Concurso IBRAM: Edital previsto para 376 novas vagas

Concurso IBRAM (Instituto Brasileiro de Museus) foi solicitado pelo órgão. Remuneração inicial é de R$ 3.419,97 ou R$ 5.035,29, dependendo do cargo.

Um novo concurso IBRAM (Instituto Brasileiro de Museus) foi solicitado para profissionais de níveis médio e superior. Ao todo, o pedido contempla a oferta de 376 vagas efetivas e aguarda parecer do Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI).

continua depois da publicidade

A nota técnica, que circula pela internet, estabelece um cronograma preliminar para as atividades inerentes ao certame. Dessa maneira, a previsão é de que a portaria que autoriza as novas oportunidades imediatas seja disponibilizada até o mês de julho de 2024.

O lançamento do edital de abertura, por sua vez, pode ficar para novembro do mesmo ano. No entanto, todas as etapas do concurso IBRAM ainda dependem da aprovação oriunda do MGI que, até o momento, não analisou a nota técnica proposta pelo órgão público.

De qualquer forma, o certame é bastante esperado pelo concurseiros, tendo em vista que a última seleção do Instituto Brasileiro de Museus ocorreu ainda em 2010, ou seja, há mais de 10 anos. Entramos em contato com a assessoria para obter mais detalhes preliminares.

continua depois da publicidade
Leia também

Atualizaremos a matéria assim que tivermos o retorno. Enquanto isso, você confere por aqui a situação atual do concurso IBRAM, requisitos dos cargos, atribuições e o que caíram nas provas eliminatórias do último edital.

Concurso IBRAM: situação atual

Bastante aguardado pelos concurseiros espalhados pelo país, um novo concurso IBRAM foi solicitado em 27 de abril de 2023. A ideia é de suprir o déficit de servidores do órgão para cargos em diversas especialidades, já que o último certame não foi o suficiente para isso.

continua depois da publicidade

Aliás, a nota técnica sugere um cronograma preliminar de atividades que o MGI pode acatar, caso a seleção seja realmente aprovada. O Instituto Brasileiro de Museus espera que a portaria com a autorização saia em julho de 2024 para já dar andamento aos estágios iniciais.

Feito isso, o órgão ficará responsável pela contratação da banca organizadora do concurso IBRAM até setembro do mesmo ano. Lembrando que a empresa FUNCAB realizou o último certame, com a oferta de 294 vagas em 2010 para diferentes carreiras do instituto.

Ainda segundo a nota técnica, o novo edital de abertura pode ser amplamente divulgado ainda em novembro de 2024, sendo que as provas estão previstas para janeiro de 2025 e o resultado final, março daquele mesmo ano. As informações oficiais devem ser divulgadas em breve.

continua depois da publicidade

Concurso IBRAM: crononograma preliminar

Confira todas as datas previstas no cronograma da nota técnica do IBRAM, que solicita um novo concurso para 2024:

  • Portaria que autoriza o concurso IBRAM: julho de 2024;
  • Contratação da banca organizadora: setembro de 2024;
  • Divulgação do edital de abertura: novembro de 2024;
  • Realização do concurso IBRAM: janeiro de 2025;
  • Resultado final: março de 2025;
  • Homologação do concurso IBRAM: maio de 2025;
  • Nomeações e posses: julho de 2025.

Concurso IBRAM: déficit atual de vagas

Conforme a nota técnica, o IBRAM solicitou exatamente o número de vagas que corresponde ao déficit atual de servidores no órgão público. O instituto explicou que 425 cargos foram criados em lei anterior para quatro carreiras distintas.

O preenchimento dos postos seria, em tese, feito de maneira gradual. Por outro lado, somente 294 oportunidades imediatas foram ofertadas no último concurso IBRAM, anunciado em 2009 e lançado em 2010. O déficit, sendo assim, não foi solucionado nos anos seguintes.

