Auxílio emergencial chegou ao fim ou terá 8ª parcela ainda em 2021?

Pagamento da 8ª parcela do auxílio emergencial pode ser realizado para aliviar insatisfação popular. Saiba os detalhes.

O Auxílio Brasil já começou a ser pago no Brasil. Contudo, alguns beneficiários que recebiam o auxílio emergencial ficaram de fora do novo crédito social. Para auxiliar as pessoas desassistidas, a ala política do governo tem pressionado para o pagamento da 8ª parcela do auxílio emergencial.

continua depois da publicidade

8ª parcela do auxílio emergencial será liberada?

O Auxílio Brasil foi liberado inicialmente apenas para os beneficiários do extinto Bolsa Família. Dessa forma, os demais que vinham recebendo o auxílio emergencial ficaram desamparados.

Assim, a pressão de grupo político do governo vem sendo realizada com objetivo de viabilizar a possibilidade do pagamento de uma 8ª parcela do auxílio emergencial para o público que ficou de fora do Auxílio Brasil.

Para haver um aumento do número de beneficiários do novo crédito social, que agora se restringe aos remanescentes apenas do Bolsa Família, o governo aguarda a votação da PEC dos Precatórios no Senado.

continua depois da publicidade

Caso não haja aprovação dessa ampliação, a saída poderá ser o pagamento de pelo menos mais uma parcela do auxílio emergencial para o grupo específico que ficou sem receber.

Milhões de brasileiros estão sem benefício

Os beneficiários do auxílio emergencial compreendiam alguns do Bolsa Família, pessoas desempregadas, MEIs e outros. A sétima parcela do benefício, que pode ter sido a última, já foi liberada aos cidadãos.

Dentro desse grupo que recebia as parcelas, aproximadamente 22 milhões de pessoas podem ficar sem nenhum tipo de assistência. Para receber o Auxílio Brasil, pelo menos no começo, é preciso fazer parte do Bolsa Família ou ser registrado no Cadastro Único (CadÚnico), desde que atendam aos critérios do benefício.

continua depois da publicidade

O repasse de uma 8ª parcela do auxílio emergencial será anunciado nas próximas semanas? Ainda não existe nada confirmado, já que o novo pagamento segue sendo uma especulação. As próximas decisões do governo estarão diretamente relacionadas com a votação da PEC dos Precatórios.

Compartilhe essa notícia

Leia também

Concursos em sua
cidade