Empréstimo Auxílio Brasil será liberado NESTA semana; veja regras oficiais

Portaria regulamenta o empréstimo consignado do Auxílio Brasil, com número máximo de parcelas em 24 e taxa de juros de até 3,5% ao mês.

O Governo Federal divulgou no Diário Oficial da União, edição desta terça-feira (27/09), portaria regulamentando o empréstimo consignado para os beneficiários do Auxílio Brasil. O documento estabelece que o número máximo de parcelas a serem contratadas será de 24, com taxa de juros em até 3,5% ao mês.

Leia também

Até o momento, Agibank, Pernambucanas e Banco Pan, além da Caixa Econômica Federal, anunciaram que vão disponibilizar o empréstimo aos beneficiários. Outras instituições, como Bradesco, Santander e Itaú já afirmaram que não vão oferecer essa modalidade de crédito.

O ministro da Cidadania, Ronaldo Bento, havia anunciado na última segunda-feira, 26 de setembro de 2022, que o governo federal deve liberar o empréstimo consignado para beneficiários do Auxílio Brasil nesta semana. Ainda não há, no entanto, uma data determinada para o crédito estar disponível.

Empréstimo Auxílio Brasil: como vai funcionar?

empréstimo auxílio brasil, empréstimo R$ 1,5 mil auxílio brasil
Foto: montagem / Pixabay – Canva PRO

Segundo as regras, o valor máximo de contratação será aquele em que as parcelas comprometam até 40% do valor mensal do benefício. No entanto, em vez de considerar o valor de R$ 600, válido somente até dezembro, valerá o de R$ 400. Dessa forma, o empréstimo vai comprometer, no máximo, o valor de R$ 160 do benefício mensal.

O desconto será realizado mensalmente, conforme o prazo contratado. É preciso informar a taxa de juros que será aplicada ao solicitante, além do custo efetivo do empréstimo. Também pode ser realizada Cobrança da Taxa de Abertura de Crédito (TAC) e de outras taxas administrativas

O empréstimo para os beneficiários do Auxílio Brasil funcionará na modalidade consignada. Isso quer dizer que a pessoa vai comprometer os pagamentos do benefício para pagar a dívida.

Dessa maneira, se o beneficiário decidir pegar o crédito, parte do dinheiro do Auxílio Brasil não será repassado a ele e seguirá diretamente para o banco ou instituição financeira cadastrada.

Ao mesmo tempo, em outras modalidades de empréstimo consignado, as taxas são menores, confira:

  • Empréstimo consignado para trabalhadores do setor privado: juros de até 2,61%;
  • Empréstimo consignado para trabalhadores do setor público: juros de até 1,70%;
  • Empréstimo consignado para aposentados e pensionistas do INSS: 1,97%;
  • Empréstimo consignado pessoal total: 1,85%;
  • Taxa média mensal de juros para pessoas físicas: até 3,52%;
  • Cheque especial: juros de até 7,16%;
  • Cartão de crédito rotativo: juros de até 13,77%;

A portaria proíbe que as instituições que vão oferecer o crédito façam marketing ativo, oferta comercial, proposta, publicidade direcionada a beneficiário específico ou qualquer tipo de atividade para convencer o beneficiário a realizar contratos de empréstimo.

Como dito inicialmente, ainda não foi divulgada uma data de quando o crédito poderá ser requisitado nas instituições financeiras. Caso tome o empréstimo, o responsável familiar é quem vai autorizar o desconto.

Confira como foi a votação para autorizar essa modalidade de empréstimo na Câmara dos Deputados:

YouTube video

Quais os riscos do empréstimo do Auxílio Brasil?

O Auxílio Brasil é um programa destinado às pessoas em situação de vulnerabilidade social e econômica. Dessa maneira, os valores serão repassados à população que possui dificuldade em arcar com itens básicos, como alimentação, moradia, higiene, vestimenta, contas de água e luz.

Dessa maneira, ao comprometer a renda do programa, por um período longo, com um empréstimo consignado, o indivíduo pode colocar em risco sua sobrevivência. Com isso, há possibilidade de não poder usufruir em parte ou completamente dos itens básicos para a família futuramente.

Em razão disso, é interessante que a pessoa administre melhor seus recursos ao longo dos meses e depois utilize-os da forma que deseja. Assim, não deixará de realizar seu objetivo, mas poderá evitar contrair uma dívida de longo prazo.

Para as instituições financeiras que vão oferecer o crédito, a modalidade é vantajosa, pois o recebimento dos valores é garantido na folha de pagamento do benefício. Caso o cidadão decida solicitar a modalidade de crédito, é preciso atenção aos golpes.

Criminosos e bancos, sem autorização do governo, já começaram a oferecer empréstimos falsos relacionados à modalidade que ainda nem teve início. Assim, procure por instituições de confiança para fazer a solicitação. Lembre-se que, conforme a regulamentação, o banco não pode fazer propagandas sobre essa modalidade de crédito.

Leia também


você pode gostar também

Auxílio Brasil dobrado em dezembro: veja quem pode receber até R$ 1,2 mil

Auxílio Brasil dobrado em dezembro é uma possibilidade para pessoas que cumprirem regras específicas do programa.

BPC bloqueado ou suspenso? Saiba como reativar o benefício de R$ 1,2 mil

Falta de atualização cadastral é um dos principais motivos para o bloqueio do benefício, pago a um grupo específico de contribuintes previdenciários.

Aposentadoria: saiba quem tem direito ao adicional de 25% no valor

Alguns aposentados do INSS têm direito a receber um adicional de 25% no valor de seus benefícios mensais. Veja como funciona essa regra.

BPC: saiba se o benefício pode ser acumulado com aposentadoria

Por ter natureza assistencial, o BPC gera algumas dúvidas em seus beneficiários. Uma delas é se o benefício pode ser acumulado com aposentadoria. Se você também tem essa dúvida, confira neste texto a resposta.

Minha Casa Minha Vida: comissão aprova projeto para renegociação de dívidas

O objetivo do projeto é oferecer aos beneficiários a oportunidade de regularizar sua situação com descontos sobre multas e juros moratórios. Descubra neste texto o que falta para o projeto virar lei.

Salário-Maternidade Urbano do INSS: veja regras oficiais e como solicitar

Benefício é cedido a pessoas que precisam se afastar do trabalho ao completarem uma gestação e em outras situações como adoção, por exemplo.