"Atualmente, soma-se às 131 vagas criadas e não preenchidas 245 vagas decorrentes de vacâncias, sendo 71 de evasões relativas ao 1º concurso e 174 oriundas, principalmente, de aposentadorias dos cargos redistribuídos do IPHAN, que passaram a integrar o quadro de pessoal do Ibram quando de sua criação", diz a nota técnica.

Dessa maneira, o instituto conta com atualmente 376 cargos vagos, o que representa cerca de 50,66% de carência dos profissionais no corpo pessoal do IBRAM.

Concurso IBRAM: cargos solicitados

Com o novo concurso IBRAM, a ideia é de preencher 376 vagas efetivas para as seguintes carreiras:

  • Analista I;
  • Técnico em Assuntos Culturais;
  • Técnico em Assuntos Educacionais;
  • Assistente Técnico.

"Vale lembrar que alguns setores de importantes museus do Ibram correm o risco de fechar, por falta de pessoal, em decorrência de futuras aposentadorias", reforça o instituto em nota técnica.

Como faz para entrar no IBRAM?

Conforme edital do primeiro concurso IBRAM, é necessário cumprir as seguintes determinações na época da posse:

  • Tr sido aprovado no concurso IBRAM;
  • Ter nacionalidade brasileira ou portuguesa e, em caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento de gozo de direitos políticos, nos termos do parágrafo 1°, artigo 12, da Constituição Federal ou naturalizado(a), comprovado através da apresentação do original e cópia da cédula de identidade;
  • Estar quite com as obrigações eleitorais, para os candidatos de ambos os sexos;
  • Estar quite com as obrigações militares, para os candidatos do sexo masculino;
  • Encontrar-se em pleno gozo de seus direitos políticos e civis;
  • Não ter sofrido, no exercício de função pública, penalidade incompatível com nova investidura em cargo público;
  • Apresentar diploma, devidamente registrado, que comprove o nível de escolaridade exigido para o cargo;
  • Estar apto física e mentalmente para o exercício do cargo, dependendo das atribuições;
  • Ter idade mínima de 18 anos até a data de nomeação;
  • Declaração negativa de antecedentes criminais;
  • Estar registrado e com a situação regularizada junto ao órgão de conselho de classe correspondente a sua formação profissional, quando for o caso;
  • Cumprir na íntegra as determinações previstas no edital de abertura do concurso IBRAM.

Concurso IBRAM: requisitos e atribuições dos cargos

Novo edital pode ter 376 vagas. Foto: Pixabay / montagem Concursos no Brasil

Antes mesmo que o concurso IBRAM seja autorizado, vale a pena conhecer quais são os principais requisitos escolares de cada cargo, além das atribuições sobre as atividades a serem desempenhadas no instituto. Confira as informações atualizadas:

Assistente Técnico no concurso IBRAM

  • Requisitos: formação de nível médio completo em instituição de ensino regularmente reconhecida pelo Ministério da Educação - MEC;
  • Atribuições: desenvolver sob supervisão, tarefas relativas à gestão administrativa e colaborar no apoio logístico necessário para o funcionamento das unidades do IBRAM. Executar outras tarefas afins sob supervisão.

Técnico em Assuntos Educacionais no concurso IBRAM

  • Requisitos: qualquer formação na área de Ciências Humanas e Sociais;
  • Atribuições: coordenar as atividades de ensino, planejamento e orientação, supervisionando e avaliando estas atividades, para assegurar a regularidade do desenvolvimento do processo educativo; assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão; produzir projetos político-pedagógicos; e executar outras atividades compatíveis com o cargo.

