Cotas PIS/Pasep: R$ 23,3 bi ainda estão pendentes; veja quem pode sacar

Dinheiro das cotas do PIS/Pasep é para cerca de 10,6 milhões de trabalhadores. Apenas 1% dos valores foram sacados pelos beneficiários.

Nesta quinta-feira (14/10), a Caixa Econômica Federal anunciou que R$ 23 bilhões do fundo do PIS/Pasep ainda não foram sacados pelos cotistas. Cerca de 10,6 milhões de pessoas têm direito ao dinheiro.

Por enquanto, apenas 181,3 mil pessoas sacaram o dinheiro, cerca de R$ 286,3 milhões, nas agências da Caixa ou no Banco do Brasil. A quantidade corresponde a somente 1% do dinheiro disponível.

Quem tem direito à cota do PIS/Pasep

A cota do PIS/Pasep não deve ser confundida com os saques normais do benefício. O dinheiro é para quem trabalhou entre 1971 e 1988 em órgãos públicos ou em empresas privadas.

Os recursos estarão disponíveis até o dia 01 de julho de 2025. Se o saque da cota não for feito, a verba volta para os cofres da União. Se a pessoa que tem direito ao dinheiro faleceu, o herdeiro poderá retirar o dinheiro.

Vale lembrar que o dinheiro da cota foi liberado em agosto de 2019, pois existe uma diferença entre as regras atuais e as que vigoraram até o ano de 1988. O dinheiro das cotas deve ser sacado na Caixa ou no aplicativo Meu INSS (Android e iOS).

Como sacar o PIS/Pasep normal (sem cota)

O Pasep é pago para todos os trabalhadores de órgãos públicos. O repasse é realizado pelo Banco do Brasil, sendo depositado de forma automática, podendo ser sacado na agência ou nos caixas eletrônicos. Se tiver alguma dúvida ou problema, ligue para o número 0800-729-0001.

O pagamento do PIS é feito pela Caixa Econômica Federal para os trabalhadores da iniciativa privada. O dinheiro deve ser sacado nas agências do banco, sendo necessário que o trabalhador leve um documento de identidade.

Por outro lado, se a pessoa tiver o Cartão Cidadão, não é necessário pegar fila, bastando ir direto ao caixa eletrônico. Em casa dúvidas, entre em contato pelo telefone 0800-726-0207 (atendimento da Caixa).

Leia também

você pode gostar também