Saque de até R$ 1 mil do FGTS termina em dezembro; veja regras

Trabalhadores ainda podem solicitar o saque FGTS de R$ 1 mil. Esse procedimento deve ser realizado de forma online via aplicativo.

No ano de 2022, o Governo Federal liberou o saque FGTS de até R$ 1 mil. Assim, milhões de trabalhadores foram beneficiados com a medida e utilizaram o recurso. No entanto, muitas pessoas que ainda não usufruíram do valor, têm um prazo máximo para que o dinheiro seja resgatado.

Diferentemente de outras maneiras de realizar o saque do FGTS, que só acontecem em casos específicos, essa modalidade contempla qualquer pessoa com saldo na conta. Os repasses foram realizados para contas do Caixa Tem até o dia 15 de junho deste ano, e os valores continuam disponíveis. Para quem não ainda não tinha registro no banco social digital, a Caixa abriu contas automaticamente.

Saque de até R$ 1 mil do FGTS

Quando o governo liberou o acesso ao Saque Extraordinário do FGTS, era preciso que o trabalhador tivesse um saldo maior que zero em suas contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço. O valor de R$ 1 mil é o máximo que pode ser retirado, mas quem possui saldo menor na conta ficou limitado ao seu valor. Por exemplo, se a pessoa tinha R$ 500, seria possível o saque de apenas R$ 500.

A disponibilização original do dinheiro foi realizada de maneira automática para uma parte dos trabalhadores. Quem não teve os valores creditados automaticamente tiveram que solicitar o recurso via aplicativo do FGTS.

O valor de até R$ 1 mil do FGTS pode ser movimentado pelo aplicativo do Caixa Tem. Na época da liberação, foi estimado um orçamento de cerca de R$ 30,1 bilhões para esse pagamento. Ao todo, mais de 43 milhões de brasileiros poderiam ser beneficiados com as quantias.

Saque FGTS de até R$ 1 mil: prazo termina em dezembro

Entre as regras do saque FGTS de R$ 1 mil está a de que, se o dinheiro não fosse movimentado em até 90 dias para quem os valores foram liberados de maneira automática, seria devolvido às contas originais do FGTS com valores reajustados.

No começo do mês de agosto, a Caixa Econômica Federal cumpriu essa determinação e retornou os valores para as contas do Fundo de Garantia com valores corrigidos. No entanto, isso não significa que essas pessoas perderam o direito ao saque FGTS de R$ 1 mil.

O prazo final para acessar esses valores termina no dia 15 de dezembro de 2022. Caso tenha não tenha movimentado o dinheiro, a quantia não foi devolvida pela Caixa. Os valores continuarão no app do Caixa Tem esperando pelo dono.

É importante salientar que resgate dos valores é opcional. Assim, o trabalhador tem o direito de pedir o estorno da quantia para suas contas do Fundo. Outra opção para devolver o valor é não movimentando a quantia.

Saque FGTS de até R$ 1 mil: como solicitar?

O saque FGTS de R$ 1 mil pode ser solicitado por quem teve o dinheiro disponibilizado automaticamente, ou por quem não utilizou o recurso no momento em que foi liberado. Para resgatar os valores, siga os seguintes passos:

  • Primeiro, baixe o aplicativo do FGTS (Android e iOS);
  • No aplicativo, informe seu CPF e a senha. Caso ainda não possua cadastro, crie uma conta;
  • Na tela de início, selecione a opção “Saque Extraordinário”;
  • Em seguida, confirme as informações cadastrais ou faça alterações que julgar necessário;
  • Clique em “Solicitar Saque”;
  • Agora é aguardar o dinheiro ser liberado.

Após a solicitação realizada no aplicativo, os valores devem ser depositados em até 15 dias na conta do trabalhador.

Leia também

você pode gostar também

Benefício de R$ 1,2 mil é pago para ESTE grupo de trabalhadores

Uma iniciativa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) garante a um grupo específico de trabalhadores um benefício de R$ 1,2 mil em parcela única. Saiba mais sobre o assunto.

Calendário Bolsa Família de Janeiro: veja todas as datas

O valor médio do Bolsa Família atualmente é de R$ 614,21; veja quem vai receber o pagamento nesta quinta-feira.

Aposentadoria INSS: veja quem terá as parcelas ainda nesta semana

Além da aposentadoria, o INSS também paga auxílio-doença e pensão aos segurados; confira o calendário de janeiro a seguir.

Prova de Vida: INSS terá 10 meses para provar que segurado está vivo

Saiu uma portaria que regulamenta os novos procedimentos necessários para realizar a prova de vida do INSS dos segurados.

Extrato da aposentadoria do INSS já pode ser consultado via app

Benefício recebeu reajuste, consequência da alta do salário mínimo, que passou a vigorar no começo de 2023.

Empresa é obrigada a pagar auxílio-creche para mães? Confira as regras

O auxílio-creche permite que mães tenham um lugar para deixar seus filhos enquanto trabalham. Contudo, muitos não sabem se a empresa é obrigada a pagar o auxílio às mulheres.