Técnico em Assuntos Culturais no concurso IBRAM

  • Requisitos gerais: nível superior completo na área pretendida, além de registro no órgão de classe quando for o caso;
  • Requisitos para especialidade de Arquivologia: graduação em Arquivologia e registro no conselho classe;
  • Requisitos para especialidade de Antropologia: graduação em Antropologia;
  • Requisitos para especialidade de Arqueologia: graduação em Arqueologia;
  • Requisitos para especialidade de Arquitetura: graduação em Arquitetura e registro no conselho classe;
  • Requisitos para especialidade de Biblioteconomia: graduação em Biblioteconomia e registro no conselho classe;
  • Requisitos para especialidade de História: graduação em História e registro no conselho classe;
  • Requisitos para especialidade de Museologia: graduação em Museologia e registro no conselho classe;
  • Requisitos para especialidade de Sociologia: graduação em Sociologia e registro no conselho classe;
  • Atribuições: desenvolver atividades de supervisão, coordenação, programação e execução especializada referentes a trabalhos de difusão e aprimoramento de assuntos culturais, na área de letras, música, artes plásticas, conservação e restauração de obras históricas e gravação artística; planejar e executar ações de criação, promoção e divulgação de serviços, de produtos e de eventos culturais; monitorar e avaliar a execução de projetos de cultura; e demais atividades inerentes à função.

Analista I no concurso IBRAM

  • Requisitos gerais: nível superior completo na área pretendida, além de registro no órgão de classe quando for o caso;
  • Requisitos para especialidade de Administração: graduação em Administração e registro no conselho classe;
  • Requisitos para especialidade de Economia: graduação em Economia e registro no conselho classe;
  • Requisitos para especialidade de Análise de Sistemas: graduação em Análise de Sistemas ou Processamento de Dados ou Ciências da Computação ou Engenharia da Computação;
  • Requisitos para especialidade de Contabilidade: graduação em Contabilidade e registro no conselho classe;
  • Requisitos para especialidade de Jornalismo: graduação em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo;
  • Requisitos para especialidade de Engenharia Civil: graduação em Engenharia Civil e registro no conselho classe;
  • Requisitos para especialidade de Engenharia Elétrica: graduação em Engenharia Elétrica e registro no conselho classe;
  • Requisitos para especialidade de Publicidade: graduação em Comunicação Social;
  • Requisitos para especialidade de Relações Públicas: graduação em Comunicação Social com habilitação em Relações Públicas;
  • Requisitos para especialidade de Relações Internacionais: graduação em Relações Internacionais;
  • Atribuições: exercer atividades relacionadas às áreas técnicas e administrativas, elaborar estudos e acompanhar o desenvolvimento de projetos, relatórios e outros documentos, com base em registros técnicos e administrativos e indicadores de acompanhamentos, desempenho e política institucional; acompanhamento e operacionalização dos sistemas da União; e demais atividades inerentes a área de formação.

Concurso IBRAM: remunerações e jornadas de trabalho

O IBRAM também já antecipou quais serão os ganhos iniciais dos candidatos classificados no concurso, considerando o ano-base de 2024:

  • Analista I: R$ 5.035,29;
  • Técnico em Assuntos Culturais: R$ 5.035,29;
  • Técnico em Assuntos Educacionais: R$ 5.035,29;
  • Assistente Técnico: R$ 3.419,97.

Geralmente, as jornadas são de 40 horas semanais.

Concurso IBRAM: benefícios

Além disso, os candidatos aprovados no concurso IBRAM podem ter direito a uma série de benefícios:

  • Auxílio-alimentação de R$ 458,00;
  • Auxílio-transporte de R$ 307,47;
  • Plano de saúde - per capita médio: R$ 221,30.

Concurso IBRAM: lotação prevista

Caso o concurso IBRAM seja realmente autorizado, as vagas efetivas serão destinadas aos seguintes estados brasileiros:

  • Distrito Federal;
  • Minas Gerais;
  • Rio de Janeiro;
  • São Paulo;
  • Pernambuco;
  • Santa Catarina;
  • Goiás;
  • Rio Grande do Sul;
  • Espírito Santo;
  • Maranhão.

