Empréstimo do Auxílio Brasil tem regras divulgadas; limite de 40%

Milhões de pessoas poderão solicitar o empréstimo consignado do Auxílio Brasil. Confira algumas das regras divulgadas.

Empréstimo consignado do Auxílio Brasil teve regras divulgadas pelo Governo Federal. A modalidade de crédito foi sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) no dia 3 de agosto de 2022, e teve a sua regulamentação divulgada na última sexta-feira (12/8) por meio do Diário Oficial da União.

Milhões de brasileiros inscritos no programa social poderão solicitar linhas de crédito com taxa de juros mais baixas do que as que costumam ser utilizadas pelo mercado financeiro.

É importante lembrar que essa alternativa faz parte de uma Medida Provisória que havia sido editada pelo próprio Governo Federal, e depois foi apreciada pelo Congresso. Assim, além dos beneficiários do Auxílio Brasil, a medida libera o empréstimo consignado para quem recebe o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Empréstimo do Auxílio Brasil: limite de 40%

A lei nº 14.431 é resultado de uma medida provisória aprovada pelo Congresso, que autoriza uma nova linha de crédito para beneficiar as famílias de baixa renda inscritas no programa social do governo.

Dessa forma, a modalidade permite empréstimo aos beneficiários do Auxílio Brasil, com desconto direto nas parcelas recebidas mensalmente. O limite é de até 40% para comprometimento dos ganhos mensais com o empréstimo.

O texto publicado no Diário Oficial da União informa que o desconto do pagamento do empréstimo não poderá ser superior ao limite previsto em lei.

Além disso, o Ministério da Cidadania vai estabelecer o limite, assim como ficará responsável pela retenção dos valores autorizados pelo beneficiário nas folhas de benefícios e pelo seu repasse à instituição financeira consignatária.

O início do empréstimo aos beneficiários do Auxílio Brasil, no entanto, depende de uma regulamentação do Ministério da Cidadania.

Empréstimo consignado Auxílio Brasil: quais os riscos?

Empréstimo consignado Auxílio Brasil, empréstimo Auxílio Brasil
Empréstimo consignado. Foto: montagem Pixabay / Canva PRO

O empréstimo consignado possui uma taxa de juros menor do que o mercado financeiro costuma praticar. Contudo, é importante lembrar que todo pedido de crédito possui riscos que precisam ser considerados.

O Auxílio Brasil é um programa voltado às pessoas em situação de vulnerabilidade socioeconômica. Ou seja, os valores são repassados para cidadãos que possuem dificuldades em arcar por itens básicos, como comida, moradia, vestimenta, higiene, contas de água e luz.

Dessa forma, ao comprometer os valores do programa por meio do empréstimo consignado, o indivíduo pode colocar em risco sua própria sobrevivência, tendendo a ficar na possibilidade de não poder usufruir em parte ou completamente dos itens básicos para sua família.

Além disso, por correr juros, o empréstimo consignado do Auxílio Brasil faz com que o cidadão pague um valor a mais por um serviço ou produto do que deveria.

Por isso, é recomendado que, ao invés de utilizar o dinheiro para o empréstimo, a pessoa guarde recursos ao longo dos meses e depois utilize como deseja. Assim, ela não deixará de realizar seu objetivo, mas poderá evitar contrair uma dívida e ainda fará economia.

Para os bancos, essa modalidade é vantajosa, pois o recebimento dos valores é garantido já na folha de pagamento. Por fim, é preciso atenção aos golpes. Criminosos e instituições financeiras, sem autorização do governo, já começaram a oferecer falsos empréstimos relacionados à modalidade que ainda nem teve início.

Dessa forma, caso decida optar pelo empréstimo, procure por locais de confiança e desconfie de propostas exageradas.

Leia também


você pode gostar também

INSS: lote EXTRA do abono será pago no final do ano; veja calendário

Segundo as regras do instituto, todos os segurados que recebem aposentadoria, pensão por morte e auxílios específicos têm direito ao 13º salário INSS.

Tem conta no FGTS? Você poderá ter direito ao lucro do fundo em 2023

Lucro FGTS é um direito de todos os trabalhadores que cumpram os requisitos do fundo e pode ser retirado em determinadas situações.

É aposentado e ainda trabalha? Você poderá sacar o FGTS mensalmente

As regras do FGTS autorizam pessoas aposentadas que continuam trabalhando a sacar o FGTS mensalmente em situação específica.

Caixa LIBERA saques de até R$ 6,2 MIL; veja quem tem direito em 2022

O saque calamidade é disponibilizado aos trabalhadores que tenham suas residências atingidas por desastres naturais.

Auxílio Gás já tem VALOR previsto para outubro; veja estimativa

O Auxílio Gás varia conforme o preço médio do botijão de gás de cozinha muda no mercado. O repasse de outubro já tem datas e valor previsto.

Calendário INSS: nova rodada de R$ 1,2 MIL é liberada HOJE; veja quem recebe

A partir desta terça-feira, uma nova rodada de R$ 1,2 mil do calendário INSS é liberada para os beneficiários que recebem até um salário mínimo e estão em dia com o instituto.