Por que algumas pessoas não sabem distinguir entre direita e esquerda?

Você já se perguntou por que algumas pessoas não sabem distinguir entre direita e esquerda? Este tipo de confusão, apesar de não parecer comum, ainda é uma dificuldade até mesmo para adultos.

Quando criança, é comum confundir noções básicas, como qual é a mão esquerda e a mão direita. Ao aprender com as mãos, eventualmente os menores compreendem noções de direção, mas existem algumas pessoas que não sabem distinguir entre direita e esquerda; e essa é uma dificuldade que boa parte da civilização ainda tem.

Pode não parecer comum, mas vários indivíduos vivem confundindo a esquerda com a direita, e vice-versa. Este conceito sequer está atrelado a pautas mais complexas, como política, mas sim às coordenadas espaciais.

Mesmo que a ciência já tenha estudado esse fenômeno, ainda não existem respostas exatas para essa questão. Seja como for, certamente é interessante entender mais sobre algo que parece óbvio para muitos, mas segue sendo motivo de confusão para outros.

Por que algumas pessoas não sabem distinguir entre esquerda e direita?

Na infância, todos aprendem que a distinção entre os sentidos é simples, mas esse processo na verdade é bastante complexo. Afinal, ele requer a junção entre memória, linguagem, processamento espacial e visual e a rotação mental. Atualmente, os pesquisadores estão apenas começando a compreender o que ocorre no cérebro humano ao tentar conectar as duas direções.

É fato que existem vários indivíduos que podem distinguir a direita da esquerda, ou vice-versa, de maneira inata. Enquanto isso, outros precisam passar por um processo. A orientação das direções se desenvolve em duas fases: a intrapessoal, ao reconhecer esta questão dentro do próprio esquema corpora, e a extrapessoal, ao discriminar os dois lados em outras pessoas, como em um espelho.

A segunda só ocorre mais tarde, a partir dos 9 anos de idade. A própria confusão entre esquerda e direita costuma ser superada durante esta época. Mas a persistência em adultos ainda é real, já que não é fácil para muitos reconhecer as mudanças ao longo do tempo.

Neste sentido, ao contrário do norte e do sul, que sempre estão no mesmo local, a esquerda e a direita mudam toda vez que o indivíduo está em movimento.

“Você não sabe diferenciar a esquerda da direita?”

Uma pesquisa do médico e professor Gerard Gormley, da Queen’s University Belfast, na Irlanda do Norte, buscou desmistificar parte desse curioso assunto. Para tentar entender o que acontece em erros médicos quando o lado errado está envolvido, o professor e seus colegas conduziram um estudo a respeito da experiência de vários estudantes ao tomar decisões esquerda-direita.

Inicialmente, Gormley solicitou aos estudantes que se orientassem da direita para a esquerda sozinhos. No momento em que a resposta não vem de forma instantânea, vários participantes descrevem técnicas que possuem para se localizarem, como fazer um “L” de left, ou esquerda, com o polegar e o indicador, ou lembrar de qual mão utilizam para escrever e tocar violão.

Ao descobrir de que lado a outra pessoa está, os estudantes deveriam então virar mentalmente para a direção do outro. A ideia de girar mentalmente um objeto pode adicionar um grau extra de complexidade.

Outros pesquisadores fizeram vários testes do tipo, como o estudo de Ineke van der Ham, professora assistente de neuropsicologia na Universidade de Leiden, Holanda, utilizando cenários diferentes. Contudo, descobriram que nenhuma dessas mudanças influenciaram o desempenho dos participantes. Eles não precisavam ver suas mãos, por exemplo, para utilizar seus corpos para distinguir a direita da esquerda.

De acordo com van der Ham, não foi possível resolver completamente o problema, mas os responsáveis foram capazes de identificar que os corpos são um elemento-chave ao tentar distinguir a esquerda da direita, mas a consulta à representação corporal é feita de forma mais estática.

Durante a pesquisa, também foi descoberto que homens costumam responder mais rápido do que as mulheres, mas os dados não corroboram estudos anteriores, que provam que os homens costumam ter um desempenho geral melhor nesses testes.

Apesar de não estar claro o motivo de as pessoas diferirem tanto em sua capacidade de distinguir as direções, as pesquisas indicam que quanto mais assimétrico é o corpo de alguém, mais fácil ela poderá fazer a diferenciação.

Leia também

você pode gostar também

Gastronomia: como empreender nessa área? Confira 5 dicas

A Gastronomia é um ramo profissional que está associado com atividades como o turismo, lazer, comércio de alimentos e outros setores da indústria. Assim, empreender nessa área é mais simples do que parece.

Como conciliar trabalho e estudo? Confira 7 dicas simples e práticas

Vai começar o cursinho preparatório para o concurso, mas trabalha o dia inteiro? Fique por dentro de sete dicas de ouro sobre como conciliar trabalho e estudo.

Você sabia que existe o Dia da Saudade? Conheça essa data comemorativa

A palavra saudade pode remeter a um episódio de alegria ou de tristeza. Seja como for, esse sentimento é tão importante que tem data comemorativa, o Dia da Saudade.

As cores de esmalte que mais combinam com cada signo

Bateu aquela indecisão na hora de escolher a tonalidade que vai passar nas unhas? Então, conheça as cores de esmalte que mais combinam com cada signo.

7 sinais de que você deveria mudar de profissão

Está insatisfeito com o seu atual emprego? Então conheça os sete sinais de que você deveria mudar de profissão e cogite uma transição de carreira.

Para que servem aquelas bolas laranjas nos fios de transmissão?

Fios de alta tensão geralmente possuem itens de segurança bastante chamativos para evitar acidentes que possam danificar os fios e causar maiores problemas.