Concurso IBRAM: último edital

FUNCAB (Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt) foi a banca organizadora que realizou o último concurso IBRAM em 2010. Ao todo, os candidatos puderam se candidatar para 294 vagas efetivas em cargos de níveis médio e superior:

  • Assistente Técnico I;
  • Técnico em Assuntos Educacionais: Ciências Humanas ou Sociais);
  • Técnico em Assuntos Culturais: Arquivologia;
  • Técnico em Assuntos Culturais: Antropologia;
  • Técnico em Assuntos Culturais: Arquitetura;
  • Técnico em Assuntos Culturais: Biblioteconomia;
  • Técnico em Assuntos Culturais: História;
  • Técnico em Assuntos Culturais: Museologia;
  • Técnico em Assuntos Culturais: Sociologia;
  • Técnico em Assuntos Culturais: Ciências Humanas ou Sociais;
  • Analista I: Administração;
  • Analista I: Economia;
  • Analista I: Análise de Sistema;
  • Analista I: Contabilidade;
  • Analista I: Jornalismo;
  • Analista I: Engenharia Civil;
  • Analista I: Engenharia Elétrica;
  • Analista I: Publicidade;
  • Analista I: Relações Públicas;
  • Analista I: Relações Internacionais;
  • Analista I: qualquer área de formação.

Na época, as remunerações variaram entre R$ 1.568,42 e R$ 1.999,22 em jornadas de 40 horas semanais. A taxa de inscrição foi de R$ 38,00 para o cargo de nível médio e R$ 67,00 aos demais. Como de praxe, a isenção pode ser solicitados pelos candidatos que fossem membros de família com baixa renda e estivessem inclusos no CadÚnico.

Etapas do concurso IBRAM

No último concurso IBRAM, os candidatos tiveram que se preparar para as seguintes etapas:

  • Provas objetivas de caráter eliminatório para todos os cargos: era necesário ter pelo menos 50% do total de pontos sem zerar qualquer um dos conteúdos;
  • Provas discursivas de caráter eliminatório para cargos de nível superior: duas questões de conhecimento específico. Valor máximo de 20,0 pontos;
  • Provas de títulos de caráter apenas classificatório para cargos de nível superior. Valor máximo de 5,0 pontos.

As provas objetivas e discursivas foram aplicadas no Distrito Federal e em algumas capitais do país: Belo Horizonte - MG, Florianópolis - SC, Porto Alegre - RS, Recife - PE, Rio de Janeiro - RJ, São Luis - MA, São Paulo - SP e Vitória - ES, devendo o candidato optar por um desses locais no ato de sua inscrição.

Concurso IBRAM: sobre as provas objetivas

As provas objetivas do último concurso IBRAM foram divididas em Conhecimentos Básicos, Conhecimentos Gerais e Conhecimentos Específicos. Confira a estrutura:

  • Conhecimentos Básicos - Língua Portuguesa;
  • Conhecimentos Básicos - Língua Estrangeira - Inglês ou Espanhol (apenas para cargos de nível superior);
  • Conhecimentos Básicos - Noções de Informática;
  • Conhecimentos Gerais;
  • Conhecimentos Específicos.

No total, foram aplicadas 60 questões para cargos de nível superior e 50 à carreira de Assistente Técnico, que exige ensino médio completo.

Concurso IBRAM: classificação

A classificação do último concurso IBRAM para candidatos de nível superior foi baseada na nota final das provas objetivas, discursivas e de títulos. Para o cargo de nível médio, foi levada em conta somente a etapa única composta pelas provas objetivas.

E em caso de empate? Após observância do Estatuto do Idoso, teve preferência aquele que, na seguinte ordem:

  1. Teve a maior nota na prova discursiva, para os cargos de Nível Superior;
  2. Teve o maior número de acertos na prova objetiva no conteúdo Conhecimentos Específicos;
  3. Teve o maior número de acertos na prova objetiva no conteúdo Língua Portuguesa;
  4. Teve o maior número de acertos na prova objetiva no conteúdo Conhecimentos Gerais;
  5. Maior idade.

Concurso IBRAM: conteúdo programático

Os itens cobrados nas provas do último concurso IBRAM variaram conforme o cargo pleiteado, bem como a especialidade. A título de exemplo, vamos apresentar o conteúdo programático de três cargos: Assistente Técnico, Analista I - Administração e Analista I - Engenheiro Civil.

