Auxílio Brasil tem nova regra para jovens e crianças em idade escolar

As novas regras garantem porcentagens específicas na frequência escolar para beneficiários entre 4 e 21 anos incompletos vinculados à educação básica no país.

O Auxilio Brasil é o novo programa do Governo Federal para promoção de renda, escolaridade, cidadania e empregabilidade às famílias brasileiras em situação de vulnerabilidade social. Neste sentido, atende desde os pais e responsáveis até as crianças e adolescentes, através de benefícios estudantis e esportivos cumulativos.

Os critérios de elegibilidade do programa envolvem questões de renda e também a regularização do cadastro no CadÚnico. No entanto, para garantir o acesso à educação para todos os brasileiros, há também a exigência da frequência escolar para as famílias inscritas no Auxílio Brasil.

Como funciona a regra da frequência escolar para jovens e crianças?

Em junho deste ano, o Ministério da Educação divulgou as novas regras e diretrizes para acompanhar a frequência escolar de jovens e crianças inscritas no Auxílio Brasil. Publicado na última quinta-feira (23) no Diário Oficial da União, a portaria é um trabalho conjunto com o Ministério da Cidadania, responsável pela operacionalização do benefício.

Desse modo, a portaria reforça que a presença assídua dos alunos e inscrição em instituições de ensino é um dos requisitos para manter-se inscrito no Auxílio Brasil. De acordo com o documento, a frequência escolar deve ser de 60% para beneficiários de 4 e 5 anos, mas de 75% para beneficiários entre 6 e 17 anos.

No caso dos jovens de 18 a 21 anos incompletos que estejam matriculados na educação básica, é fundamental ter uma frequência escolar de 75%. No geral, esse índice deverá ser calculado com base nos dias letivos, seguindo o calendário escolar de cada segmento de ensino, assim como a série ou ano escolar nos respectivos estados e municípios.

Desse modo, o resultado dessa apuração da frequência escolar deve ser apresentado bimestralmente e registrado no sistema nacional de coleta e registro de frequência escolar. Os profissionais da rede de educação do Auxílio Brasil poderão acessar esse banco de dados para garantir que as regras do programa estão sendo respeitadas.

A medida faz parte de uma das diretrizes de promoção da cidadania prevista pelo benefício, que se compromete em incentivar a escolaridade, desenvolvimento intelectual, científico e esportivo dos jovens brasileiros em situação de vulnerabilidade social. Atualmente, o programa atende estudantes em situação de extrema pobreza, pobreza e em regra de emancipação.

Benefícios estudantis e esportivos

Além do ticket médio de R$ 400, o Auxílio Brasil possui uma série de benefícios cumulativos, desde os profissionais até os estudantes, com foco no desenvolvimento científico e esportivo dos brasileiros. Neste sentido, o Auxílio Esporte Escolar e a Bolsa Iniciação Científica Júnior garantem até 12 parcelas de R$ 100 para estudantes que se destacam nessas áreas.

Sendo assim, atende desde jovens que tenham se destacado em competições acadêmicas e científicas ou nos Jogos Escolares Brasileiros. Sobretudo, é uma forma de garantir a frequência escolar, mas também estimular a juventude rumo às carreiras esportivas e científicas.

Leia também

você pode gostar também

Auxílio Caminhoneiro de R$ 2 mil é pago nesta terça; veja regras do benefício

Milhares de transportadores de carga deverão ser beneficiados com o Auxílio Caminhoneiro de R$ 2 mil. Veja como será o pagamento.

PIS/Pasep têm R$ 24,6 bi esquecidos em 2022; veja quem pode fazer o saque

Os valores acumulados estão disponíveis aos profissionais que trabalharam durante período de vigência do Fundo PIS/Pasep.

13º salário do BPC de R$ 2,4 mil será uma realidade em 2022? Conheça projeto

Caso aprovado, o Projeto de Lei em tramitação no Senado Federal irá incluir o pagamento de uma parcela extra do Benefício de Prestação Continuada durante o mês de dezembro.

Auxílio Gás de R$ 110 é liberado; veja quem recebe o valor nesta semana

Auxílio Gás vai repassar, nos meses de agosto, outubro e dezembro, 100% do valor médio do botijão de gás às famílias beneficiadas.

Auxílio Brasil de R$ 600 começa a ser pago; veja calendário e quem recebe

Segundo o governo, Auxílio Brasil de R$ 600 deverá ser repassado para mais de 20 milhões de inscritos. Repasses foram divididos conforme NIS.

Auxílio Brasil de R$ 600 será pago a 20,2 milhões de pessoas; quem recebe o valor?

Pagamentos do Auxílio Brasil de R$ 600 devem começar no dia 09 de agosto. Reajuste do valor será temporário.