O que pode suspender ou bloquear o BPC de R$ 1,2 MIL? Veja motivos

O que pode suspender ou bloquear o BPC de R$ 1,2 mil depende principalmente do atendimento do beneficiário aos critérios de elegibilidade estabelecidos na legislação.

O Benefício de Prestação Continuada da Lei Orgânica da Assistência Social (BPC/Loas) consiste em um programa assistencial do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Neste sentido, atende pessoas idosas e pessoas com deficiência de qualquer idade. Porém, nem todos sabem o que pode suspender ou bloquear o BPC de R$ 1,2 mil.

Leia também

No geral, o benefício suspenso ainda pode ser obtido novamente, nos casos em que o cidadão reverter a situação.

Comumente, deve-se buscar compreender o motivo da suspensão e regularizar o quadro, principalmente nos casos em que há inconsistência dos dados ou conflitos cadastrais. Saiba mais a seguir:

O que pode suspender ou bloquear o BPC de R$ 1,2 mil?

O que pode suspender ou bloquear o BPC de R$ 1,2 MIL? Veja motivos
Foto: Reprodução / Pexels.

De acordo com os especialistas, o BPC/Loas é um dos benefícios em que mais acontecem suspensões, porque é necessário prestar diversas informações no momento de inscrição e recebimento dos valores.

Contudo, os casos de bloqueio definitivo são mais raros, porque existem formas de regularizar a situação com o INSS.

1) Falta de atualização do CadÚnico

A falta de atualização no Cadastro Único é um dos principais motivos de suspensão. No geral, o benefício requisita que o cadastro da família socialmente vulnerável esteja atualizado. De acordo com as regras do banco de dados, esse procedimento deve ser feito a cada 24 meses.

Além disso, diante de qualquer alteração na composição familiar, deve-se efetuar a mudança nos dados.

Neste caso, as alterações consideram mortes e nascimentos de membros, modificação do endereço residencial ou do quadro de renda, casamentos e divórcios, por exemplo.

Por via de regra, deve-se regularizar o cadastro no período máximo de 60 dias após a suspensão para que o BPC de R$ 1,2 mil não seja cancelado.

2) Renda familiar fora do limite permitido

O Benefício de Prestação Continuada consiste em um programa assistencial destinado aos brasileiros de baixa renda.

Dentre os critérios de elegibilidade do benefício está prescrito que a família deve possuir uma renda mensal per capita de até um quarto do salário mínimo para ter direito aos pagamentos.

Sendo assim, nos casos em que a renda familiar mensal per capita ultrapassa esse valor, o benefício pode ser suspenso ou bloqueado.

Para realizar estes cálculos, considera-se como familiares todos os cidadãos que vivem na mesma residência do beneficiário e como fonte de renda qualquer valor proveniente de benefícios sociais ou trabalho remunerado.

Nestes casos, deve-se solicitar uma nova avaliação ao INSS após regularizar a situação financeira para manter-se elegível aos pagamentos, ou então o benefício será cancelado.

3) Alteração no quadro de saúde

No geral, o Benefício de Prestação Continuada atende os idosos com 65 anos ou mais e as pessoas com deficiência de qualquer idade.

Desse modo, pode atender crianças e adolescentes, desde que sejam considerados elegíveis após uma avaliação médica e social com um profissional do instituto.

Sobretudo, ambos grupos atendidos precisam comprovar a incapacidade de sustentar a própria família e de viver em condição de igualdade com outras pessoas na sociedade.

Nos casos em que for identificado uma melhora no quadro de saúde após a inscrição no benefício, o INSS tende a suspender ou bloquear o cadastro.

Leia também

você pode gostar também

Quem não tem carteira assinada pode receber auxílio-doença; veja regras

Brasileiros sem carteira assinada precisam preencher alguns requisitos para receber o benefício do governo. Confira regras para solicitar o auxílio-doença.

Cadastro no BPC: saiba como fazer o requerimento para obter o benefício

O cadastro no BPC é a etapa inicial para recebimento do benefício assistencial do INSS, e os brasileiros elegíveis precisam saber como fazer o requerimento para obter os valores.

Pente-fino do Auxílio Brasil 2022: veja quem pode ter o benefício cortado

O pente-fino do Auxílio Brasil 2022 pode cortar o benefício de muitas famílias que não se atentarem aos critérios de suspensão. Confira quais são os grupos.

BPC de novembro ainda terá 9 saques; saiba quem recebe R$ 1,2 mil

Benefício de Prestação Continuada começa a ser pago pelo INSS. Confira quem tem direito aos valores e como sacar.

Calendário INSS: novo lote de novembro é pago hoje (25); veja quem recebe

O calendário INSS do mês de novembro já começou a ser pago. Confira as datas e quem recebe os valores.

13º salário para Auxílio Brasil: confira o status atual do projeto de lei

Projeto de Lei sobre o 13º salário para Auxílio Brasil já está no Senado Federal. Saiba com funcionará os repasses em caso de aprovação.