Seu vale-alimentação não dura o mês inteiro? Entenda o que está acontecendo

Levantamento apontou que o saldo do vale-alimentação dura menos do que o mês inteiro, mesmo com empresas aumentando o valor do benefício; confira.

Um levantamento feito recentemente constatou uma defasagem no vale-alimentação de trabalhadores brasileiros. O fato é que o vale-alimentação não dura o mês inteiro, mesmo com algumas medidas tomadas para aumentar o valor do benefício.

continua depois da publicidade

Realizada pela empresa Sodexo, a pesquisa apontou que com um valor médio de R$ 40,64 por refeição, o vale-alimentação dos brasileiros dura apenas 11 dias por mês. Essa marca é inferior à de 2022, quando o benefício durava dois dias a mais.

De acordo com a empresa, alguns fatores são responsáveis por esse tempo reduzido com o crédito. Dessa forma, a inflação e os juros altos são dois grandes vilões que não favorecem o poder de compra do trabalhador brasileiro.

Vale-alimentação não dura o mês inteiro

Leia também

Segundo um levantamento feito pela Sodexo, o benefício do vale-alimentação não dura o mês inteiro. Trabalhadores brasileiros que usam o benefício só conseguem usá-lo em média por 11 dias durante o mês.

Essa marca é inferior aos 13 dias constatados em 2022. Para o ano vigente, os grandes vilões que contribuem para essa queda são os juros altos e a inflação pouco generosa – agentes que afetam o poder de compra do brasileiro.

Ainda de acordo com a Sodexo, as empresas aumentaram os valores do vale-alimentação para 2023, mas ainda não seguem o preço das refeições fora de casa, que custam uma média de R$ 40,63.

Para efetuar o pagamento do vale-alimentação, as empresas consideram 22 dias úteis. Isso significa que o trabalhador se vê obrigado a pagar por conta própria a metade das refeições feitas fora de casa durante o mês.

Em 2019, no período que antecedeu a pandemia da COVID-19, a média de duração do crédito do benefício era de 18 dias. Logo depois o cenário foi afetado e o vale-alimentação passou a durar 13 dias, em 2022.

Entenda o que aconteceu com o vale-alimentação

Após um levantamento feito pela Sodexo, confirmou-se que o vale-alimentação dura em média 11 dias para o trabalhador brasileiro. A marca é inferior aos 13 dias de duração do benefício em 2022.

Mesmo com empresas promovendo aumentos na casa dos 15% no benefício cedido aos trabalhadores, o vale-alimentação não dura o mês inteiro. Isso acontece porque fatores como a alta dos juros e a inflação impedem que o trabalhador tenha poder de compra superior.

Antes da pandemia, a média de duração do vale-alimentação era de 18 dias mensais. Após o período, o mundo sofreu economicamente e a inflação, especialmente no Brasil, alcançou altos índices.

Como resultado disso, o trabalhador mudou o seu comportamento durante as refeições fora de casa, optando por alimentos menos ricos, como salgados e lanches rápidos, que ocuparam o lugar de itens clássicos dos pratos dos brasileiros, como o arroz, o feijão e a carne.

Veja aqui os números da pesquisa por região brasileira:

  • Região Sul – 11 dias em média;
  • Região Sudeste – 12 dias em média;
  • Região Centro-Oeste – 12 dias em média;
  • Região Nordeste – 11 dias em média;
  • Região Norte – 11 dias em média.
Leia também

Concursos em sua
cidade