Carteira do Idoso: veja regras e como validar o documento pela internet

A Carteira do Idoso garante aos cidadãos com idade igual ou superior a 60 anos a gratuidade no sistema de transporte coletivo interestadual ou o desconto de 50% nas passagens.

No Brasil, os idosos têm seus direitos e garantias assegurados pelo Estatuto do Idoso (Lei nº 10.741/2003). Um desses direitos é a gratuidade no sistema de transporte coletivo interestadual (duas vagas por veículo) àqueles cidadãos com idade igual ou superior a 60 anos. Além da gratuidade, os idosos podem ter desconto de 50% no preço da passagem.

Leia também

Tal direito está disposto no artigo 40 do Estatuto do Idoso, o qual dispõe que para ter acesso a esse direito, os cidadãos devem comprovar que têm idade igual ou superior a 60 anos e que têm renda igual ou inferior a dois salários-mínimos.

Em relação a renda, os idosos podem comprová-la com a chamada Carteira do Idoso, documento destinado justamente para que os idosos comprovem sua renda e tenham acesso a gratuidade no sistema de transporte coletivo interestadual.

A Carteira do Idoso, no entanto, é somente uma das formas que os idosos têm a sua disposição para comprovar a sua renda. Caso eles tenham um comprovante de renda, basta apresentá-lo juntamente com um documento de identificação para terem acesso ao benefício, sem precisar da carteira.

Porém, vale destacar que a Carteira do Idoso facilita o acesso ao direito, motivo pelo qual o sistema gera o documento também para o idoso que tem outros meios de comprovação de renda.

Quais as regras para obter a Carteira do Idoso?

Os cidadãos que desejam obter a Carteira do Idoso precisam cumprir com as seguintes regras:

  • Ter idade igual ou superior a 60 anos;
  • Possuir renda individual menor ou igual a dois salários-mínimos;
  • Estar inscrito no Cadastro Único.

Como emitir a Carteira do Idoso?

Em 2021, o Ministério da Cidadania passou a disponibilizar aos cidadãos a Carteira do Idoso Digital, permitindo aos cidadãos gerarem a sua própria carteira pela internet.

Desse modo, eles não precisam mais imprimir o documento e se deslocar até a uma unidade da assistência social responsável pela emissão. Agora, isso somente é necessário se os cidadãos não conseguirem emitir a sua Carteira pela internet. A seguir, veja o passo a passo de como emitir a Carteira do Idoso pela internet.

  • Primeiro, acesse o site da Carteira do Idoso;
  • Após isso, clique em “Emitir Carteira”;
  • Em seguida, faça o seu login na plataforma Gov.br;
  • Agora, é só emitir a sua Carteira. Você pode imprimi-la ou deixa-la em seu dispositivo.

Como validar a Carteira do Idoso pela internet?

Antes da Carteira do Idoso Digital ser disponibilizada, o documento impresso tinha validade de dois anos a partir da data de sua expedição. Uma vez vencido o prazo, o idoso deveria emitir uma nova Carteira.

No entanto, com a digitalização do documento, a sua renovação deixou de ser necessária e a validade da Carteira passou a ser vinculada à atualização das informações do Cadastro Único. Assim, uma vez que tais informações estejam atualizadas, a Carteira permanecerá válida.

Para verificar a validade, ou seja, validar o documento, basta seguir o seguinte passo a passo:

  • Primeiro, acesse o site da Carteira do Idoso;
  • Clique em “Validar carteira”;
  • Em seguida, coloque o código QRcode para a leitura digital ou digite o código alfanumérico presente na Carteira;
  • Após isso, o sistema irá verificar se os dados do CadÚnico estão validos e atualizados. Em caso positivo, irá aparecer a seguinte mensagem: “a carteira é válida e atende aos critérios”.

Vale destacar que, caso apareça uma mensagem afirmando que a Carteira não está válida, será preciso o idoso se dirigir a unidade de cadastramento do CadÚnico para verificar a sua situação cadastral e se há alguma pendência nos dados.

Leia também


você pode gostar também

Auxílio Brasil: veja quem tem direito ao valor de até R$ 1,2 mil neste mês

Além do Auxílio Brasil, existe uma série de benefícios complementas que podem aumentar o valor inicial das parcelas.

FGTS tem novo saque liberado e valores podem superar R$ 3,9 mil

Novo saque do FGTS foi liberado para vários trabalhadores. Dinheiro faz parte do saque-aniversário e pode ser solicitado de forma online.

13º salário extra do INSS ainda terá 11 saques em 2022; veja datas

O 13º salário extra do INSS começou a ser pago no dia 24. A partir de agora, restam 11 saques até o final do ano. Confira as datas.

Troca da pensão pelo BPC de R$ 1,2 mil passa a ser permitida; veja regras

Após decisão dos Juizados Especiais Federais, troca da pensão pelo BPC de R$ 1,2 mil passa a ser permitida.

Novo lote do PIS/Pasep: saiba quem terá direito ao abono em 2023

Abono PIS/Pasep, com ano-base de 2021, deve ser pago entre os meses de janeiro e dezembro 2023. Veja quem pode receber.

Internet Brasil: chips com banda larga gratuita começarão a ser distribuídos

Confira regras do programa, o que já se sabe e quem serão as primeiras pessoas contempladas no país.