Salário mínimo 2022 recebe nova previsão de valor

Reajuste do salário mínimo de 2022 teve que ser revisto pelo governo federal devido a alta da inflação.

Como a alta da inflação estourou o teto previsto pelo governo federal, o Ministério da Economia teve que rever diversos aspectos da economia brasileira. Com isso, o salário mínimo para 2022 recebeu uma nova previsão de valor, conforme prevê a lei.

Vale ressaltar que a inflação é medida pelo Índice de Preço ao Consumidor Amplo (IPCA). Todos os meses, o IBGE lança uma parcial do índice, sendo que no final do ano sai o valor total. O governo utiliza o número final para elevar o salário no ano que vem.

Novo valor do salário mínimo em 2022

Anteriormente, o governo federal estimava que o IPCA ficaria na casa dos 6,2%. Entretanto, após a disparada de valores em vários setores da economia, principalmente alimentos e combustível, a inflação prevista passou para 8,4%.

Portanto, agora, o governo refez as contas dos valores do piso nacional. A nova previsão é de que o salário mínimo em 2022 vá para R$ 1.192,40.

O reajuste do salário mínimo baseado na inflação está previsto na Constituição Federal. Ou seja, é um direito de todo trabalhador, cabendo ao governo cumprir a exigência. A ideia por trás da lei é fazer com que o poder de compra seja mantido, garantindo, na teoria, a mesma qualidade de vida do cidadão.

Ganho real não está previsto

Todos os anúncios feitos pelo governo federal apontam que o salário mínimo não terá um ganho real após o seu reajuste. Ganho real ocorre quando o poder de compra do trabalhador é aumentado. Para isso, é necessário que o reajuste seja superior ao da inflação (IPCA).

Desde o último ano do mandato do então presidente Michel Temer, final de 2018, não há ganho real.

Durante o governo Bolsonaro, os reajustes apenas igualaram o IPCA. Para 2021, por exemplo, o governo apontou que a pandemia fez com que muitos recursos fossem gastos, impedindo o ganho real. O mesmo deve ocorrer em 2022, caso não haja mudanças.

Leia também

você pode gostar também