Bolsa Família: Caixa libera parcela de maio para os primeiros grupos

O calendário do Bolsa Família de maio começa nesta sexta, 17/5. Confira grupos que recebem e todas as datas de pagamento.

A Caixa Econômica Federal (CEF) começa a depositar a parcela de maio do Bolsa Família nesta sexta-feira, 17/5, conforme escalonamento do calendário do programa que foi liberado no início do ano pelo Ministério de Desenvolvimento Social.

continua depois da publicidade

Considerando as regras vigentes, o valor mínimo continua sendo de R$ 600 por domicílio. A consulta atualizada já está disponível no aplicativo oficial do Bolsa Família, que pode ser baixado gratuitamente em celulares com sistemas Android e iOS.

Além do escalonamento tradicional que é organizado com base no último dígito do Número de Identificação Social (NIS), o Governo Federal decidiu antecipar a rodada para cidades em estado de calamidade, inclusive do Rio Grande do Sul.

Todos os beneficiários que vivem nos munícipios que foram afetados por algum desastre, por sua vez, terão direito ao pagamento logo no primeiro dia do calendário. Ou seja, os cidadãos podem sacar o valor correspondente já nesta sexta-feira.

continua depois da publicidade
Leia também

Isso sem a necessidade de esperar pelo prazo definido a partir do último algarismo do NIS. A medida foi anunciada recentemente pelo Governo Federal como uma forma de amenizar os prejuízos sofridos ao longo das últimas semanas.

Valor do Bolsa Família de maio

Além do "piso" de R$ 600, os beneficiários também recebem valores complementares, a depender da composição familiar de cada domicílio. É o caso, por exemplo, do adicional de R$ 150 por jovem com idade de até seis anos. Confira todos os valores oficiais:

continua depois da publicidade
  • R$ 50 por bebê de até seis meses;
  • R$ 50 por jovem com idade entre sete e 18 anos;
  • R$ 50 por gestante;
  • R$ 150 por criança de até seis anos de idade.

A consulta pode ser feita tanto pelo app do Bolsa Família quanto pelo Caixa Tem. Em ambas as plataformas, é possível conferir o saldo em conta e outras informações pertinentes do programa. Em caso de dúvida, basta entrar em contato com o Disque Social.

O MDS, pasta responsável pela operacionalização dos pagamentos, atende pelo número 121. Se for preciso tirar alguma dúvida diretamente com a Caixa, vale frisar que o banco garante atendimento pela sua central, que funciona por meio do telefone 111.

Novos beneficiários no programa

Como parte das medidas autorizadas pelo Governo Federal na última quarta-feira, 15/5, está prevista a ampliação da lista de beneficiários do programa. A ideia é de incluir todos os cidadãos do Rio Grande do Sul que se enquadram nos requisitos.

continua depois da publicidade

Com as fortes chuvas, muitas pessoas das cidades gaúchas perderam suas rendas mensais, além bens e eletrodomésticos. E isso fez com que as famílias passassem a ter direito aos pagamentos do programa, já que estão com ganhos abaixo de R$ 218 per capita.

Cerca de 21 mil pessoas estão dentro dessas condições no RS e, por isso, a equipe de fiscalização pretende aprová-las na lista oficial de contemplados até o mês de junho. Vale frisar, também, que esses grupos terão direito ao Auxílio Reconstrução.

O benefício, conforme a Casa Civil, será depositado aos gaúchos para que consigam comprar móveis e eletrodomésticos. A confirmação será efetuada por meio do endereço residencial, ou seja, se a casa foi comprometida pelas fortes enchentes.

A parcela única será de R$ 5,1 mil por domicílio, sendo paga por meio de Pix. Para isso, os interessados precisam manifestar interesse junto às entidades governamentais, ligando para o Disque Social ou comparecendo a unidades do CadÚnico.

Feito isso, as autoridades devem fazer a checagem dos respectivos endereços. A medida, ao todo, despenderá cerca de R$ 1,2 bilhão dos cofres públicos. Além do mais, o Governo também antecipou as parcelas do abono PIS/Pasep a quem tem direito.

Calendário da parcela de maio

Calendário oficial do Bolsa Família em 2024

Os beneficiários do programa que vivem em cidades do RS em estado de calamidade pública recebem a parcela de maio nesta sexta-feira, 17/5, sem a necessidade de esperar pelo escalonamento tradicional das datas.

A mesma medida também vale para os inscritos de outros estados que também vivem em munícipios com declaração de calamidade. Em qualquer circunstância, a decisão de adiantamento vale durante dois meses consecutivos.

Caso a situação de emergência perdure para além desse prazo, os responsáveis de cada prefeitura devem enviar um ofício ao MDS para solicitar novas antecipações. Para os demais beneficiários do programa, as regras continuam as mesmas.

Sendo assim, aqueles que possuem o NIS final 1 também recebem o benefício nesta sexta. Confira, abaixo, o calendário regular de pagamentos do Bolsa Família para quem não teve a parcela adiantada a partir da medida emergencial do Governo Federal:

NIS finalData de pagamento
117 de maio
220 de maio
321 de maio
422 de maio
523 de maio
624 de maio
727 de maio
828 de maio
929 de maio
031 de maio

Compartilhe essa notícia

Leia também

Concursos em sua
cidade