IPVA terá alta em 2022 devido a reajuste no preço dos carros; entenda

Com base na Associação Nacional dos Fabricantes de Veículo Automotores, houve redução de 25% na produção de carros entre janeiro e agosto.

Com a alta constante no preço da gasolina, os motoristas do país já estão sentindo os efeitos no próprio bolso. Outra questão, que intensifica o cenário, está ligada com o valor do IPVA para o ano de 2022 (Imposto sobre a Propriedade Veículos Automotores (IPVA).

Isso porque houve reajuste no valor dos automóveis, o que ocasiona o encarecimento do IPVA. Até agosto de 2021, houve alta de 14,05% nos preços dos carros populares. Os dados foram analisados pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

Se levarmos em conta os últimos 12 meses, o percentual vai para 22,22%. Com relação aos veículos usados, o índice é ainda maior. Ele equivale a 20,80% até o mês de agosto e, por sua vez, 27,16% nos últimos 12 meses. Essa mudança nos valores foi gerada devido à redução na produção de automóveis neste ano de 2021.

Preço dos carros afetará IPVA em 2022

Com base na Associação Nacional dos Fabricantes de Veículo Automotores (ANFAVEA) houve uma redução de 25% na produção de carros entre janeiro e agosto de 2021. O fenômeno foi causado pela paralisação das indústrias, tendo em vista o contexto de pandemia.

Com preços ficaram caros pela lei da “oferta e procura”, o IPVA 2022 deverá ser reajustado a partir de um novo valor. E isso deverá ocorrer mesmo se as alíquotas não forem alteradas. A tabela da Fipe elevou os valores, o que impacta no cálculo do IPVA do ano que vem.

Lembrando que essa lógica pode apresentar variações dependendo da região do país. Além do mais, fatores como ano e perfil do veículo (popular, de luxo, entre outros) também influenciam no reajuste.

Leia também

você pode gostar também

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Ler mais