Salário mínimo 2023 terá valor superior a R$ 1,3 mil? Veja o que se sabe

A nova estimativa do governo considera uma elevação de 8,1% para 2023 sobre o salário mínimo atual, mas não há confirmação de valores superiores.

O Ministério da Economia já divulgou a segunda previsão de salário mínimo para 2023, chegando a R$ 1.310. Os cálculos da pasta foram baseados no índice de inflação, que está em 8,1%, não sendo considerado nenhum valor a mais. Ou seja, nas estimativas do governo, o piso nacional não deve ter um ganho real.

Caso o índice de inflação continue aumentando até o fim de 2022, é possível que o salário mínimo fique acima do esperado. No entanto, o governo federal só irá confirmar as quantias em janeiro do próximo ano.

Economista prevê a possibilidade de ganho real

O diretor de Política Monetária do Banco Central, Bruno Serra, acredita que essa é a expectativa porque “a inflação subiu tão rápido que as negociações não conseguem dar conta da velocidade”. No entanto, para ele, o cenário deve mudar em breve.

“Quando a inflação começar a cair, você vai ver que vai estar tendo alguns aumentos reais. Vai ser interessante olhar em três ou quatro meses. Essa valorização recente vai começar a bater daqui a alguns meses”, pontuou. Sendo assim, Serra prevê a possibilidade de um aumento acima da inflação no salário mínimo de 2023.

Salário mínimo deve sofrer reajuste para o próximo ano

Obrigatoriamente, todos os anos, o piso nacional deve ser atualizado com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Esse índice calcula a inflação do ano anterior, definindo quanto o preço de produtos e serviços subiu. Assim, pela lei, o percentual encontrado deve ser acrescido ao salário mínimo.

A ideia é manter o poder de compra da população. Para 2023, o Ministério da Economia está utilizando apenas o INPC e nenhum valor a mais para calcular o piso. A pasta já está na sua segunda previsão, sendo que a primeira chegou a ser enviada na proposta Orçamentária para o Congresso. Veja os números:

  • Primeiro cálculo: nos primeiros meses do ano, o índice de inflação notado foi de 6,7%, elevando o salário mínimo de R$ 1.212 (hoje) para R$ 1.294;
  • Segundo cálculo: no último mês (maio), o Ministério notou uma alta na inflação para 8,1%. Sendo assim, o piso passaria de R$ 1.212 para R$ 1.310.

Esse valor serve de referência para milhares de trabalhadores ativos e inativos, influenciando até mesmo em pagamentos de benefícios. Vale ressaltar que, caso o salário mínimo leve em consideração apenas a inflação, será o quarto ano sem ganho real.

Leia também

você pode gostar também

Novo golpe está sendo aplicado em aposentados; saiba se proteger

O golpe é aplicado por meio da prova de vida, solicitando informações dos segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Posso levar multa com CNH provisória? Veja as regras oficiais

Ao fim do processo para tirar a CNH, o condutor aprovado recebe a habilitação provisória. Somente após um ano, o motorista pode pegar o documento definitivo.

Regras da nova CNH: veja o que muda na prática para os motoristas

Motoristas que já possuíam um documento válido não precisam tirar a nova CNH. A versão atualizada da carteira possui tecnologia antifraude e outras aplicações.

Já é possível obter CNH no país sem autoescolas? Entenda o projeto

Fim da obrigatoriedade da autoescola para tirar CNH está sendo discutido em projeto que circula no Congresso Nacional.

Feriados nacionais: qual é a próxima folga confirmada em 2022? Veja calendário

Restando apenas seis feriados até o final do ano, a próxima folga confirmada será no dia 7 de setembro, dia da Independência do Brasil.

Novo RG será obrigatório a partir de agosto? Veja prazo e regras oficiais

Alguns estados vão iniciar a emissão do novo RH, mas o prazo final para distribuição em todo território nacional é até março de 2023.