INMET emite alerta de perigo em 873 municípios brasileiros

O INMET emitiu recentemente novos alertas de perigo para chuvas intensas e baixa umidade. Confira o que fazer em situações de risco.

Novos alertas de “Perigo” do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) foram emitidos hoje (24), para cerca de 873 municípios. Nesse sentido, as publicações são destinadas à população destas regiões em específico, que devem receber a ação de chuvas intensas e baixa umidade até amanhã (25).

A previsão de chuvas continua sem dar trégua em várias partes do país há alguns dias. Dessa vez, porém, os alertas são para estados como o Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantins, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo. Publicados diariamente, eles são utilizados pelo instituto para permitir que os cidadãos dos locais em pauta possam tomar as devidas precauções, prevenindo possíveis acidentes.

INMET emite alerta de perigo para chuvas intensas

O primeiro alerta do dia, referente às chuvas intensas, foi emitido às 9h26, e é provável que as passadas só terminem a partir de amanhã, às 1oh. Com base em dados divulgados pelo instituto, o índice pluviométrico da previsão está estimado em volumes entre 30 e 60 mm/h, ou 50 e 100 mm/dia. Junto disso, as chuvas devem estar acompanhadas por ventos intensos, com velocidade entre 60 e 100 km/h.

Com as passadas, existem ainda riscos que devem ser de conhecimento geral, como descargas elétricas, alagamentos, corte de energia elétrica e queda de galhos de árvores, nas regiões a seguir:

  • Leste Goiano;
  • Central Mineira;
  • Zona da Mata;
  • Vale do Rio Doce;
  • Central Espírito-santense;
  • Nordeste Mato-grossense;
  • Noroeste Espírito-santense;
  • Sul Espírito-santense;
  • Campo das Vertentes;
  • Norte Goiano;
  • Metropolitana de Belo Horizonte;
  • Ocidental do Tocantins;
  • Centro Goiano;
  • Sul/Sudoeste de Minas;
  • Jequitinhonha;
  • Noroeste Fluminense;
  • Litoral Norte Espírito-santense;
  • Noroeste Goiano;
  • Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba;
  • Baixadas,;
  • Centro Fluminense;
  • Noroeste de Minas;
  • Vale do Mucuri;
  • Sul Fluminense;
  • Metropolitana do Rio de Janeiro;
  • Norte de Minas;
  • Oeste de Minas;
  • Distrito Federal;
  • Sul Goiano;
  • Norte Fluminense;
  • Extremo Oeste Baiano;
  • Norte Mato-grossense.

A lista completa de municípios pode ser conferida através do site do Centro Virtual para Avisos de Eventos Meteorológicos Severos para o Sul da América do Sul (Alert-AS).

Baixa umidade em 45 municípios

Já o segundo alerta do dia diz respeito à baixa umidade em cerca de 45 municípios do estado do Rio Grande do Sul. Iniciando-se às 11h, é provável que a situação se estenda até as 18h de hoje (24).

Com base no instituto, a baixa umidade possui alguns riscos para a saúde em potencial, como umidade relativa do ar variando entre 20% e 12%, e a possibilidade de incêndios florestais. Nesse sentido, é preciso tomar cuidado com o ressecamento da pele e desconforto nos olhos, boca e nariz. As regiões afetadas são:

  • Sudoeste Rio-grandense;
  • Noroeste Rio-grandense;
  • Centro Ocidental Rio-grandense.

Como de praxe, a lista completa de municípios está disponível no site do Alert-AS.

Precauções em situações de risco

Durante períodos de previsões constantes para chuvas intensas ao redor do país, os cidadãos das regiões afetadas devem tomar os cuidados necessários. De acordo com o que foi divulgado pelo Inmet, as recomendações são as seguintes:

  • Em caso de rajadas de vento, evite se abrigar debaixo de árvores, visto que há grande risco de queda e descargas elétricas;
  • Não estacione veículos perto de torres de transmissão e placas de propaganda, justamente pelo mesmo motivo;
  • Quando possível, desligue os aparelhos elétricos e quadro de energia.

Em casos de baixa umidade, porém, outros cuidados específicos devem ser tomados. São eles:

  • Beber bastante líquido;
  • Não fazer atividades físicas em excesso;
  • Evitar exposição ao sol nas horas mais quentes do dia;
  • Usar hidratante para pele e umidificar o ambiente com regularidade.

Mais informações podem ser obtidas junto à Defesa Civil, no número 199, ou com o Corpo de Bombeiros, no número 193.

Leia também

você pode gostar também

Litígio Zero: saiba quem pode renegociar dívidas com o governo

O novo programa de renegociação de dívidas, lançado pelo governo federal, possibilitará que pessoas físicas e empresas obtenham descontos para quitar débitos junto à Receita Federal.

WhatsApp tem nova função de Comunidades no Brasil; veja como funciona

Entenda melhor o novo recurso do WhatsApp e aprenda como criar sua própria comunidade no mensageiro da Meta.

Estágio Caixa tem 6,8 mil vagas abertas; saiba como se inscrever

Estágio Caixa Econômica Federal é destinado a estudantes do ensino médio, técnico e superior. Veja como participar.

Pagamento em cheque cai em desuso e Pix pode ter influenciado

Pagamento por meio de cheque especial segue caindo. Redução chega a 94% em comparação com o ano de 1995.

Venda de férias está prevista na CLT; veja as regras e como funciona

Comum entre os trabalhadores, prática acontece em empresas, entretanto existem algumas regras e limites previstos na lei para a venda de férias.

IPTU atrasado gera multa para o contribuinte

A multa para o contribuinte que não paga o IPTU no prazo correto é acumulativa, e varia de acordo com o período de inadimplência do cidadão.