Tarifa Social de Energia 2022: veja faixas de desconto e quem tem direito

A Tarifa Social de Energia é oferecida para famílias de baixa renda, inscritas no CadÚnico, ou que possuam beneficiários do BPC em seu grupo.

A Tarifa Social de Energia Elétrica é um desconto fornecido pelo Governo Federal na conta de luz de famílias de baixa renda. Neste caso, são aquelas inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) ou que tenham no grupo familiar um beneficiário do Benefício de Prestação Continuada (BPC).

A TSEE busca conceder descontos aos consumidores da Subclasse Residencial de Baixa Renda. Por meio dela, estes cidadãos são amparados com a isenção do custeio da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), bem como do Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia Elétrica – Proinfa.

O desconto funciona de forma que se equilibre com o consumo mensal de cada família, variando de 10% até 65%, com um limite de consumo de 220 kWh. As faixas de desconto são definidas deste modo:

  • Até 30 kWh: 65% de desconto;
  • De 3 kWh a 100 kWh: 40% de desconto;
  • De 101 kWh a 220 kWh: 10% de desconto;
  • A partir de 221 kWh: 0% de desconto.

Este benefício não precisa ser solicitado. De acordo com a regulamentação da Lei nº 14.203/2021, ele é concedido automaticamente para todos que possuem direito.

A TSEE é custeada pela Conta de Desenvolvimento Energético (CDE). Além de promover descontos para a população de baixa renda, a CDE também busca custear a universalização do serviço de energia elétrica no Brasil, bem como os dispêndios da Conta de Consumo de Combustíveis (CCC), por exemplo.

Quem tem direito à Tarifa Social de Energia

Os grupos que desejam ser beneficiados com a Tarifa Social de Energia devem se enquadrar em pelo menos um dos requisitos a seguir:

  • Inscritos no CadÚnico, com renda familiar mensal per capita menor ou igual a meio salário mínimo nacional;
  • Inscritos no CadÚnico com renda mensal de até três salários mínimos, desde que tenham em seu grupo familiar um portador de doença ou deficiência física, auditiva, visual, motora, intelectual e múltipla. Neste caso, o tratamento deve precisar do uso continuado de aparelhos, instrumentos ou equipamentos que demandem consumo de energia elétrica;
  • Idosos com 65 anos ou mais, bem como pessoas com deficiência, que recebam o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Vale lembrar que, para receber a TSEE, o endereço do domicílio deve estar dentro da área que realiza a distribuição de energia. Só é possível receber um benefício por família, e no caso do beneficiário do BPC, ele não precisa ser titular da conta de luz para que a isenção passe a valer.

Inclusão de microempreendedores na lista de beneficiários da TSEE

Recentemente, a Câmara dos Deputados passou a analisar um Projeto de Lei (PL) que busca incluir o microempreendedor individual (MEI) na lista de beneficiários da Tarifa Social de Energia.

O PL 1377/22 altera a Lei 12.212/10, criadora da tarifa. Seu autor é o deputado Josivaldo JP (PSD-MA), que justifica o pedido como uma possibilidade de apoiar negócios de microempreendedores, afetados pelos dois anos de pandemia.

De acordo com Josivaldo, um volume expressivo de MEIs já se enquadram na categoria de baixa renda, o que não faria com que o número de beneficiários crescesse de forma exponencial.

Até o momento, a proposta segue para análise das comissões de Finanças e Tributação, Constituição e Justiça e de Cidadania, Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços e Minas e Energia.

Leia também


você pode gostar também

Auxílio-inclusão de R$ 606: governo confirma NOVOS beneficiários

Autorização do Ministério do Trabalho permite que mais pessoas tenham direito ao auxílio-inclusão de R$ 606. Novos beneficiários podem pedir os valores pela internet.

CadÚnico tem direito ao Kit Antena Digital; saiba com obter o equipamento

O Kit Antena Digital é um direito de todas as famílias cadastradas no CadÚnico, que tenham uma antena parabólica da versão antiga.

BPC: qual é o período máximo para análise e concessão de R$ 1,2 MIL?

O período máximo para análise e concessão dos pagamentos mensais do BPC por parte do INSS foi atualizado em junho deste ano, a partir do acordo feito com o STF.

Trabalhou entre 1971 e 1988? Bolada do PIS/Pasep está disponível para saque

De acordo com a Caixa Econômica Federal, a bolada do PIS/Pasep totaliza R$ 24,6 bilhões em recursos destinados para quem trabalhou entre 1971 e 1988.

Saque FGTS é liberado para 18 cidades; valor máximo é de R$ 6,2 MIL

A Caixa vai liberar o saque do FGTS por calamidade nas regiões atingidas por desastres ambientais. Confira os critérios de saque.

Auxilio Brasil é pago para novo grupo; veja calendário completo

Esta é a segunda parcela com o valor mínimo de R$ 600, que vigorará até dezembro, conforme emenda constitucional promulgada em julho pelo Congresso Nacional.