Black Friday: confira 15 dicas para evitar golpes durante suas compras

É importante redobrar a atenção durante o período de Black Friday. Veja 15 dicas do Procon da ALMG para evitar golpes durante as compras.

Consumidores aguardam o ano inteiro por oportunidades de grandes descontos durante o período de Black Friday no Brasil. Neste ano, com o aumento do dólar e da inflação, a época é ainda mais aguardada, mas é preciso estar atento às fraudes.

Confira, a seguir, 15 dicas para evitar golpes durante suas compras. Elas foram divulgadas pelo Procon da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). Lembrando que a Black Friday acontecerá no dia 26 de novembro deste ano, mas as promoções e descontos já podem ser conferidas em diversas lojas físicas e virtuais.

As empresas vêm usando a chamada “Black Friday antecipada” com objetivo de atrair clientes antes e durante o período promocional.

Dicas do Procon da ALMG para evitar golpes

Neste período, é comum que consumidores recebam ofertas por meio de e-mail, SMS, WhatsApp e nas demais redes sociais. Por isso, é importante atenção redobrada aos canais de comunicação para identificar as fontes realmente confiáveis.

Confira, a seguir, 15 dicas para evitar golpes durante a Black Friday:

  1. Compare os preços: procure na internet os sites especializados, como o Zoom, que vão informar o preço daquele produto durante o ano. Assim, você evita cair no falso desconto, em que as empresas aumentam o valor do produto e depois concedem um abatimento;
  2. Cuidado com sites falsos: esse tipo de golpe objetiva roubar as informações pessoais de cartão de crédito e documento de identidade;
  3. Anúncio em redes sociais: cuidado com esse tipo de anúncio, pois pode ser fraudulento. Muitos vêm no Instagram, link no WhatsApp e Facebook;
  4. Confira se o produto está em estoque na loja: em alguns casos, logo após a compra, a empresa informa que o item não está disponível no valor indicado na Black Friday;
  5. Confira política de cancelamento ou troca de produto: todas as compras realizadas online podem ser canceladas, sem maiores prejuízos ao cliente, no prazo de sete dias;
  6. Confira dados para pagamentos com Pix: desconfie de empresas e lojas que só aceitam pagamentos via depósito, transferências e Pix. Prefira aquelas que oferecem parcelamento por meio de cartão de crédito;
  7. Confira as informações da empresa: o site deverá informar o nome da empresa, endereço físico e demais informações necessárias para que o fornecedor seja localizado;
  8. Guarde todos os dados da compra: tenha em mãos a nota gerada com o nome do site, produtos pedidos, valor pago, forma de pagamento e demais informações;
  9. Não use lan houses ou cybercafés: evite esse tipo de estabelecimento, pois podem conter programas que roubam senhas e informações bancárias;
  10. Site seguro: confira se no canto superior esquerdo da tela há um cadeado fechado. Isso representa uma conexão segura;
  11. Use ferramentas de localização: por meio do “Google Maps” e o “Street View” você pode verificar se o endereço da loja de fato existe;
  12. Não se impressione com recursos visuais: não fique ansioso com anúncios com contagem regressiva informando que a promoção está acabando. Na maioria dos casos, o objetivo é induzir a uma compra por impulso;
  13. Qualidade do produto: verifique as informações do item que deseja comprar. Ele deverá estar de acordo com o anúncio, sob possibilidade de devolução;
  14. Reputação do vendedor: confira os depoimentos, reclamações e as avaliações da empresa. Pra isso, utilize de sites como “Reclame Aqui” e “Consumidor“;
  15. Procure ajuda: em último caso, após a compra, entre em contato com o Procon do seu município.

Leia também

você pode gostar também