Saiba o que acontece quando o MEI fatura mais de R$ 81 mil por ano

Se você é um Microempreendedor Individual (MEI), é essencial que você entenda qual o limite de faturamento nesta categoria e o que ocorre se você ultrapassá-lo. 

É muito comum surgirem dúvidas sobre os limites de faturamento dos Microempreendedores Individuais (MEI). O rendimento anual trata do valor máximo que pode ser alcançado por essa categoria e é referente à receita bruta obtida no ano-base; no entanto, é importante sempre atentar aos valores, pois de tempos em tempos este é modificado.

Em suma, o MEI pode ter faturamento bruto mensal de aproximadamente R$ 6.750,00. Isso porque, em 2022, o limite estabelecido é de R$ 81 mil por ano, e caso esse valor venha a ultrapassar o teto anual a depender da quantidade, será necessário mudar para outro modelo empresarial. Veja a seguir como funciona.

O que acontece quando o MEI fatura acima do teto estabelecido?

O faturamento anual do MEI compreende a soma de todos os valores brutos que foram faturados pelo microempreendedor individual em seu negócio, sem subtrair os custos ou despesas gastas.

Conforme já mencionado, o limite MEI neste ano de 2022 é de R$ 81 mil anual. No entanto, é importante deixar claro que o valor do teto é válido somente para empresas que estiveram ativas o ano inteiro.

Desse modo, caso o microempreendedor tenha aberto a sua empresa somente em junho, por exemplo, o seu faturamento é proporcional aos meses de abertura, isto é 6 meses. Assim, o seu limite ficaria no valor de R$ 40.500,00.

A Receita Federal trouxe a permissão aos MEI que durante o ano possa ser ultrapassado no máximo 20% do limite de faturamento estabelecido, o que corresponde a até R$ 16.200,00.

Com efeito, se o limite for ultrapassado em valores acima de 20% do teto, o empreendedor não pode manter a sua empresa nessa categoria de MEI. Logo, é obrigatório o imediato desenquadramento.

Diante disso, a partir do novo valor atingido na receita bruta anual, caberá ao empreendedor escolher em qual categoria quer adentrar, sendo: Microempresa- ME (com faturamento anual máximo no valor de R$ 360 mil) ou Empresa de Pequeno Porte – EPP (com faturamento anual máximo que tenha valores entre R$ 360 mil a R$ 4,8 milhões).

Como saber se o limite do MEI foi ultrapassado?

Se você não deseja ter que mudar de categoria e continuar sendo um Microempreendedor Individual (MEI) é essencial que você mantenha um controle financeiro da sua empresa para não exceder o teto permitido. Dessa forma, você deve:

  • Realizar um controle de suas notas fiscais para saber exatamente os ganhos da empresa durante um ano;
  • Somar todas os faturamentos do ano, considerando o valor bruto sem nenhum desconto ou despesas inclusas;
  • Ficar atento ao seu limite proporcional de acordo com o tempo que você abriu a empresa.

Entretanto, se após a análise você perceber que ultrapassou o limite de R$ 81 mil por ano, você deve seguir os seguintes passos:

  • Comunicar à Receita Federal sobre o limite excedido;
  • Terminar o ano como MEI no caso de ter ultrapassado até 20% do limite;
  • Se enquadrar imediatamente como ME, caso tenha ultrapassado mais de 20% do limite;
  • Entrar em contato com um contador, para analisar e ocupar outra categoria.

Como ocorre o desenquadramento da categoria de MEI?

Por fim, o desenquadramento da categoria de Microempreendedor Individual (MEI) ocorre de forma automática se houver alterações no CNPJ da empresa que modifique a sua natureza jurídica, inclua atividades econômicas que não são permitidas ou seja aberta uma filial.

Já quando o limite de faturamento previsto é excedido é necessário acessar o Portal da Receita Federal, buscar pela opção desenquadramento e seguir as orientações disponibilizadas.

Leia também

você pode gostar também

Por que os palitos de pirulito têm um pequeno furinho na ponta?

Sempre fez questão de aprimorar os seus conhecimentos e tem a curiosidade aguçada, concurseiro? Então, descubra para que serve o furinho na ponta dos palitos de pirulito.

Entenda de onde surgiu o “sentido horário” dos relógios

Você já se perguntou por que o relógio gira em sentido horário? Este é um padrão que vem de relógios de sol antigos. Leia e entenda a seguir.

Afinal, qual é a verdadeira diferença entre poema e poesia? Entenda aqui

Apesar de parecerem idênticos, o poema e a poesia possuem algumas diferenças vitais, e que são de conhecimento essencial no mundo literário.

Grampeador tem função “secreta” que muitas pessoas ainda não conhecem

Embora todos nós usemos um grampeador de vez em quando, você provavelmente não conhece este tipo de uso secreto para ele.

15 nomes antigos que voltaram a ser populares no Brasil

Alguns dos nomes retrôs são muito populares hoje em dia no Brasil, sejam femininos ou masculinos. Confira alguns deles abaixo.

Como começar a empreender? Veja 7 dicas para ter um negócio de sucesso

Está querendo começar a empreender em 2023 e pretende alcançar o êxito profissional? Fique por dentro de sete dicas para ter um negócio de sucesso.