Cobrança do Seguro DPVAT pode ficar suspensa em 2022; entenda

A Susep está analisando a possibilidade de suspender a cobrança do Seguro DPVAT pelo segundo ano seguinte.

Condutores podem ficar isentos de pagar o Seguro DPVAT por mais um ano. A suspensão da cobrança foi anunciada pela Superintendência de Seguros Privados (Susep). Essa medida ainda está sendo analisada pela instituição.

De acordo com a Susep, “está mantida a possibilidade de que os recursos em caixa sejam suficientes para garantir os pagamentos das indenizações por mais um ano”. O Seguro DPVAT cobre os seguintes casos em acidentes de trânsito:

  • Morte;
  • Invalidez permanente;
  • Despesas com assistência médica e suplementares por lesões não tão graves.

De acordo com a lei, as vítimas e os herdeiros das vítimas que foram a óbito podem dar entrada no seguro e conseguir a indenização até três anos depois do acidente. A solicitação deve ser feita por:

  • Site da Caixa Econômica Federal, para acidentes a partir de 2021;
  • Site da Seguradora Líder, para acidentes dos anos anteriores.

Seguro DPVAT: suspensão da cobrança

Em 2021, o Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP) decidiu suspender a obrigatoriedade do pagamento do seguro DPVAT. De acordo com o órgão, existiam recursos pagos de anos anteriores que não foram utilizados.

Dessa forma, seria possível cobrir novas operações e isentar os motoristas, especialmente durante a pandemia, em que muitas pessoas perderam suas rendas. A justificativa para 2022 se mantém a mesma.

O anúncio para 2021 foi feito junto com a dissolução da Consórcio do Seguro DPVAT. Até então, o gerenciamento do seguro era feito pela Seguradora Líder. A partir desse ano, a Caixa Econômica Federal começou a ser responsável pelas indenizações às vítimas.

Leia também

você pode gostar também