Estes 7 modelos de “motos” não exigem CNH no Brasil

A grana está curta para tirar a habilitação? Conheça sete modelos de motos que não exigem CNH no Brasil.

Com a vida corrida que milhares de pessoas levam nas grandes cidades, muitas procuram mais praticidade e agilidade na hora de se locomover. Se você não tem carteira de habilitação e não quer se estressar com o transporte público, conheça as motos que não exigem CNH no Brasil.

Com preços acessíveis e super econômicas, as famosas bikes elétricas caíram no gosto popular e se tornaram uma alternativa viável para quem não quer perder tempo no trânsito. Curioso para conhecer os modelos? Basta continuar a leitura.

Veja qual tipo de moto não precisa de habilitação

1) Two Dosg Pliage

Essa é uma das motos que não exigem CNH no Brasil. Esse modelo vem com motorização traseira de 250W, bivolt e com tempo máximo de recarga de 8 horas. Com a bateria totalmente recarregada, é possível ter uma autonomia de 40 km. Essa bike elétrica ainda é dobrável.

Com o preço médio de R$ 4,5 mil, você pode ter uma maior mobilidade pelas ruas dos grandes centros urbanos, seja para trabalhar, estudar ou até se divertir. Para que passar raiva com o transporte público?

2) Caloi Mobilete

Outra das motos que não exigem CNH no Brasil. Essa marca já viveu os seus momentos de glória nos anos 1990. Na sua versão elétrica, esse modelo vem com um motor com 350W que tem duas formas de acionamento: pelo acelerador acoplado ao display ou pelo movimento dos pedais.

A bateria tem autonomia máxima de 30 km e o preço dessa moderna bike elétrica gira em torno de R$ 8 mil. Quem prefere agilidade na hora de se locomover de um lugar para outro e se cansou de andar de ônibus, essa opção é ideal.

3) Motos que não exigem CNH no Brasil: Zero Luna

Com um motor de 350W e velocidade máxima de 25 km/h, esse modelo de bike elétrica é perfeito para dar mais mobilidade para quem sempre vive na correria do dia a dia. A autonomia máxima da bateria, quando está 100% carregada, é de 40 km.

A média de preço é de R$ 6,5 mil. Se você não tem CNH e procura um meio de transporte para ganhar mais tempo, que tal cogitar essa opção? Se bem cuidada, a manutenção corretiva é praticamente zero.

4) Tailg Junior

Mais uma das motos que não exigem CNH no Brasil. Esse modelo tem o seu foco no custo-benefício para o comprador. A bike elétrica vem com um motor de 350W de potência. A autonomia total da bateria (totalmente carregada) é de 35 km.

O preço médio desse exemplar é de R$ 4,9 mil. Se tirar a CNH ou comprar um carro está inviável para você, pelo menos nesse momento, essa moto pode ser uma solução ideal para que a sua locomoção seja mais rápida e prática. A velocidade máxima é de 25 km/h.

5) Motos que não exigem CNH no Brasil: Tailg Dyfly

Essa bike elétrica tem motor de 350W e também alcança velocidade máxima de 25 km/h. A autonomia da bateria chega até 45 km, se estiver totalmente carregada.

Essa também pode ser uma boa opção para quem não tem CNH e quer mais praticidade para passear, trabalhar ou ir para a faculdade.

Com o preço sugerido de R$ 11 mil, esse modelo é o mais caro da nossa lista. Ele vem com um pequeno bagageiro na frente e com refletor de luminosidade, que mais se parece com um farol. Se você procura um pouco mais de conforto no dia a dia, aposte nessa moto.

6) Smart Bike

Estes 7 modelos de "motos" não exigem CNH no Brasil
Foto: Reprodução / Pexels.

Quando o assunto é motos que não exigem CNH no Brasil, a Smart Bike jamais poderia ficar de fora. Com um motor de 250W e velocidade máxima de 25 km/h, esse modelo é o queridinho dos adeptos da locomoção mais rápida nas grandes cidades.

A autonomia máxima da bateria dessa bike elétrica é de 40 km e o preço médio gira em torno de R$ 5 mil. Quem procura uma maneira de não ficar preso ou perder tempo nos irritantes engarrafamentos, essa opção é ideal.

7) Mobi S1

A última das motos que não exigem CNH no Brasil da nossa lista. Esse design é um pouco mais tradicional e vem com motor de 240W. A versão mais barata tem autonomia máxima de 40 km, desde que a bateria esteja plenamente carregada.

O preço pode chegar a R$ 6,3 mil. A velocidade máxima também é de 25 km/h. Se você não tem tempo a perder em seu dia e está com a agenda sempre cheia de compromissos, esse modelo é a solução.

Leia também

você pode gostar também

Por que os palitos de pirulito têm um pequeno furinho na ponta?

Sempre fez questão de aprimorar os seus conhecimentos e tem a curiosidade aguçada, concurseiro? Então, descubra para que serve o furinho na ponta dos palitos de pirulito.

Entenda de onde surgiu o “sentido horário” dos relógios

Você já se perguntou por que o relógio gira em sentido horário? Este é um padrão que vem de relógios de sol antigos. Leia e entenda a seguir.

Afinal, qual é a verdadeira diferença entre poema e poesia? Entenda aqui

Apesar de parecerem idênticos, o poema e a poesia possuem algumas diferenças vitais, e que são de conhecimento essencial no mundo literário.

Grampeador tem função “secreta” que muitas pessoas ainda não conhecem

Embora todos nós usemos um grampeador de vez em quando, você provavelmente não conhece este tipo de uso secreto para ele.

15 nomes antigos que voltaram a ser populares no Brasil

Alguns dos nomes retrôs são muito populares hoje em dia no Brasil, sejam femininos ou masculinos. Confira alguns deles abaixo.

Como começar a empreender? Veja 7 dicas para ter um negócio de sucesso

Está querendo começar a empreender em 2023 e pretende alcançar o êxito profissional? Fique por dentro de sete dicas para ter um negócio de sucesso.