Auxílio Brasil: como será possível fazer a inscrição no novo Bolsa Família

O Auxílio Brasil deve ser o nome do substituto do Bolsa Família. Confira como será o processo de inclusão no benefício.

O governo federal deverá lançar o novo programa de transferência de renda para população que vive em situação de pobreza e extrema pobreza. O Auxílio Brasil deve ser o nome do substituto do Bolsa Família, que objetiva abranger um maior número de beneficiários e oferecer um valor maior aos beneficiários.

Para a liberação do novo benefício, contudo, questões ainda devem ser discutidas na Câmara dos Deputados e no Senado Federal.

Auxílio Brasil: como será a inclusão dos beneficiários?

O novo Bolsa Família, que deverá ser nomeado de Auxílio Brasil, remetendo ao Auxílio Emergencial, marca do governo Jair Bolsonaro, levará em conta o Cadastro Único (CadÚnico) para conceder o benefício. Aqueles que já recebem o Bolsa Família são inscritos nessa base de dados.

Por isso, é importante manter todos os dados atualizados para não correr o risco de ficar de fora do Auxílio Brasil. Aqueles que não possuem o cadastro devem comparecer ao Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) ou posto de atendimento do Cadastro Único em seu próprio município.

Para isso, leve o seu CPF e título de eleitor e os documentos dos demais membro da família, confira:

  • CPF;
  • RG;
  • Certidão de Nascimento;
  • Certidão de Casamento;
  • Carteira de Trabalho;
  • Título de Eleitor;
  • Registro Administrativo de Nascimento Indígena (Rani) para indígenas.

Cadastro Único: confira sua inscrição

Caso você já faça parte do CadÚnico, é importante verificar se o seu cadastro está regular e atualizar as informações defasadas. Com o aplicativo de celular Meu CadÚnico” (iOS ou Android), você pode tirar dúvidas e retificar informações.

Além disso, é possível esclarecer dúvidas também junto à Caixa Econômica Federal, que é quem faz os repasses do Bolsa Família, por meio do telefone 0800 707 2003.

Leia também

você pode gostar também