Todas as demais informações contam no edital de abertura da época.

Concurso IBRAM: o que cai para Assistente Técnico?

  • Conhecimentos Básicos - Língua Portuguesa: Compreensão, interpretação e reescrita de textos e de fragmentos de textos, com domínio das relações morfossintáticas, semânticas, de redação e argumentativas. Tipologia textual. Coesão e coerência. Ortografia oficial. Acentuação gráfica. Pontuação. Formação, classe e emprego de palavras. Significação de palavras. Coordenação e subordinação. Concordância nominal e verbal. Regência nominal e verbal. Emprego do sinal indicativo de crase;
  • Conhecimentos Básicos - Noções de Informática: Sistema Operacional Windows e Linux. Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas. Conceitos, serviços e tecnologias relacionados a intranet, Internet e a correio eletrônico. Programas e Aplicativos: Microsoft Office: Word, PowerPoint, Excel; Internet Explorer e Outlook Express – Envio e recebimento de mensagens (incluindo a utilização de arquivos anexos); Localização de mensagens nas pastas; Organização das mensagens em pastas e subpastas; manutenção do catálogo de endereços. Conceitos e procedimentos de proteção e segurança da informação (Noções básicas a respeito de vírus de computador – Definição e programas antivírus). Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup);
  • Conhecimentos Gerais: Direito Administrativo: Lei nº. 8.112/90: Provimento, Vacância, Direitos e Vantagens, Regime Disciplinar. Ato Administrativo: conceito, elementos/requisitos, atributos, Convalidação, Discricionariedade e Vinculação. Poderes da Administração. Licitação: Princípios, Modalidades, Dispensa e Inexigibilidade. Processo Administrativo, Lei nº. 9.784/99. Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal, instituído pelo Decreto nº. 1.171, de 22/06/94. Direito Constitucional: Os poderes do Estado e as respectivas funções. Hierarquia das normas. Princípios fundamentais da CF/88. Direitos e garantias fundamentais. Organização político-administrativa do Estado. Administração Pública na CF/88. Orçamento Público: Conceitos e Princípios Orçamentários;
  • Conhecimentos Específicos: Fundamentos das Atividades Relacionadas à Gestão Museológica Patrimonial: Políticas Públicas de Cultura, política Nacional de Museus, com ênfase nos eixos programáticos. Estatuto dos museus. Funções dos museus, decreto lei 25, decreto 3.551/00. Constituição Brasileira – Art. 215, 216. Administração Pública: Estrutura administrativa; atos, poderes e processos administrativos; órgãos da administração pública direta e indireta; responsabilidade civil do estado; contratos administrativos. Legislação: Lei 8.112/90. Lei 8.666/93. Lei 11.906/09, Decreto 6.845/09.

Concurso IBRAM: o que cai para Analista I - Administração e Analista I - Engenheiro Civil?

