Abono PIS/Pasep: R$ 387 milhões podem ser sacados até este mês

Valores esquecidos por trabalhadores poderão ser resgatados somente até dezembro. Saldo varia de R$ 101 e R$ 1,2 mil.

Termina no próximo dia 29 o prazo para mais de 440 mil brasileiros retirarem o abono salarial PIS/Pasep referente a 2020. Do total, 306 mil são servidores públicos, que podem sacar valores do Pasep via Banco do Brasil. Outros 134 mil estão vinculados à iniciativa privada, que resgata o saldo do PIS por meio da Caixa Econômica.

Ao todo, R$ 387 milhões seguem disponíveis para saque. O quantitativo representa 1,7% do total de abonos do ano-base de 2020, segundo o Ministério do Trabalho e Previdência. Confira a seguir quem pode resgatar entre R$ 101 e R$ 1,2 mil ainda este ano.

Quem pode sacar o abono PIS/Pasep até dezembro de 2022?

Têm direito ao abono salarial trabalhadores inscritos no PIS/Pasep há, pelo menos, cinco anos e que tenham trabalhado por, no mínimo, 30 dias de carteira assinada em 2020. Outro requisito é ter recebido média de dois salários mínimos, atualmente fixados em R$ 2.424.

Os dados do abono salarial devem estar devidamente registrados no Relatório Anual de Informações Sociais (Rais), cuja responsabilidade legal é do empregador/empresa.

Quais são os valores de 2020 que ainda podem ser sacados em 2022?

Como de praxe em todo ano, os valores a receber do abono salarial PIS/Pasep dependem da quantidade de meses trabalhados de carteira assinada no ano-base. A faixa varia de R$ 101 (um mês trabalhado) a R$ 1,2 mil (nos doze meses de 2020):

  • 1 mês trabalhado – R$ 101;
  • 2 meses trabalhados – R$ 202;
  • 3 meses trabalhados – R$ 303;
  • 4 meses trabalhados – R$ 404;
  • 5 meses trabalhados – R$ 505;
  • 6 meses trabalhados – R$ 606;
  • 7 meses trabalhados – R$ 707;
  • 8 meses trabalhados – R$ 808;
  • 9 meses trabalhados – R$ 909;
  • 10 meses trabalhados – R$ 1.010;
  • 11 meses trabalhados – R$ 1.111;
  • 12 meses trabalhados – R$ 1.212.

Como sacar o abono PIS/Pasep?

Primeiramente, é indicado que o trabalhador confirme se há valores a receber, o que pode ser consultado pelo aplicativo Carteira de Trabalho Digital ou diretamente no site do Ministério do Trabalho.

Quem tem conta-corrente ou poupança na Caixa ou no Banco do Brasil já recebe o crédito automaticamente, sem necessidade de solicitação prévia ou deslocamento até agências presenciais.

Os saques podem ser realizados em terminais de autoatendimento, caixas eletrônicos ou mesmo em lotéricas, no caso do Caixa Tem ou Cartão do Cidadão.

Por fim, tanto a Caixa como o Banco do Brasil realizam atendimentos presenciais para trabalhadores sem acesso aos canais digitais. Basta levar, em ambos os casos, documento oficial com foto e o número do PIS/Pasep.

Saiba mais: PIS/Pasep 2023

Após 29 de dezembro, encerrados os pagamentos atrasados ou esquecidos do ano-base 2020, provavelmente terá início o novo cronograma de pagamentos referentes a 2021. As datas ainda não foram oficialmente confirmadas, mas é esperado que todos os abonos de 2021 sejam liberados no decorrer de 2023.

Leia também

você pode gostar também

Abono PIS/Pasep 2023 começa a ser pago neste mês; veja quem recebe

O abono PIS/Pasep é um valor destinado aos trabalhadores da iniciativa privada e aos servidores públicos. Confira quem pode receber e quais são os valores de 2023.

Bolsa Família de fevereiro terá datas diferentes; confira o calendário

Pagamentos do Bolsa Família para o mês de fevereiro já possuem datas definidas. Programa repassa R$ 600 ao beneficiário.

Salário-família é pago para trabalhadores com filhos; veja as regras

O salário-família é um benefício pago pelo INSS. Para terem direito, os trabalhadores com filhos devem preencher os requisitos de acesso. Veja aqui quais são.

Auxílio Gás volta a ser pago neste mês; veja calendário completo

Pagamentos do Auxílio Gás para o mês de fevereiro começarão no dia 13. Milhões de pessoas deverão ser beneficiadas pelo programa.

Bolsa Família vai mudar em 2023? Veja quais são os planos do governo

O Bolsa Família é um programa governamental essencial para milhões de famílias do país. Com a volta do governo Lula, o benefício deve passar por algumas mudanças em 2023.

Nova Prova de Vida é regulamentada pelo INSS; veja como será o processo

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) deverá comprovar que cerca de 17 milhões de beneficiários continuam vivos, em 2023.