Estas 5 profissões deixaram de existir e você ainda não sabia; veja lista

Conheça as cinco profissões que simplesmente deixaram de existir e você ainda não sabia disso.

Os constantes avanços tecnológicos fizeram com que algumas profissões perdessem espaço com o passar dos anos. Décadas ou séculos atrás, elas até eram consideradas essenciais, mas hoje só ficam na lembrança dos mais “experientes” ou fazem parte dos livros de História.

Elas podem até existir em algumas localidades devido a tradições, mas se tornaram mais “raras” no dia a dia. Por isso, conheça cinco profissões que deixaram de existir e que talvez você nem se dava conta disso.

1) Vendedor de enciclopédias

Essa é uma das profissões que deixaram de existir e que fez um relativo sucesso nas décadas de 1970 e 1980 (já que era bastante disputada), pelo menos no Brasil. Antes do advento da internet e o domínio mundial do Google, quando o assunto é a busca por informações sobre qualquer tipo de assunto, as famosas enciclopédias viveram a sua era de ouro.

Eram livros grandes e pesados que traziam informações sobre vários assuntos, além de belíssimas fotos. As enciclopédias eram vendidas de porta em porta e acabaram caindo no esquecimento das pessoas, depois que a tecnologia começou a fazer parte das nossas vidas.

2) Vendedor de clube de vídeo

Se você tem mais de 30 anos de idade, provavelmente se lembra das locadoras ou clubes de vídeo das grandes cidades, que eram a diversão de milhares de famílias que gostavam de curtir um bom filme, principalmente aos finais de semana.

Eram espaços onde as pessoas iam com o objetivo de alugar um filme para assisti-lo em casa. Mas tecnologia deixou tudo isso muito mais prático e simples para os amantes do cinema.

Atualmente, as plataformas de streaming (como a gigante Netflix, por exemplo) dominam o mercado, já que são extremamente completas e têm preço acessível.

3) Caçador de ratos

Você sabia que antigamente existiam pessoas que eram pagas para caçar ratos nas grandes cidades? Como algumas cidades da Europa, no século XIX, estavam sofrendo com uma intensa infestação de ratos, que transmitiam doenças como a leptospirose (que dizimou milhares de vidas), decidiu-se contratar profissionais para caçar esses roedores, já que os venenos não eram assim tão eficazes.

Hoje em dia, o controle dessas “pragas urbanas” ainda existe, obviamente. Mas está bem longe de ser da forma como era há dois séculos atrás.

O advento da tecnologia e o desenvolvimento da ciência tornaram possível desenvolver medidas preventivas, como o serviço de dedetização, por exemplo. Por isso, essa também é mais uma das profissões que deixaram de existir para sempre.

4) Mensageiro de telegrama

Quem tem menos de 15 anos de idade hoje provavelmente nem sabe o que é um telegrama. Aquelas mensagens curtas que eram transmitidas e recebidas pelos correios eram de grande valia até o final dos anos 1990, principalmente para quem queria (ou precisava) de mais agilidade em comparação com as cartas, que também deram lugar para o e-mail.

Os mensageiros eram profissionais que faziam entregas dos telegramas nas residências das pessoas. Em alguns países da Europa, como a Inglaterra, por exemplo, essa profissão durou até o final dos anos 1970.

O fato é que a tecnologia selou definitivamente a aposentadoria desse profissional, que era ansiosamente esperado por milhares de cidadãos, todos os dias.

5) Radar humano

Provavelmente essa é uma das profissões que deixaram de existir e que seguramente você vai agradecer pela tecnologia fazer parte da sua vida.

O radar humano eram pessoas contratadas para detectar a aproximação de aeronaves inimigas, principalmente durante os anos de 1920 e 1930 e até durante a guerra. Era preciso ter uma audição “biônica” para conquistar essa vaga.

Os radares humanos eram obrigados a trabalhar em turnos de 12 horas e, muitas vezes, em condições totalmente adversas para um ser humano.

Esses profissionais usavam uma engenhoca parecida com uma trombeta gigante, para aguçar sua capacidade de audição e precisavam ter a máxima atenção durante o trabalho, já que a mínima distração poderia ser fatal. Hoje em dia, modernos radares e sonares cumprem essa função.

E aí, o que você achou das profissões que deixaram de existir? Mesmo que elas nos pareçam algo completamente inimagináveis e fora da nossa realidade, é possível ter uma noção de como era o mundo sem a tecnologia que temos hoje.

Leia também


você pode gostar também

Concurso INSS: veja 5 dicas infalíveis para aplicar durante os estudos

As dicas infalíveis para aplicar durante os estudos do concurso INSS permitem que o concurseiro tenha mais organização nas etapas de aprendizagem e revisão do conteúdo.

Veja 5 coisas que você não pode colocar no seu currículo em 2022

Está procurando emprego? Saiba o que não colocar no currículo em 2022 e aumente as chances de ser convocado para uma entrevista.

5 profissões que pagam bem aos que desejam ter jornada de 20 horas semanais

Se você sempre sonhou em ter um alto salário mas sem trabalhar demais, conheça cinco profissões que pagam bem e trabalham pouco.

Profissões de Humanas: veja os 5 cargos mais bem pagos do Brasil

Sonha em começar uma carreira que paga um alto salário? Conheça cinco profissões de Humanas que podem transformar isso em realidade.

Este cargo de TI pode obter salário de R$ 17 MIL no país; veja qual é

Está pensando em se tornar um profissional da área da tecnologia? Confira o cargo de TI que pode ter salário de R$ 17 mil por mês.

7 profissões mais bem pagas para quem quer trabalhar no exterior

Sonha em uma carreira profissional fora do Brasil? Conheça sete profissões para quem quer trabalhar no exterior e que pagam altos salários.