  • Conhecimentos Básicos - Língua Portuguesa: elementos de construção do texto e seu sentido: gênero do texto (literário e não-literário; narrativo, descritivo e argumentativo); interpretação e organização interna; Norma culta e expressão lingüística; Intertextualidade; Conotação e denotação, sentidos próprio e figurado, noções de figuras de linguagem; Semântica: sentido e emprego dos vocábulos; campos semânticos; emprego de tempos e modos dos verbos em português; Conhecimento e domínio lexical; Vícios de linguagem; Sinônimos, antônimos e parônimos; Morfologia: reconhecimento, emprego e sentido das classes gramaticais; processos de formação de palavras; mecanismos de flexão dos nomes e verbos; Sintaxe: frase, oração e período; termos da oração; processos de coordenação e subordinação; concordância nominal e verbal; transitividade e regência de nomes e verbos; padrões gerais de colocação pronominal no português; mecanismos de coesão textual; Estilística: figuras de linguagem; Ortografia; Pontuação; Separação de sílabas;
  • Conhecimentos Básicos - Língua Inglesa ou Espanhola: Interpretação de textos em inglês com correção gramatical e adequação vocabular. Aspectos gramaticais: tempos e modos verbais; modais; substantivos, adjetivos, artigos e advérbios; graus comparativo e superlativo. Organização e desenvolvimento de ideias;
  • Conhecimentos Básicos - Noções de Informática: Sistema Operacional Windows e Linux. Conceitos de organização e de gerenciamento de arquivos, pastas e programas. Conceitos, serviços e tecnologias relacionados a intranet, Internet e a correio eletrônico. Programas e Aplicativos: Microsoft Office: Word, PowerPoint, Excel; Internet Explorer e Outlook Express – Envio e recebimento de mensagens (incluindo a utilização de arquivos anexos); Localização de mensagens nas pastas; Organização das mensagens em pastas e subpastas; manutenção do catálogo de endereços. Conceitos e procedimentos de proteção e segurança da informação (Noções básicas a respeito de vírus de computador – Definição e programas antivírus). Procedimentos, aplicativos e dispositivos para armazenamento de dados e para realização de cópia de segurança (backup);
  • Conhecimentos Gerais: Direito Administrativo: Lei nº. 8.112/90: provimento, vacância, direitos e vantagens, Regime Disciplinar. Ato Administrativo: conceito, elementos/requisitos, atributos, Convalidação, Discricionariedade e Vinculação. Poderes da Administração. Lei 8.666/93 e alterações. Processo Administrativo, Lei nº. 9.784/99. Pregão eletrônico. Parceria Público-Privada. Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal, instituído pelo Decreto nº. 1.171, de 22/06/94. Direito Constitucional: Os poderes do Estado e as respectivas funções. Hierarquia das normas. Princípios fundamentais da CF/88. Direitos e garantias fundamentais. Organização político-administrativa do Estado. Administração Pública na CF/88. Orçamento Público: Conceitos e Princípios Orçamentários. Fundamentos das Atividades relacionadas à Gestão Museológica Patrimonial: Políticas Públicas de Cultura, Política Nacional de Museus, estatuto dos museus, plano museológico, lei 11.906/09, decreto 6.845/09, história dos museus no Brasil e mundo, funções dos museus, decreto lei 25, decreto 3.551/00. Lei federal de incentivo a cultura. Constituição Brasileira – Art. 215, 216. Convenção da UNESCO;
  • Conhecimentos Específicos para Analista I - Administração: Administração Pública: Principais modelos de administração: patrimonialista, burocrático, nova gestão pública e papéis do Estado. Evolução e características da administração pública no Brasil. As tendências internacionais de mudança da gestão pública. Princípios (mérito, flexibilidade, responsabilização, controle versus autonomia). Cenário de mudanças mundiais. O sistema político brasileiro e suas consequências sobre o Estado e a gestão. Lei nº 8.666/93. Governabilidade e governança. Intermediação de interesses (clientelismo, corporativismo e neocorporativismo). Transparência da administração pública. Controle social e cidadania. Excelência nos serviços públicos. Gestão por resultados na produção de serviços públicos. Instrumentos de financiamento do setor público. Convênios, Contratos de repasse e Termos de Cooperação (Decreto n. 6.170/2007 e Portaria Interministerial n. 127/2008). Administração Financeira e Orçamentária: Orçamento Público: conceitos, princípios orçamentários e elementos básicos do orçamento público, orçamento