Governo publica regras para retorno ao trabalho presencial de servidor

A mesma instrução normativa traz uma lista de casos nos quais os servidores e empregados deverão permanecer em trabalho remoto.

Uma instrução normativa do Ministério da Economia, publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (1º), traz regras para o retorno “seguro e gradual” de servidores e empregados públicos ao trabalho presencial. Pelo documento,  a volta deve ocorrer com a observação das medidas sanitárias recomendadas pelo Ministério da Saúde como uso de equipamentos de proteção individual e de medidas em relação aos casos suspeitos e confirmados do novo coronavírus.

A mesma instrução normativa traz uma lista de casos nos quais os servidores e empregados deverão permanecer em trabalho remoto. Na lista estão, por exemplo, os que apresentem condições ou fatores de risco como idade igual ou superior a 60 anos; tabagismo; obesidade; insuficiência cardíaca, miocardiopatia isquêmica entre outras. Também figuram na lista de risco quem tem hipertensão arterial; doença cerebrovascular; pneumopatias graves ou descompensadas (asma moderada/grave), imunodepressão e imunossupressão; doenças renais crônicas em estágio avançado, diabetes melito, além de doenças cromossômicas com estado de fragilidade imunológica; neoplasia maligna, cirrose hepática, doenças hematológicas (incluindo anemia falciforme e talassemia); e gestação.

Além de casos de saúde, também ficam liberados do trabalho presencialmente pais e/ou responsáveis legais de crianças em idade escolar e inferior, em locais onde aulas presenciais e serviços de creche ainda não tenham sido retomados.

Em todos esses casos a dispensa deverá ser solicitada pelo próprio servidor ou empregado público mediante uma autodeclaração enviada por e-mail à chefia imediata. A instrução normativa ressalta no entanto que quem fornecer informações falsas poderá sofrer sanções penais e administrativas. A chefia imediata do servidor deverá avaliar se o regime de trabalho remoto é compatível com a função desempenhada por cada um dos seus subordinados.

“Entende-se por trabalho remoto a execução das atividades fora das dependências físicas do órgão ou entidade pelos servidores e empregados públicos impossibilitados de comparecimento presencial ao trabalho, não se confundindo com o teletrabalho decorrente do programa de gestão a que se refere a Instrução Normativa nº 65, de 30 de julho de 2020”,ressalta a Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia no documento.

Vedações

Servidores e empregados públicos que continuarem em trabalho remoto ou que estejam afastados de suas atividades presenciais não poderão receber auxílio-transporte, nem adicional noturno. Nesse último caso a exceção é para atividades que tenham necessidade de ser prestadas em horário compreendido entre 22 horas de um dia e 05 horas da manhã do dia seguinte, desde que autorizada pela chefia imediata. Fica vedado ainda o pagamento de adicionais ocupacionais de insalubridade, periculosidade, irradiação ionizante e gratificação por atividades com Raios X ou substâncias radioativas, previstos na Lei nº 8.112, de 1990.

Leia também

você pode gostar também

Novo RG (CIN) em 2022: veja quem já pode emitir o novo documento

O novo RG está sendo emitido por alguns estados brasileiros, mas a previsão é que a emissão fique disponível em todo o território nacional somente a partir de março de 2023.

CNH: projeto da Câmara prevê novas regras para autoescolas; entenda

Proposta visa reduzir os custos das autoescolas com os veículos para formação de condutores, ampliando a idade máxima dos automóveis utilizados nas instituições.

Nota Fiscal Paulista: governo libera R$ 35,6 milhões; veja quem já pode sacar

Consumidores poderão usufruir dos créditos liberados pela Nota Fiscal Paulista. Há um prazo de um ano para resgatar os valores.

Próximo feriado nacional ocorre em setembro; veja todas as folgas de 2022

De acordo com o calendário divulgado pela Economia, este ano contará com nove feriados nacionais e cinco pontos facultativos, totalizando quatorze celebrações.

Dívidas com a Receita Federal: veja quem tem direito a descontos de 70%

As renegociações das dívidas com a Receita Federal terão parcelamentos alongados e descontos em até 70% do débito.

Voto em trânsito 2022: entenda o que isso significa e veja prazo para pedir

O voto em trânsito permite que o cidadão possa votar em outro município que não seja seu domicílio eleitoral. Prazo vai até o dia 18 de agosto.