PIS/Pasep: mais de 10 milhões ainda não sacaram o fundo; veja quem pode

O saque das contas PIS/Pasep está esquecido por cerca de 10,5 milhões de brasileiros, segundo a Caixa Econômica Federal.

A Caixa Econômica Federal informou que R$ 23,3 bilhões estão disponíveis para saque das contas PIS/Pasep, que foram esquecidos por mais de 10,5 milhões de brasileiros. Os valores estão disponíveis desde agosto de 2019, referentes aos fundos do Programa de Integração Social (PIS) e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep).

Saque das contas PIS/Pasep: quem tem direito?

Até agora, apenas 1% do valor foi sacado. Segundo informações, apenas 181,3 mil pessoas procuraram as agências da Caixa (PIS) ou Banco do Brasil (Pasep) e sacaram o total de R$ 286,3 milhões.

Até o mês de maio de 2020, a Caixa era responsável pelas cotas do PIS, que é referente aos trabalhadores do setor privado. Contudo, o Banco do Brasil, que pagava o Pasep, referente aos servidores públicos, militares e funcionários de estatais, transferiu as cotas para a Caixa Econômica Federal, unificando os saques.

O benefício pode ser sacado por quem trabalhou com carteira assinada, na iniciativa privada ou em órgãos públicos, no período de 1971 e 04 de outubro de 1988.

Os beneficiários interessados em resgatar o dinheiro devem procurar a Caixa Econômica Federal, atentando ao prazo para realizar o saque que é até 01 de junho de 2025. Depois disso, o dinheiro será repasso à União.

É importante ressaltar que, caso o beneficiário tenha falecido, o herdeiro tem direito de reaver o dinheiro.

Como realizar o saque?

O saque deve ser solicitado no aplicativo Meu FGTS, que possibilita a transferência do valor para uma conta corrente. Para isso, consulte o saldo que tem direito, no site do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) ou no internet banking da Caixa.

Para realizar o saque presencial, será necessário se atentar ao valor. Se o saldo da sua conta for de até R$ 3 mil, poderá procurar lotéricas, correspondentes Caixa Aqui e nos terminais de autoatendimento, utilizando o cartão Cidadão, com senha. Já para saques acima de R$ 3 mil, é preciso comparecer à agência da Caixa.

Leia também

você pode gostar também