É MEI e quer aumentar o valor da sua aposentadoria? Saiba como proceder

Quem é MEI pode complementar suas contribuições da Previdência Social, aumentar o valor da aposentadoria e ainda conseguir se aposentar por tempo de contribuição.

Todos os meses, microempreendedores individuais (MEI) precisam fazer a contribuição da Previdência Social. O recolhimento é equivalente a 5% do salário mínimo e dá acesso a uma série de direitos do trabalhador. O que nem todos sabem é que o MEI pode contribuir com percentuais mais altos e aumentar o valor de sua aposentadoria.

É preciso salientar que, além dos pagamentos do Instituto Nacional do Seguro Social, o microempreendedor individual pode receber outros benefícios. Ao fazer o registro formal, o trabalhador recebe apoio técnico e suporte do Sebrae. O MEI também pode emitir nota fiscal e abrir conta bancária no nome da sua empresa.

Como aumentar a aposentadoria do MEI?

Obrigatoriamente, o trabalhador registrado recolhe 5% sobre o salário mínimo vigente. Sendo assim, em 2022, a contribuição da categoria com o INSS é equivalente a R$ 60,60 por mês. Esse valor garante apenas a aposentadoria por idade para quem é MEI no valor de um piso nacional, R$ 1.212 atualmente.

As atuais regras, instituídas pela Reforma da Previdência de 2019, determinam que para se aposentar é necessário ter, pelo menos, 30 anos de contribuição. Além disso, o trabalhador deve ter cumprido o critério de idade mínima:

  • Mulheres: 62 anos;
  • Homens: 65 anos.

No entanto, se o MEI estiver interessado em aumentar sua aposentadoria e conquistar o direito de se aposentar por tempo de contribuição, ele pode fazer uma complementação de 15%.

Para isso, é necessário gerar a Guia de Previdência Social (GPS) e fazer o pagamento mensal de 20% sobre o salário mínimo, no valor de R$ 242,40 neste ano.

Como fazer a contribuição maior?

mei pode aposentar, aposentadoria de MEI,
Foto: montagem / Pixabay – Canva PRO

Ao complementar o recolhimento do INSS, o trabalhador deverá utilizar o código 1007 de contribuição individual para profissionais autônomos. O procedimento é feito pela internet por meio do site da Receita Federal, seguindo o passo a passo abaixo:

  1. Na plataforma, informe a categoria da contribuição;
  2. Preencha, confira e confirme suas informações pessoais;
  3. Defina a data de pagamento da guia;
  4. Informe o salário de contribuição;
  5. Informe o código 1007 do repasse;
  6. Selecione o mês que você está gerando o boleto;
  7. Clique para gerar a GPS e faça o pagamento.

Assim, o MEI poderá aumentar o valor da sua aposentadoria, uma vez que o cálculo irá considerar os novos recolhimentos mais altos também. A média é feita sobre todos os salários de contribuição desde julho de 1994.

Vale ressaltar que os 15% a mais podem encaixar o empreendedor na categoria de contribuição concomitante, ou seja, duplicada. Sendo assim, é possível que o trabalhador precise enviar comprovante de que desenvolve atividade remunerada.

Como ver o extrato de recolhimento do INSS?

Tanto o MEI que recolhe o valor mínimo, como aquele que faz a complementação para aumentar sua aposentadoria, podem ver todas as contribuições já feitas. Isso porque a Previdência Social permite que o trabalhador acesse o extrato dos recolhimentos pelo portal Meu INSS. Para obter o documento, basta:

  1. Fazer login na plataforma com CPF e senha cadastrados;
  2. No menu, selecionar a opção “Extrato de contribuição (CNIS)”;
  3. Clicar para fazer o download do arquivo em PDF.

O documento contará com todas as contribuições feitas até o momento, informando valor repassado e a data.

Leia também


você pode gostar também

Auxílio de R$ 3 mil será pago AINDA em setembro; veja público atendido

Cerca de 154,6 mil caminhoneiros fizeram o registro e, se atenderem aos requisitos do benefício, receberão o valor acumulado e retroativo.

Pente-fino do Auxílio Brasil: quem pode perder o benefício em outubro?

Famílias com dados desatualizados ou inconsistentes podem ser excluídas do Auxílio Brasil após pente-fino do Ministério da Cidadania.

Auxílio-inclusão de R$ 606: governo confirma NOVOS beneficiários

Autorização do Ministério do Trabalho permite que mais pessoas tenham direito ao auxílio-inclusão de R$ 606. Novos beneficiários podem pedir os valores pela internet.

CadÚnico tem direito ao Kit Antena Digital; saiba com obter o equipamento

O Kit Antena Digital é um direito de todas as famílias cadastradas no CadÚnico, que tenham uma antena parabólica da versão antiga.

BPC: qual é o período máximo para análise e concessão de R$ 1,2 MIL?

O período máximo para análise e concessão dos pagamentos mensais do BPC por parte do INSS foi atualizado em junho deste ano, a partir do acordo feito com o STF.

Trabalhou entre 1971 e 1988? Bolada do PIS/Pasep está disponível para saque

De acordo com a Caixa Econômica Federal, a bolada do PIS/Pasep totaliza R$ 24,6 bilhões em recursos destinados para quem trabalhou entre 1971 e 1988.