Imposto de Renda 2022: veja 5 erros comuns e como evitá-los

A principal dica para evitar erros comuns na declaração do Imposto de Renda é manter a atenção e não ter pressa na hora do preenchimento.

O prazo para declaração do Imposto de Renda 2022 já está aberto e os contribuintes precisam ficar atentos para não cometerem erros comuns na hora do registro. A maioria dos problemas que podem levar o trabalhador a cair na malha fina estão ligados à falta de atenção.

Leia também

Inconsistências no documento geram retenção para que a Receita Federal possa investigar o caso mais a fundo. Isso pode atrasar a restituição ou até mesmo gerar multa para o declarante. Portanto, é preciso verificar bem os dados prestados antes de enviar o informe.

Uma dica é recorrer a um contador ou profissional da área para fazer o registro. Em 2022, a entrega da declaração do Imposto de Renda ficará aberta até o dia 29 de abril. Cerca de 34 milhões de brasileiros devem realizar o procedimento. Confira quais são os erros mais comuns na declaração do IR na matéria abaixo.

Atenção na declaração do Imposto de Renda: 5 erros comuns

Os contribuintes precisam prestar muita atenção em todas as informações prestadas e fazer uma revisão antes de enviar o informe. A Receita Federal cruza os dados repassados com diversas fontes para verificar a veracidade de cada uma delas.

Pensando nisso, o Concursos no Brasil listou 5 erros mais comuns na declaração do Imposto de Renda e dicas de como evitá-los:

  • Erros de digitação: é importante verificar os valores que você colocou. Não tenha pressa na hora de digitar, fique atento aos pontos e vírgulas para não confundir R$ 100,00 com R$ 1.000,00. Sempre confira todas as informações antes de finalizar cada etapa, inclusive nomes e número dos documentos de dependentes;
  • Rendimentos incorretos: digite exatamente as quantias que estão nos informes de rendimentos fornecidos pelo banco, empregador, plano de saúde, INSS e outros. Não arredonde valores e preste atenção para não esquecer nenhum dígito;
  • Declaração de rendimento na ficha errada: muito cuidado na hora de informar dados e valores. Verifique se o rendimento está dentro da classificação correta (tributáveis, tributação exclusiva ou não tributável). A categoria pode ser conferida no informe que o contribuinte recebeu do empregador;
  • Inserir incorretamente os dependentes: se o seu cônjuge já incluiu o filho/dependente na declaração dele, então você não deve repetir essas informações. Apenas um responsável precisa declarar o dependente. Já se você vai declarar seus pais como dependentes, certifique-se de que a renda anual deles é de até R$ 22.847,76;
  • Informar despesas médicas sem comprovante ou indevidas: na declaração do Imposto de Renda devem ser informados os valores exatos de consultas, exames e planos de saúde. Esses devem ter comprovante de pagamento. Reembolsos do plano de saúde também devem ser descritos, mas remédios não entram no informe.

Leia também


você pode gostar também

5 soft skills mais procuradas pelos empregadores no país; veja a lista

Está procurando emprego? Conheça quais são as cinco soft skills mais procuradas pelos empregadores e tenha um diferencial competitivo.

Fique de olho: estas 5 profissões ainda vão crescer muito no Brasil

As transformações no mercado de trabalho criam novas profissões para atender às necessidades dos consumidores, garantindo profissões com bons salários e gratificações.

Confira 7 casos que exigem a emissão da nova CNH em 2022

Ainda que a resolução do Conselho Nacional de Trânsito estabeleça uma transição gradual para o documento, existem situações específicas que obrigam a emissão da nova CNH.

Estes 5 hábitos simples aumentam a sua produtividade no dia a dia

Se você quer obter um maior rendimento nos estudos, conheça cinco hábitos que aumentam a produtividade no dia a dia.

Estados mais ricos do país: confira ranking atualizado com o top 5

Cinco estados mais ricos do Brasil são São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraná.

3 hábitos de trânsito que dão multa na CNH e você ainda não sabia

As multas e punições previstas pelo Código de Trânsito Brasileiro servem para manter o trânsito um lugar seguro aos condutores e motoristas, também preservando as vias públicas.