Estatística (2);
  • Apoio especializado – Medicina Psiquiatria (2);
  • Apoio especializado – Medicina do Trabalho (2);
  • Apoio especializado – Psicologia (cadastro reserva);
  • Apoio especializado – Serviço Social (9);
  • Apoio especializado – Análise de Sistemas (3);
  • Apoio especializado – Suporte em Tecnologia da Informação (3);
  • Apoio especializado – Análise de Dados (5);
  • Apoio especializado – Segurança da Informação (5);
  • Judiciária – Oficial de Justiça Avaliador Federal (25);
  • Judiciária – sem especialidade (29);
  • Arquivologia (1).

Técnico Judiciário

  • Administrativa – Sem especialidade (cadastro reserva);
  • Administrativa – Segurança (CR);
  • Apoio especializado – Programação de Sistemas (CR);
  • Apoio Especializado – Enfermagem (CR).

Concurso TJDFT: edital anterior

Realizado em 2015, o mais recente concurso TJDFT foi organizado pelo Cespe (atualmente Cebraspe), registrando concorrência superior a 71 mil candidatos para as 80 vagas ofertadas.

Na época, os ganhos mensais estipulados chegaram a R$ 6,3 mil para técnicos (nível médio) e R$ 10,4 mil para analistas (nível superior). Classificados para o cadastro reserva também foram convocados no decorrer da validade do certame, prorrogado até 2017.

Todos os profissionais foram selecionados por meio da aplicação de provas objetivas e discursivas, totalizando 120 questões de múltipla escolha sobre conhecimentos básicos e específicos. Língua Portuguesa, Ética no Serviço Público, Noções de Informática e de Língua Inglesa integraram as disciplinas comuns a todos os candidatos.

Concurso TJDFT: saiba mais

Dados publicados em agosto pelo próprio Tribunal de Justiça revelam que chega a 402 o número de cargos efetivos atualmente vagos no órgão.

Somente com a publicação do edital será possível confirmar o quantitativo de oportunidades abertas, além de informações como salários, conteúdo programático e cronograma.

Outras informações sobre o concurso TJDFT serão atualizadas assim que forem divulgadas e podem ser acompanhadas pelos candidatos diretamente no site do Tribunal, que mantém cadastrados vários editais de certames anteriores.

Leia também

você pode gostar também