Auxílio Brasil de R$ 600: governo antecipa calendário de outubro; veja as datas

Mais de 20 milhões de brasileiros podem receber as parcelas no calendário antecipado do Auxílio Brasil de outubro. Confira as novidades.

Em instrução normativa publicada nesta segunda, dia 03/10, o governo decidiu antecipar o calendário do Auxílio Brasil de outubro. Os pagamentos teriam início no dia 18/10 e, consequentemente, seriam finalizados no último dia útil do mês, ou seja, 31/10. Com a mudança, a parcela de outubro será paga entre os dias 11 e 25/10.

Leia também

O governo federal havia sido pressionado a antecipar os pagamentos de setembro, assim como ocorreu em agosto. No entanto, a pasta da Cidadania não encontrou tempo hábil para analisar os novos aprovados e, com isso, os valores do mês passado foram pagos no calendário tradicional de pagamentos.

Por outro lado, a equipe atual do governo brasileiro conseguiu adiantar o calendário de outubro em sete dias. Isso quer dizer que a nova parcela de R$ 600 já será devidamente paga a partir da próxima terça-feira, dia 11/10. É importante salientar que a divisão dos beneficiários é realizada em dez grupos, conforme o final do NIS.

Além do mais, as medidas estabelecidas a partir da aprovação da PEC Kamikaze continuam válidas para o Auxílio Brasil em outubro. A previsão é de que a ampliação do ticket (média de R$ 600) continue vigente até o final deste ano, com retorno ao valor de R$ 400 a partir de 2023.

Os calendários do Auxílio Brasil de novembro e dezembro não foram alterados com a nova instrução normativa.

Auxílio Brasil de R$ 600: calendário antecipado de outubro

O governo federal oficializou a antecipação do calendário de outubro do Auxílio Brasil. Cerca de 20 milhões de pessoas estarão aptas a receber o valor médio de R$ 600 a partir da próxima terça-feira, dia 11/10. A nova consulta do benefício deverá ser liberada em breve pelos mesmos canais de atendimento.

Por regra, as transferências são realizadas pela Caixa Econômica Federal a partir de depósito automático na conta dos beneficiários. Desse modo, os valores são creditados na poupança, conta corrente e Poupança Social Digital para os inscritos que não possuem vínculos com a instituição financeira.

Para o pagamento do Auxílio Brasil no mês de outubro de 2022, as novas datas de pagamento são:

  • Número final do benefício 1: deve ser liberado em 11 de outubro de 2022;
  • Número final do benefício 2: deve ser liberado em 13 de outubro de 2022;
  • Número final do benefício 3: deve ser liberado em 14 de outubro de 2022;
  • Número final do benefício 4: deve ser liberado em 17 de outubro de 2022;
  • Número final do benefício 5: deve ser liberado em 18 de outubro de 2022;
  • Número final do benefício 6: deve ser liberado em 19 de outubro de 2022;
  • Número final do benefício 7: deve ser liberado em 20 de outubro de 2022;
  • Número final do benefício 8: deve ser liberado em 21 de outubro de 2022;
  • Número final do benefício 9: deve ser liberado em 24 de outubro de 2022;
  • Número final do benefício 0: deve ser liberado em 25 de outubro de 2022.

Além do pagamento do valor médio, há outros benefícios complementares internos ao programa, atendendo os profissionais da área urbana e rural, mas também aos estudantes. Contudo, para ser considerado elegível, é preciso cumprir com os seguintes critérios:

  • Compor categoria social de família em situação de extrema pobreza, com renda familiar per capita mensal igual ou menor que R$ 105;
  • Compor categoria social de família em situação de pobreza, com renda familiar per capita mensal entre R$ 105,01 e R$ 210;
  • Compor família em regra de emancipação, caracterizadas pela renda familiar per capita mensal de, no mínimo, R$ 252 por pessoa.

Além disso, é preciso ter a inscrição do Cadastro Único devidamente atualizada.

Consulta do Auxílio Brasil pelo CPF

Os beneficiários poderão fazer a nova consulta do Auxílio Brasil de R$ 600 ligando para o telefone 121, para falar com o Ministério da Cidadania. O serviço está disponível de segunda a sexta-feira, no horário das 9h e 19h. Para solicitar mais detalhes sobre o benefício, será preciso repassar os dados cadastrais para o atendente.

Dessa maneira, será necessário informar o CPF, nome completo e demais dados para garantir segurança ao procedimento e confirmar a identidade do cidadão. Após isso, será preciso informar o benefício a ser consultado e aguardar que o atendente responda aos questionamentos.

Da mesma forma, o atendimento é realizado junto à Central de Atendimento da Caixa Econômica Federal. Além dos canais disponíveis no site da instituição, os beneficiários podem ligar no telefone 111.

O atendimento fica disponível apenas de segunda a sexta-feira, entre as 8h e 21h. Assim, a Caixa Econômica Federal oferece atendimento digital e automático durante toda a semana. Além disso, o beneficiário poderá realizar a consulta no aplicativo do Caixa Tem, disponível para Android e iOS.

consulta do Auxílio Brasil pelo CPF também poderá ser solicitada junto à plataforma do Auxílio Brasil. Disponível para celulares Android e iOS, os beneficiários precisam fazer o login utilizando as informações de cadastro do Caixa Tem.

Leia também


você pode gostar também

Auxílio Brasil dobrado em dezembro: veja quem pode receber até R$ 1,2 mil

Auxílio Brasil dobrado em dezembro é uma possibilidade para pessoas que cumprirem regras específicas do programa.

BPC bloqueado ou suspenso? Saiba como reativar o benefício de R$ 1,2 mil

Falta de atualização cadastral é um dos principais motivos para o bloqueio do benefício, pago a um grupo específico de contribuintes previdenciários.

Aposentadoria: saiba quem tem direito ao adicional de 25% no valor

Alguns aposentados do INSS têm direito a receber um adicional de 25% no valor de seus benefícios mensais. Veja como funciona essa regra.

BPC: saiba se o benefício pode ser acumulado com aposentadoria

Por ter natureza assistencial, o BPC gera algumas dúvidas em seus beneficiários. Uma delas é se o benefício pode ser acumulado com aposentadoria. Se você também tem essa dúvida, confira neste texto a resposta.

Minha Casa Minha Vida: comissão aprova projeto para renegociação de dívidas

O objetivo do projeto é oferecer aos beneficiários a oportunidade de regularizar sua situação com descontos sobre multas e juros moratórios. Descubra neste texto o que falta para o projeto virar lei.

Salário-Maternidade Urbano do INSS: veja regras oficiais e como solicitar

Benefício é cedido a pessoas que precisam se afastar do trabalho ao completarem uma gestação e em outras situações como adoção, por exemplo.