Pronampe reserva R$ 14 bi para empréstimos; veja quem tem direito

A liberação do crédito depende das declarações financeiras junto à Receita Federal; saiba mais detalhes no texto a seguir.

O Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) tem recursos que totalizam R$ 14 bilhões, em 2023, para emprestar a pequenos empresários que precisem de uma ajuda para colocar as finanças em dia. Os valores contemplam inclusive os microempreendedores individuais (MEIs).

O montante disponível é voltado, além dos empréstimos, também para financiamentos nas instituições financeiras do país. A liberação do crédito especial para pequenos empresários conta, também, com condições especiais de pagamento e redução nas taxas de juro.

Para contratar empréstimos pelo Pronampe, é preciso que os empresários estejam em dia com suas contribuições junto à Receita Federal. Esse órgão é responsável pelo envio de dados aos bancos e outras instituições financeiras, que usam o sistema Compartilha..

Empréstimo e financiamento pelo Pronampe

O Pronampe leva em conta a receita bruta anual da empresa no período anterior ao ano da contratação do crédito. A receita bruta é, portanto, a declaração anual da empresa à Receita Federal, com os pagamentos dos impostos em dia.

As empresas que fazem parte do Simples Nacional fazem a declaração de receita todos os meses. Por isso o faturamento relativo ao mês de dezembro de 2022 deveria ter sido declarado até a última sexta-feira, dia 20 de janeiro de 2023.

De acordo com Silas Santiago, gerente de Políticas Públicas do Sebrae Nacional, as empresas do Simples Nacional enviam informações mensalmente à Receita Federal por meio do Programa Gerador do Documento de Arrecadação do Simples Nacional – Declaratório (PGDAS-D).

Fazem parte do Simples Nacional aproximadamente 90% das microempresas e empresas de pequeno porte (MPE) do país. No caso do MEI que também recolhe pelo Simples Nacional (Simei), o comprovante necessário é o da Declaração Anual Simplificada para o Microempreendedor Individual (DASN-Simei).

Santiago afirma, ainda, que os empréstimos podem ser feitos já em janeiro de 2023, e que a análise da documentação costuma ser feita, pelos bancos e instituições financeiras, em um prazo de dois dias. Depois, o dinheiro já é liberado para os empresários.

Como dividir dados com a Receita Federal

As empresas devem compartilhar informações de faturamento com a Receita Federal pelo Portal do Centro Virtual de Atendimento, o Portal e-CAC, dentro do próprio site da Receita.

Lá, o empreendedor deve usar a aba “Outros”, na seção “Serviços”, para autorizar o envio de seus dados. Apenas depois desse procedimento o empreendedor poderá solicitar um empréstimo pelo Pronampe.

As instituições financeiras e os bancos, por sua vez, devem integrar seus sistemas de análises de dados ao Compartilha, programa da Receita Federal, para fazer os repasses aos empresários solicitantes.

Leia também

você pode gostar também

NASA: viagem para Marte pode acontecer ainda em 2023

Uma equipe de cientistas explica que a propulsão térmica a laser pode reduzir o tempo de viagem, que atualmente é de cerca de seis meses.

5G: Mais de 75 cidades brasileiras têm sinal autorizado pela Anatel

Nesta semana, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) liberou o sinal de 58 em mais de 75 cidades brasileiras, localizadas próximos de capitais. A expectativa é continuar ampliando o acesso à tecnologia.

Censo 2022: IBGE deve liberar os resultados em abril

Após uma sequência de adiamentos e entraves na realização do Censo 2022, o IBGE atualizou a previsão de divulgação dos resultados. As operações seguem ao longo de fevereiro.

Motocicletas ficarão isentas do IPVA 2023? Entenda a nova lei

No último ano, o projeto legislativo que prevê a isenção para motocicletas foi sancionado com força de lei. Porém, existem condições específicas de elegibilidade para a medida.

Bradesco tem mais de 40 vagas de emprego disponíveis; veja os cargos

Vagas de emprego disponíveis são destinadas a diversas áreas, em agências da instituição bancária, espalhadas por todo o país.

Detran fará mutirão de renovação da CNH; veja onde e como participar

A renovação da CNH deve ser feita periodicamente pelos motoristas. Caso não façam, estarão sujeitos ao pagamento de multa e a perda de sete pontos na carteira, por exemplo.