Casa Verde e Amarela: governo aprova novo prazo de financiamento

O programa habitacional Casa Verde e Amarela oferece financiamentos para a população de baixa renda em busca da casa própria.

O presidente Jair Messias Bolsonaro (PL) sancionou a Medida Provisória que amplia o prazo de financiamento do programa Casa Verde e Amarela. A sanção do texto foi convertida na Lei 14.438/22 e publicada no Diário Oficial da União do dia 25 de agosto de 2022.

Vale lembrar que, anteriormente, o Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) já havia aprovado a ampliação nas faixas de renda do programa. Em resumo, a medida estabelece novo teto de R$ 8 mil na renda mensal familiar, e também para os financiamentos dos imóveis.

Novo prazo de financiamento da Casa Verde e Amarela

No mês de julho, o Senado Federal havia aprovado a MP 1107/22, que elevou o prazo em cinco anos. Assim, o novo limite passa a ser de 35 anos. Além disso, a medida também autorizou que os depósitos do FGTS possam ser utilizados como garantia nas prestações do financiamento imobiliário.

A Caixa Econômica Federal avalia que a extensão do prazo de pagamento vai atrair mais interessados no financiamento da casa própria. Ainda de acordo com o banco, houve recorde na contratação habitacional, que financiou R$ 16,3 bilhões de julho.

Programa Casa Verde e Amarela: outras novidades

Casa Verde e Amarela terá subsídio de até 21,4%; veja as novas regras, Casa Verde e Amarela, Casa Verde e Amarela quem pode participar
Foto: montagem / Pexels – Canva PRO.

Novas regras já haviam sido aprovadas esse ano para concessão do programa social. Dentre as novidades, o Governo Federal definiu um subsídio para financiamento de imóveis do programa para as famílias de baixa renda.

A expectativa é facilitar a compra da casa própria pelos brasileiros, ampliando o número de moradias entregues e que haja contratação de mais 400 mil unidades até o encerramento do subsídio.

Além disso, o governo repassou aos municípios a responsabilidade por cadastrar os cidadãos. Assim, o solicitante precisa estar em alguma situação de carência habitacional:

  • Adensamento excessivo;
  • Aluguel social provisório;
  • Habitação precária;
  • Situação de rua;
  • Coabitação;
  • Ônus excessivo do aluguel.

Na seleção, haverá prioridade por alguns públicos, como as mulheres responsáveis pelo lar, Pessoas com Deficiência (PcD), idosos e famílias que possuem crianças ou adolescentes. Quem estiver em situação de vulnerabilidade social e econômica também terá alguma vantagem.

Os participantes são divididos em cinco grupos distintos, conforme a renda familiar. As condições e taxas para moradias em áreas urbanas, são:

  • Composição familiar com renda de R$ 2.400,00: haverá cobrança de juros em 4,75% ao ano (cotista do FGTS terá taxa de 4,25% ao ano);
  • Composição familiar com renda entre R$ 2.400,01 e R$ 3.000,00: haverá cobrança de juros em 5,25% ao ano (cotista do FGTS terá taxa de 4,75% ao ano);
  • Composição familiar com renda entre R$ 3.000,01 e R$ 3.700,00: haverá cobrança de juros em 6% ao ano (cotista do FGTS terá taxa de 5,50% ao ano);
  • Composição familiar com renda entre R$ 3.700,01 e R$ 4.400,00: haverá cobrança de juros em 7% ao ano (cotista do FGTS terá taxa de 6,50% ao ano);
  • Composição familiar com renda entre R$ 4.400,01 e R$ 8.000,00: haverá cobrança de juros em 7,66% ao ano (cotista do FGTS terá taxa de 7,16% ao ano).

O programa Casa Verde e Amarela dispõe ainda de descontos em até R$ 47,5 mil, conforme a região onde o imóvel está localizado, fatores sociais e a capacidade de pagamento do beneficiário. Assim, a partir de agora, o financiamento pode ser parcelado por até 35 anos.

Quem pode solicitar o financiamento?

contratação pode ser realizada de maneira individual ou por meio da construtora. Os documentos pessoais do solicitante, e do imóvel, devem ser entregues em uma agência da Caixa Econômica Federal ou Correspondente do Caixa Aqui.

Em seguida, o representante da Caixa irá avaliar a situação e determinar se a pessoa tem direito ou não ao programa habitacional. Caso haja dúvidas, a Caixa possui um site dedicado ao programa Casa Verde e Amarela.

Além disso, dúvidas podem ser esclarecidas em qualquer agência do banco ou nos representantes oficiais.

Leia também


você pode gostar também

Desconto no IPVA será liberado para ESTES carros

Carros elétricos e híbridos terão descontos no IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores). Saiba os detalhes.

Inscritos no Auxílio Brasil podem acumular R$ 1,2 MIL em benefícios

Os beneficiários do Auxílio Brasil podem acumular benefícios complementares, sendo que o valor pode chegar a R$ 1.220. Saiba os detalhes.

Próximo abono PIS já tem regras definidas; veja quem deverá receber

O abono PIS/Pasep de 2021 está previsto para ser pago somente em 2023, mas as regras para o recebimento do benefício trabalhista foram fixadas pelo Ministério do Trabalho.

Auxílio de R$ 800 será liberado no calendário de outubro? Veja o que se sabe

Hoje, o benefício paga parcelas mensais de R$ 600 para quem cumpre com os requisitos. Veja o que se sabe sobre o Auxílio Brasil de R$ 800.

Outubro terá NOVO saque FGTS com valores que podem superar R$ 3,9 MIL

Trabalhadores formais poderão fazer saque FGTS de até 50% do saldo no mês de outubro. Os valores devem ser solicitados por aplicativo.

Quem pode pedir a bolada do Abono PIS/Pasep retroativo?

Trabalhadores podem ter direito a sacar bolada do abono PIS/Pasep retroativo. Veja como fazer a consulta dos valores.