Quem tem direito à bolada de R$ 10 mil do FGTS? Veja o que se sabe

Os trabalhadores podem solicitar a revisão do FGTS por meio de um processo judicial, mas precisam aguardar a decisão do Supremo Tribunal Federal sobre os procedimentos.

A revisão do FGTS tem como objetivo aplicar no saldo do fundo algum índice que possa favorecer os trabalhadores que possuam valores nas contas vinculadas. Sendo assim, a estratégia seria substituir a Taxa Referencial (TR) por índices que conseguiriam acompanhar o avanço inflacionário corretamente, aplicando a correção correspondente.

Leia também

De acordo com a Constituição Federal, a Taxa Referencial consiste no principal índice de correção monetária do FGTS. Em tese, essa referência deveria acompanhar o andamento da inflação, mas isso não acontece, de modo que os valores disponíveis no fundo não são reajustados da forma devida.

Atualmente, as propostas para modificação da Taxa Referencial que dão origem à revisão do FGTS consideram o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) como alternativas possíveis à TR. Apesar disso, os processos em andamento seguem embargados no Judiciário brasileiro.

Em resumo, os trabalhadores com carteira assinada desde 1999 que sacaram valores do FGTS em alguma ocasião podem reivindicar a revisão do valor, chegando a receber até R$ 10 mil neste processo. Contudo, os processos judiciais estão suspensos, sob análise do Supremo Tribunal Federal.

Como funciona a revisão do FGTS?

Em resumo, o Supremo Tribunal Federal precisa alterar o índice de correção do FGTS para que os trabalhadores possam ter andamento em seus processos judiciais. A previsão é que a decisão seja anunciada ainda no segundo semestre, após o encerramento do recesso da casa em julho.

Dessa forma, os julgamentos podem acontecer a qualquer momento, pois é necessário somente que o tema seja adicionado às pautas e agendas dos ministros. Por via de regra, todos os trabalhadores que atuaram sob o regime do FGTS entre 1999 e o período atual podem solicitar a revisão dos valores.

Em todos os casos, a legislação compreende que os trabalhadores foram prejudicados pela aplicação da Taxa Referencial, considerando que não houve o reajuste equivalente nos valores disponíveis para cada profissional. Apesar disso, os especialistas na área trabalhista indicam que a revisão do FGTS seja feita sob orientação de um advogado.

Basicamente, é necessário avaliar se a revisão é vantajosa ou não para o profissional, pois nem sempre haverão maiores valores a receber. Neste caso, é importante ter o acompanhamento de um profissional que consiga realizar os cálculos corretamente.

Assim, o cidadão consegue evitar a abertura de um processo judicial e todos os gastos associados sem necessidade. Caso não seja vantajoso solicitar a revisão, o trabalhador poderá continuar acessando os valores do fundo normalmente, dentro das regras previstas na legislação.

Como consultar os valores disponíveis?

Os trabalhadores podem consultar o extrato do FGTS por meio do aplicativo, disponível para Android e iOS. Além disso, é possível acessar o site do fundo, mas também buscar o serviço com a Caixa Econômica Federal.

A instituição oferece consulta por meio do aplicativo Caixa Trabalhador, disponível para Android e iOS, assim como presencialmente nas agências bancárias disponíveis na sua região. Porém, os trabalhadores podem consultar mais canais de atendimento no site do banco.

Leia também


você pode gostar também

14º salário do INSS terá valor de R$ 2,4 MIL e será pago ainda em 2022?

O projeto de lei da Câmara dos Deputados que cria o 14° salário do INSS ainda deve ser analisado por uma comissão especial.

Saque FGTS terá 2 lotes em outubro; valores podem superar R$ 4 mil

Fundo de Garantia do Tempo de Serviço libera duas modalidades do Saque FGTS no mês de outubro. Veja se terá direito.

Auxílio Brasil de outubro já tem calendário previsto; veja as datas

Com dez transferências, o calendário do Auxílio Brasil de outubro tem datas previstas, começando as transferências a partir do dia 18, por meio da Caixa Econômica Federal.

É necessário fazer a prova de vida do INSS ainda em 2022? Veja as regras

Aposentados e pensionistas passam pela prova de vida do INSS todos os anos para comprovar que ainda têm direito aos benefícios.

NOVO saque FGTS será liberado na próxima semana; veja valores

Trabalhadores formais de carteira assinada poderão fazer saque de parte do saldo guardado na sua conta do FGTS em outubro.

BPC de R$ 1,2 mil é pago para quem nunca contribuiu ao INSS; veja regras

O BPC de R$ 1,2 mil é um benefício assistencial do INSS que não equivale à aposentadoria, pois transfere valores para cidadãos que nunca contribuíram com o instituto.