tradicional, orçamento base zero, orçamento de desempenho, orçamento-programa. Orçamento segundo a Constituição de 1988: Plano Plurianual - PPA, Lei de Diretrizes Orçamentárias e Financeiras - LDO e Lei Orçamentária Anual - LOA. Classificação econômica da Receita e da Despesa pública. Conceito e estágios da Receita e Despesa públicas. Lei Federal nº 4.320/64. Lei Complementar nº 101/2000. Integração planejamento e orçamento – Decreto nº 2.829, de 29/10/98 e Portaria nº 42, de 14/04/99. Manual Técnico do Orçamento 2010. Administração de recursos humanos, de materiais, de patrimônio e de serviços: Processo organizacional: planejamento, direção, comunicação, controle e avaliação. Comportamento organizacional: motivação, liderança e desempenho. Princípios e sistemas de administração federal. Estrutura e funcionamento do serviço público no Brasil. Parceria Público-Privado (PPP);
  • Conhecimentos Específicos para Analista I - Engenheiro Civil: História E Teoria: História da engenharia no Brasil: Noções de história e teoria da conservação e restauração - evolução do conceito de patrimônio, teorias da preservação e da restauração. Programas e Tipologias Arquitetônicas no Brasil: Técnicas e sistemas construtivos tradicionais e contemporâneos; tecnologia das construções tradicionais e contemporâneas. Princípios de Ciência dos Materiais Tradicionais e Contemporâneos: métodos e materiais utilizados em restauração de edificações; identificação de patologias nas edificações e elaboração de diagnóstico e laudos de avaliação; noções de geotécnica e drenagem; análise estrutural; dimensionamento de estruturas tradicionais e contemporâneas, escoramentos e proteções. Legislação, Normas e Documentos Internacionais: Constituição Federal (artigos 215 e 216); Decreto-lei 25/37, que organiza a proteção do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional; Lei de Arqueologia (Lei nº 3.924/61); Política Nacional de Museus; Estatuto de Museus; legislação profissional; legislação ambiental; Legislação específica para obras e projetos de Engenharia Civil: normas da ABNT, normas segurança do trabalho; normas de prevenção e combate a incêndio e pânico; noções referentes à legislação de Licitações e contratos da Administração Pública (Lei no 8.666/93); normas técnicas pertinentes a projetos paisagísticos, urbanísticos e de edificação. Norma de acessibilidade: ABNT-NBR 9050. Cartas Patrimoniais referentes ao patrimônio arquitetônico, urbanístico e paisagístico: Carta de Veneza (conservação e restauração de monumentos), Declaração de Estocolmo (ambiente humano), Convenção de Paris, Carta de Washington (cidades históricas), Carta de Petrópolis (Centros Históricos); Documento Final da Mesa Redonda de Santiago do Chile (1972), Declaração de Quebec (1984), Declaração de Caracas (1992), Declaração de Salvador (Ibermuseus); Código de Ética dos Museus/ICOM (versão lusófona). Engenharia Civil na Prática Patrimonial: Projetos de engenharia; Cálculo e dimensionamento estrutural; Especificações técnicas, memorial descritivo e caderno de encargos. Programação e Fiscalização de Obras: Engenharia de custos, orçamento e composição de custos unitários, parciais e totais: levantamento de quantidades; Planejamento e elaboração de cronograma físico-financeiro; acompanhamento da aplicação de recursos (medições, gestão de contratos, etc.). Controle de execução de obras e serviços (procedimentos e materiais). Vistorias e elaboração de pareceres. Informática Aplicada à Engenharia.

Sobre o IBRAM

YouTube video

O Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) foi criado em janeiro de 2009. A autarquia, por sua vez, sucedeu o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) nos direitos, deveres e obrigações relacionados aos museus federais.

Em linhas gerais, é responsável pela:

  • Política Nacional de Museus (PNM);
  • Melhoria dos serviços do setor – aumento de visitação e arrecadação dos museus, fomento de políticas de aquisição e preservação de acervos e criação de ações integradas entre os museus brasileiros;
  • Administração direta de 30 museus.

"É da responsabilidade do Ibram a gestão da Política Nacional de Museus que promove a valorização, a preservação e a fruição do patrimônio cultural brasileiro, considerado como um dos dispositivos de inclusão social e cidadania, bem como a administração direta de 30 unidades museológicas", reforça o IBRAM.

Compartilhe esse concurso

Você também pode
gostar

Concursos em sua
cidade