Abono salarial PIS/Pasep pode ser liberado em dobro a partir de 2022

Com o adiamento do calendário do abono salarial PIS/Pasep deste ano, o benefício deve ser acumulado e pago em valores dobrados em 2022.

O abono salarial PIS/Pasep referente a 2020 foi adiado e deve ser pago apenas em 2022. A informação foi anunciada pelo Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat). Esse atraso indica que, no próximo ano, os trabalhadores receberão o benefício em dobro.

Por que o abono salarial PIS/Pasep pode ser dobrado?

Os depósitos do abono salarial PIS/Pasep, de até um salário mínimo vigente, deveriam ter sido iniciados em julho deste ano para quem trabalhou em 2020. Isso porque, os pagamentos são sempre relativos ao ano anterior.

Ou seja, em 2021 seriam iniciadas as transferências sobre 2020, começando em julho deste ano e terminando em junho do próximo. Já os depósitos referentes a 2021 teriam início em julho de 2022 e continuariam até junho de 2023.

No entanto, a verba que seria usada nesse ano foi redirecionada para o Benefício Emergencial de Manutenção de Emprego e Renda (BEm). Dessa forma, o governo precisou adiar o calendário para o ano que vem, quando deve ser pago o benefício referente a 2021.

Isso significa que, se o abono salarial PIS/Pasep for regularizado em 2022, podem ser pagos dois anos de benefício em uma única vez (2020 e 2021). Sendo assim, o valor dobrado seria, na verdade, o resultado da acumulação. Entretanto, é preciso aguardar o cronograma e confirmações oficiais do governo.

Leia também

você pode gostar também

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Ler mais