Qual é o piso salarial para professores em 2023? Veja o valor por estado

O Ministério da Educação divulgou o novo piso salarial para os professores. Em alguns estados, no entanto, esse valor poderá ser ainda maior.

Um novo piso salarial foi estabelecido pelo Ministério da Educação (MEC) para professores no ano de 2023. Os profissionais do magistério que trabalham em jornadas de 40 horas semanais devem receber o mínimo de R$ 4.420,55. No entanto, alguns estados brasileiros já pagam valores acima da remuneração básica.

O piso salarial é a quantia mínima que cada categoria profissional recebe como vencimento. Contudo, para o magistério é aplicável apenas àqueles que lecionam na rede pública de ensino e cumprem com jornadas semanais de, no mínimo, 40 horas semanais.

Piso salarial para professores em 2023

Pela rede estadual de ensino, ao menos dez estados, além do Distrito Federal, pagam acima do novo piso nacional. São eles: Amazonas, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Roraima, Sergipe e São Paulo.

Já entre as capitais brasileiras, pelo menos nove remuneram acima do mínimo estabelecido pelo governo federal, como São Paulo e Rio de Janeiro.

Na capital paulista haverá um reajuste em 31%, fazendo com que o salário inicial da categoria chegue a R$ 5.050. Já no Rio de Janeiro, os professores do município que entram na rede com licenciatura plena recebem a partir de R$ 6.073,29.

O Ministério da Educação (MEC) estabeleceu em R$ 4.420,55 o novo valor do piso salarial dos professores de escolas públicas para o ano de 2023. Esse foi um aumento de quase 15% com relação ao ano anterior, que pagava R$ 3.845,63 aos profissionais.

Isso quer dizer que, pela lei, nenhum estado ou município poderá pagar menos aos profissionais do magistério que atuam em jornadas de 40 horas semanais.

Salário para professores por estado

Confira, a seguir, o piso salarial pago para professores pelos estados brasileiros:

  • Acre: o piso é de R$ 2.880 para os profissionais que atuam em jornadas de 30 horas semanais;
  • Alagoas: o valor mínimo é de R$ 3.845,63 para atuar em jornadas de 40 horas semanais;
  • Amapá: remuneração de R$ 3.921,26 para atuar em jornadas de 40 horas semanais;
  • Amazonas: piso salarial é de R$ 4.749,22 para atuar em jornadas de 40 horas semanais;
  • Bahia: remuneração de R$ 3.850 para trabalhar em jornadas de 40 horas semanais;
  • Ceará: piso salarial é de R$ 5.413,18 para atuar em jornadas de 40 horas semanais;
  • Distrito Federal: remuneração de R$ 5.497,13 para atuar em jornadas de 40 horas semanais;
  • Espírito Santo: piso é de R$ 4.579,20 para trabalho em jornadas de 40 horas semanais;
  • Goiás: piso salarial é de R$ 3.845,63 para atuar em jornadas de 40 horas semanais;
  • Maranhão: piso é de R$ 6.867,68 para trabalho em jornadas de 40 horas semanais;
  • Mato Grosso: remuneração de R$ 5.024,57 para jornadas de 30 horas semanais;
  • Mato Grosso do Sul: piso de R$ 10.318,18 para 40 horas semanais de trabalho;
  • Minas Gerais: remuneração de R$ 3.845,61 para 40 horas semanais de trabalho;
  • Pará: piso é de R$ 3.845,64 para 40 horas semanais de trabalho;
  • Paraíba: piso salarial é de R$ 3.564,44 para trabalhar em jornadas de 40 horas semanais;
  • Paraná: remuneração de R$ 3.903,32 para trabalhar em jornadas de 40 horas semanais;
  • Pernambuco: piso é de R$ 3.900 para trabalhar em jornadas de 40 horas semanais;
  • Piauí: piso salarial é de R$ 3.954,63 para 40 horas semanais de trabalho;
  • Rio de Janeiro: não divulgou;
  • Rio Grande do Norte: remuneração de R$ 4.038,76 para trabalhar em jornadas de 40 horas semanais;
  • Rio Grande do Sul: remuneração de R$ 4.038,52 para atuar em jornadas de 40 horas semanais;
  • Rondônia: piso de R$ 3.845,63 para trabalhar em jornadas de 40 horas semanais;
  • Roraima: salário de R$ 6.103,14 para jornadas de 40 horas semanais;
  • Santa Catarina: piso de R$ 3.845,00 para jornadas de 40 horas semanais;
  • Sergipe: remuneração de R$ 4.451,14 para trabalho em jornadas de 40 horas semanais;
  • São Paulo: oferece o piso de R$ 5.000, jornada de 40 horas semanais, para aqueles que aderiram ao “Nova Carreira Docente”;
  • Tocantins: remuneração em R$ 3.999,60 para atuar em jornadas de 40 horas semanais.

Leia também

você pode gostar também

5G: Mais de 75 cidades brasileiras têm sinal autorizado pela Anatel

Nesta semana, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) liberou o sinal de 58 em mais de 75 cidades brasileiras, localizadas próximos de capitais. A expectativa é continuar ampliando o acesso à tecnologia.

Censo 2022: IBGE deve liberar os resultados em abril

Após uma sequência de adiamentos e entraves na realização do Censo 2022, o IBGE atualizou a previsão de divulgação dos resultados. As operações seguem ao longo de fevereiro.

Motocicletas ficarão isentas do IPVA 2023? Entenda a nova lei

No último ano, o projeto legislativo que prevê a isenção para motocicletas foi sancionado com força de lei. Porém, existem condições específicas de elegibilidade para a medida.

Bradesco tem mais de 40 vagas de emprego disponíveis; veja os cargos

Vagas de emprego disponíveis são destinadas a diversas áreas, em agências da instituição bancária, espalhadas por todo o país.

Detran fará mutirão de renovação da CNH; veja onde e como participar

A renovação da CNH deve ser feita periodicamente pelos motoristas. Caso não façam, estarão sujeitos ao pagamento de multa e a perda de sete pontos na carteira, por exemplo.

Vale-alimentação deve ter novas regras a partir de março de 2023

Vale-alimentação deixará de ser regulado pelo Banco Central, facilitando a entrada de novas empresas no mercado. Veja o que muda.