Cadastro no Auxílio Brasil: veja como funciona a inscrição no benefício

Auxílio Brasil exige que o beneficiário cumpra alguns requisitos para receber o dinheiro. Confira quais e saiba os detalhes do cadastro.

O Auxílio Brasil é o principal programa de transferência de renda do país. Por meio dele, o governo federal repassa, em média R$ 400 por família que está em situação de vulnerabilidade socioeconômica. Portanto, veja como funciona o cadastro no Auxílio Brasil.

Vale ressaltar que o programa foi criado no final do ano de 2021 com o objetivo de substituir o Bolsa Família. Além dos repasses fixos, o Auxílio Brasil ainda conta com nove benefícios adicionais, sendo que alguns podem pagar até R$ 1 mil para os inscritos.

Como funciona o cadastro no Auxílio Brasil

A inscrição no Auxílio Brasil é feita de forma automática pelo Ministério da Cidadania. Para poder registrar a pessoa, a pasta leva os seguintes requisitos em consideração:

  • Pessoa precisa estar inscrita no CadÚnico;
  • Pessoa deve fazer parte de família em situação de extrema pobreza (renda de até R$ 105 per capita) ou de pobreza (renda familiar entre R$ 105,01 e R$ 210).

Apesar de cumprir os requisitos citados acima, é possível que o cidadão fique em uma fila de espera para adentrar no programa. Em certas ocasiões do ano, o governo libera que novas inscrições sejam feitas pelo Ministério da Cidadania.

Assim, existe a possibilidade de a pessoa cumprir os requisitos e ter que esperar algum tempo para poder começar a receber o dinheiro. Ainda é importante lembrar que quem estava inscrito no Bolsa Família já foi incluído automaticamente no programa, não passando por filas de espera.

Auxílio Brasil: como se inscrever no CadÚnico

Como informado, a inscrição no CadÚnico é primordial para que a pessoa possa ter acesso ao Auxílio Brasil. O pré-cadastro pode ser feito de forma online, por meio do aplicativo do CadÚnico (Android e iOS). Feito isso, será necessário comparecer ao Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) para finalizar o procedimento.

Caso prefira, todo o cadastro pode ser feito presencialmente. Como? O interessado deve ir até ao CRAS com o CPF ou Título de Eleitor em mãos. Lá, ele deve solicitar a inscrição e ainda levar ao menos um documento dos familiares que moram na mesma casa. Veja quais são aceitos:

  • Certidão de Nascimento;
  • Certidão de Casamento;
  • Carteira de Trabalho;
  • Título de Eleitor;
  • Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI).

Auxílio Brasil: mais informações

Para obter mais informações sobre o benefício ou tirar dúvidas sobre sua situação, é possível entrar em contato pelo telefone 121 (Ministério da Cidadania) ou pelo 111 (Central de Atendimento da Caixa).

Além disso, há a opção de baixar o aplicativo do Auxílio Brasil (Android e iOS). Se não tiver conta no app, basta criar uma nova ou utilizar a senha do Caixa Tem.

Por fim, confira o calendário completo do Auxílio Brasil para o ano de 2022:

calendário auxílio brasil
Calendário Auxílio Brasil. Foto: Divulgação/Ministério da Cidadania

Leia também


você pode gostar também

7 alimentos que “roubam” a memória; o sexto você nem vai acreditar

Pesquisas recentes mostram que alguns alimentos pobres em nutrientes podem gerar deficiência nutricional no organismo e afetar as funções cerebrais a longo prazo.

7 filmes da Netflix que vão te deixar mais feliz e otimista em 2022

Selecionamos sete filmes da Netflix que podem te dar mais otimismo.

Área jurídica: confira 5 carreiras que têm ganhos acima de R$ 15 MIL

Tem afinidade com a promissora área jurídica? Então, conheça cinco rentáveis carreiras que pagam salários acima de R$ 15 mil por mês.

5 truques infalíveis para montar um plano de estudos realmente eficaz

Acabou de fazer a inscrição em um concurso público? Conheça cinco truques infalíveis para montar um plano de estudos eficaz.

5 dicas úteis para fazer um bom fichamento durante os estudos

Procura uma técnica de aprendizagem que seja eficiente? Fique por dentro de cinco dicas úteis sobre como fazer um bom fichamento durante os estudos.

Moeda de R$ 1, conhecida como Perna de Pau, vale até R$ 8 MIL

A proposta de R$ 8 mil por uma unidade desse modelo surpreendeu os colecionadores e usuários da internet.