Tarifa Social: veja quem pode ter a conta de energia zerada em 2023

A Tarifa Social de Energia Elétrica permite que um determinado grupo tenha a conta de energia zerada em 2023. Confira os critérios de elegibilidade.

Um grupo específico de brasileiros pode ter a conta de energia zerada em 2023 por meio da Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE). O programa do governo concede faixas de desconto e a isenção total a alguns consumidores, desde que se enquadrem na Subclasse Residencial de Baixa Renda e cumpram os critérios de elegibilidade.

A TSEE funciona ao oferecer a isenção do custeio da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) e do Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia Elétrica (Proinfa). Deste modo, dependendo do grupo elencado, são aplicados também descontos cumulativos.

Este benefício é gerenciado pelo Ministério da Cidadania, em parceria com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A TSEE foi criada neste ano, mas já atende mais de 23 milhões de cidadãos que estejam em situação de vulnerabilidade.

Quem pode ter a conta de energia zerada com a Tarifa Social

A Tarifa Social atende duas categorias distintas: aqueles que atendem todos os requisitos e recebem isenções totais ou parciais, e aqueles em situação de vulnerabilidade, que são contemplados por reduções na conta de luz.

Na primeira categoria, estão avaliadas como aptas a receber a isenção total as famílias identificadas como indígenas e quilombolas. Assim, as isenções possíveis para este grupo podem ser conferidas a seguir, considerando a parcela do consumo mensal de energia de cada casa:

  • De 0 a 50kWh: 100% de isenção;
  • de 51 kWh a 100kWh: 40% de isenção;
  • de 101 kWh a 220 kWh: 10%;
  • a partir de 221 kWh: 0% de isenção.

Na segunda categoria estão as demais famílias que não se enquadram em critérios étnicos. Neste caso, só é possível receber descontos. As reduções podem ser as seguintes:

  • De 0 a 30 kWh: 65% de desconto;
  • de 31 kWh a 100 kWh: 40% de desconto;
  • de 101 kWh a 220 kWh: 10% de desconto;
  • a partir de 221 kWh: 0% de desconto.

O que define se uma família está ou não apta a receber descontos da tarifa social é o consumo. No geral, leituras de energia acima de 220kWh são comuns para a maioria dos consumidores, ou seja, quaisquer imóveis que ultrapassem esta faixa não podem receber isenção, seja total ou parcial.

Critérios de elegibilidade da TSEE

Existem alguns requisitos que os cidadãos devem cumprir para que a isenção ou desconto sejam liberados. São eles:

  • Estar inscrito no Cadastro Único, obedecendo o critério de renda mensal per capita menor ou igual a meio salário mínimo;
  • Ser idoso com 65 anos ou mais ou ter uma pessoa com deficiência que receba o Benefício de Prestação Continuada (BPC) no núcleo familiar; ou
  • Estar inscrito no CadÚnico com renda mensal de até 3 salários mínimos, sendo portador de doença ou deficiência (intelectual, auditiva, física, visual ou múltipla), cujo tratamento necessite do uso continuado de aparelhos e equipamentos que demandem consumo de energia elétrica.

Para receber este benefício, não é necessário fazer nenhuma solicitação em centrais de atendimento. A Tarifa Social é concedida de forma automática para todos aqueles que cumprem os critérios de elegibilidade e estão inscritas no Cadastro Único.

De qualquer forma, só é concedido um benefício por família ou Unidade Consumidora. O endereço do domicílio também deve estar dentro da área onde ocorre a distribuição de energia. No caso de beneficiários do BPC, o beneficiário do programa não precisa ser o titular da conta de energia para que o desconto seja concedido.

Leia também

você pode gostar também

Governo vai realizar pente-fino no Bolsa Família

O pente-fino do Bolsa Família é uma manobra do novo governo para incluir novos grupos necessitados no sistema de pagamentos do benefício social.

Saque-aniversário FGTS já está liberado para novo grupo

Com o início de mais um mês, os trabalhadores que optarem pela modalidade do Saque-Aniversário devem ficar atentos aos prazos de liberação e novos grupos considerados elegíveis.

BPC tem critério de renda: veja como calcular e saber se você tem direito

O Benefício de Prestação Continuada é um programa assistencial da Previdência Social. No entanto, existem critérios de renda que os brasileiros devem atender para ter direito aos pagamentos mensais.

Consulta do abono PIS/Pasep será liberada na próxima semana

Os beneficiários do abono PIS/Pasep devem ficar atentos ao cronograma do benefício, que será liberado para consulta na próxima semana.

Como consultar o Auxílio Gás de fevereiro? Veja se você tem direito

O Auxílio Gás dos Brasileiros é um programa de transferência de renda para atender os brasileiros de baixa renda. A consulta está disponível para os beneficiários que tem direito aos pagamentos de fevereiro.

Inscrição no CadÚnico dá acesso a 15 benefícios federais; veja quais são

A inscrição no CadÚnico é essencial para garantir alguns benefícios do Governo Federal. Confira quais são eles.