Raciocínio Lógico: como treinar seu cérebro para concursos públicos

Se você quer aprimorar a sua capacidade de raciocínio lógico e treinar seu cérebro para concursos públicos, conheça as nossas dicas.

Um dos principais desafios para milhares de concurseiros na hora dos estudos é lidar com questões que envolvem o temido raciocínio lógico. Se você precisa desenvolver essa importantíssima habilidade e deixar a sua aprovação no certame mais perto, continue a leitura desse post e conheça cinco dicas infalíveis sobre esse assunto.

Leia também

Dicas de como aguçar o raciocínio lógico para concursos

1) Faça uma revisão da matemática básica

Quando você domina fórmulas básicas de matemática, o raciocínio lógico já começa a ser exercitado em seu cérebro. Dessa forma, procure sempre fazer cálculos de cabeça, pois isso é um estímulo e tanto. Fazer operações matemáticas por meio da interpretação de textos é algo sempre bem-vindo.

E para aprimorar essa habilidade, tente visualizar as expressões numéricas sem transcrevê-las e enxergar as formas geométricas somente por meio da leitura dos conceitos. Por mais que pareça impossível, isso pode turbinar o seu raciocínio lógico. Na verdade, o objetivo dessa dica é te fazer entender os problemas e as equações.

Quando o assunto é raciocínio lógico, a boa e velha decoreba não funciona. Ao invés de decorar, procure entender as fórmulas matemáticas, para que a sua capacidade de raciocinar de maneira lógica, aumente de forma exponencial. Em suma, faça contas com o uso da linguagem.

2) Pratique muito

Essa dica pode até parecer meio óbvia, certo? Mas o problema é que muito concurseiro só fica na teoria e acaba se esquecendo de colocar em prática tudo aquilo que aprendeu. Aí o raciocínio lógico não é exercitado. Quanto mais exercícios você fizer, maiores serão as chances do seu cérebro reter as informações.

Se você acredita que já esteja craque em raciocínio lógico, chegou a hora de testar os seus conhecimentos resolvendo questões que envolvem lógica. O concurseiro só vai conseguir identificar as eventuais dúvidas ou dificuldades quando estiver praticando. Por isso, procure resolver todos os tipos de exercícios de raciocínio lógico.

Com o passar do tempo, você vai conseguir perceber as pegadinhas que são bastante pertinentes às questões de raciocínio lógico. Muitas vezes, as respostas são mais fáceis do que se pode imaginar, sem a necessidade de ficar “quebrando a cabeça”.

3) Jamais deixe de analisar

Quando o assunto é raciocínio lógico, o afobamento pode ser extremamente prejudicial, assim como o “achismo”. Por isso, sempre que estiver estudando, é primordial que você analise como foram os seus cálculos, bem como a sequência de raciocínio que te levou a obter esse ou aquele resultado.

Mesmo que a sua mente esteja querendo dar aquela “bugada”, depois de ter estudado bastante e solucionado muitas questões (o que é cansativo mesmo), é primordial que você analise como chegou a uma determinada resposta de um problema.

Uma boa dica é sempre anotar frases ou expressões que fazem menção aos princípios lógicos ao lado de todas as questões. Isso faz o concurseiro ter mais confiança quando for conferir os resultados obtidos e fazer uma análise das probabilidades.

4) Exercite a sua capacidade de abstração

Para deixar o seu cérebro craque em questões que envolvem raciocínio lógico, recomendamos nessa dica que você mantenha a calma e exercite a sua capacidade de abstrair o máximo de informações do enunciado do problema proposto.

Se você mantiver o foco (no enunciado) e souber interpretá-lo corretamente, é possível obter informações valiosas que podem te auxiliar a encontrar o resultado correto. Pode até demorar um pouco para se ficar craque nessa habilidade, mas se você treiná-la com frequência, vai ser muito mais fácil.

Dessa forma, procure compreender o que está sendo pedido analisando o enunciado de uma questão que envolva raciocínio lógico. Não se preocupe com as possíveis respostas (em casos de provas de múltipla escolha), mas sim com o “desafio” que traz o enunciado.

5) Procure reconhecer os padrões

Quando falamos em raciocínio lógico em provas de concursos, muitas vezes, elas se baseiam na identificação clara de padrões. Não é raro o concurseiro se deparar com diversos problemas de raciocínio lógico cujas soluções estão associadas.

Isso acontece porque, apesar das questões fazerem parte de diferentes contextos, a estrutura da maioria delas é essencialmente a mesma. Por isso, você precisa saber reconhecer os velhos padrões de resolução.

Se você for capaz de identificá-los corretamente, vai economizar um tempo precioso na hora de resolver as questões. E isso se traduz em ir direta e rapidamente para o mais essencial, sem “rodeios” desnecessários.

Agora é colocar as dicas que envolvem raciocínio lógico para concursos em prática e boa sorte.

Leia também


você pode gostar também

Confira 9 profissões incríveis para quem é apaixonado por animais

Você gosta de bichos? Então, conheça nove profissões para quem é apaixonado por animais e decole rumo ao sucesso em sua carreira profissional.

Veja os Signos que não abrem mão da liberdade no dia a dia

Alguns signos do zodíaco precisam se sentir mais livres no dia a dia e nas relações, portanto não abrem mão do seu próprio tempo sozinhos.

Veja 3 truques infalíveis para cortar cebola sem chorar

A cebola cortada libera um tipo de ácido que acaba levando às lágrimas quem está cortando o alimento. Saiba o que fazer para evitar o choro.

É possível aumentar o limite de Pix no app do Nubank; veja como

Banco digital criou uma nova funcionalidade, permitindo que clientes façam ajustes em limites diários de transações feitas via Pix.

Estes 5 comportamentos comuns no trânsito podem render multa

Alguns motoristas têm atitudes que acabam gerando multas e notificações no trânsito. Veja os erros mais comuns e não reproduza mais.

15 palavras parecidas, mas com significados bem diferentes

As palavras parecidas que possuem significados bem diferentes fazem parte de uma categoria gramatical chamada parônimas, mas nem todos conhecem os usos e regras.