INSS paga benefício para novo grupo de contemplados; confira calendário

Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) faz repasses para aposentados e pensionistas seguindo o dígito final do Número de Identificação Social (NIS).

Aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social estão recebendo pagamentos do mês de setembro. Nesta quarta-feira (29/09), o INSS paga os benefícios para pessoas que possuem dígito final 4 do Número de Identificação Social (NIS).

Já foram liberados os repasses para os beneficiários com os dígitos de finais 1, 2 e 3 para o grupo que ganha até um salário mínimo. Vale lembrar que existem dois calendários de pagamentos do INSS. Um cronograma é para beneficiário que recebem até R$ 1.100,00 e o outro visa o grupo de quem ganha acima de um salário mínimo.

Calendário INSS: quem recebe até R$ 1.100,00

Confira a seguir o cronograma de repasses para beneficiários que ganham até R$ 1.100,00:

  • NIS final 1: 24/09;
  • NIS final 2: 27/09;
  • NIS final 3: 28/09;
  • NIS final 4: 29/09;
  • NIS final 5: 30/09;
  • NIS final 6: 01/10;
  • NIS final 7: 04/10;
  • NIS final 8: 05/10;
  • NIS final 9: 06/10;
  • NIS final 0: 07/10.

Calendário INSS: repasses acima de R$ 1.100,00

Veja o calendário de pagamentos do INSS para quem recebe mais de R$ 1.100,00:

  • NIS finais 1 e 6: 01/10;
  • NIS finais 2 e 7: 04/10;
  • NIS finais 3 e 8: 05/10;
  • NIS finais 4 e 9: 06/10;
  • NIS finais 5 e 0: 07/10.

Como consultar os repasses do INSS

Os aposentados e pensionistas podem consultar mensalmente os pagamentos do INSS de forma online. Para isso, é necessário fazer o download gratuito do aplicativo Meu INSS (disponível para Android e iOS). Depois de baixar, basta fazer o login com a senha de acesso e depois ir na opção de consulta.

Segundo o governo, o INSS conta com aproximadamente 35 milhões de beneficiários, sendo parte deles aposentados e outra parte, pensionistas. Os repasses são baseados no salário mínimo atual e sofrem reajustes conforme o piso nacional sobe.

O INSS vem sofrendo com o déficit de servidores. Estima-se que 23 mil cargos precisam ser preenchidos por meio de um novo concurso. A fila de solicitações ultrapassa a marca de 1 milhão de pedidos.

Leia também

você pode gostar também

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Ler mais