Alerta INMET: chuvas intensas e tempestades podem atingir 1,7 mil municípios

As chuvas intensas e tempestades do último alerta INMET podem atingir várias regiões. Confira quais são e o que fazer em casos de risco.

Mais de 1,7 mil municípios do Brasil devem ser atingidos por chuvas intensas e tempestades entre hoje (10) e quarta-feira (11). Os alertas das previsões foram liberados recentemente pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), e a população das regiões em foco deve tomar as devidas precauções para evitar acidentes durante a passagem das chuvas.

Neste sentido, enquanto as chuvas intensas devem atingir mais de 900 municípios, as tempestades estão concentradas em mais de 700 outros centros populacionais.

Alerta INMET: tempestade em mais de 700 cidades

O alerta sobre as tempestades foi publicado pelo instituto recentemente, visto que as previsões foram iniciadas hoje (10) às 9h35, e só devem terminar a partir de amanhã (11), às 10h.

De acordo com as informações do Inmet, as tempestades incluem chuva com índices pluviométricos entre 30 e mm/h, ou 50 e 100 mm/dia, com ventos intensos de velocidade entre 60 e 100 km/h, bem como queda de granizo. Existem grandes riscos de corte de energia elétrica, queda de árvores, estragos em plantações e alagamentos.

Em relação às áreas que sofrerão o impacto das tempestades, os moradores das regiões a seguir devem ficar atentos para os alertas:

  • Norte Pioneiro Paranaense;
  • Presidente Prudente;
  • São José do Rio Preto;
  • Metropolitana de Curitiba;
  • Vale do Itajaí;
  • Leste de Mato Grosso do Sul;
  • Bauru;
  • Grande Florianópolis;
  • Itapetininga;
  • Araçatuba;
  • Noroeste Paranaense;
  • Marília;
  • Metropolitana de Porto Alegre;
  • Norte Central Paranaense;
  • Sudeste Rio-grandense;
  • Pantanais Sul Mato-grossense;
  • Sudoeste de Mato Grosso do Sul;
  • Sudeste Paranaense;
  • Centro Oriental Paranaense;
  • Norte Catarinense;
  • Sul Catarinense;
  • Araraquara;
  • Assis;
  • Centro Norte de Mato Grosso do Sul;
  • Litoral Sul Paulista;
  • Serrana;
  • Nordeste Rio-grandense;
  • Piracicaba;
  • Ribeirão Preto;
  • Macro Metropolitana Paulista.

Também é possível conferir a lista completa de municípios que podem ser afetados pelas tempestades através do site do Centro Virtual para Avisos de Eventos Meteorológicos Severos para o Sul da América do Sul (Alert-AS).

Alerta INMET: chuvas intensas em mais de 900 cidades

Já as chuvas intensas alertadas pelo Inmet se iniciaram hoje (10), a partir das 9h40, e só devem terminar amanhã (10), às 10h. A probabilidade de volume é entre 30 e 60 mm/h, ou 50 e 100 mm/dia, com ventos intensos de velocidade entre 60 e 100 km/h. Da mesma forma, há risco de corte de energia elétrica, alagamentos, queda de galhos de árvores e descargas elétricas.

Por sua vez, as áreas afetadas pela previsão também estão listadas abaixo. A lista completa de cidades pode ser conferida neste endereço do Centro Virtual para Avisos de Eventos Meteorológicos Severos para o Sul da América do Sul (Alert-AS). Confira:

  • Centro Goiano;
  • Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba;
  • Leste Goiano;
  • Central Mineira;
  • Zona da Mata;
  • Sul Goiano;
  • Vale do Rio Doce;
  • Nordeste Mato-grossense;
  • Noroeste Espírito-santense;
  • Oeste de Minas;
  • Sul/Sudoeste de Minas;
  • Centro Norte de Mato Grosso do Sul;
  • Campo das Vertentes;
  • Sudoeste Paraense;
  • Ribeirão Preto;
  • Sudeste Mato-grossense;
  • Norte Goiano;
  • Metropolitana de Belo Horizonte;
  • Sul Fluminense;
  • Vale do Paraíba Paulista;
  • Noroeste Goiano;
  • Ocidental do Tocantins;
  • Jequitinhonha;
  • Vale do Mucuri;
  • Metropolitana do Rio de Janeiro;
  • Norte de Minas;
  • Noroeste de Minas;
  • Campinas;
  • Norte Mato-grossense;
  • Leste de Mato Grosso do Sul;
  • São José do Rio Preto;
  • Litoral Norte Espírito-santense;
  • Centro Fluminense;
  • Centro-Sul Mato-grossense;
  • Sudeste Paraense.

Precauções em caso de tempestades e chuvas

De acordo com as informações disponibilizadas pelo instituto, a população dos locais afetados deve tomar certos cuidados para evitar acidentes durante situações de risco. Por exemplo, em caso de rajadas de evento, é essencial não se abrigar debaixo das árvores, por conta do risco de queda e descargas elétricas.

Já os motoristas não devem estacionar veículos perto de locais como torres de transmissão e placas de propaganda, pelo mesmo motivo. O ideal também é desligar aparelhos elétricos e o quadro de energia.

Mais informações podem ser conferidas através da central de atendimento da Defesa Civil, no telefone 199, ou pelo Corpo de Bombeiros no 193.

Leia também

você pode gostar também

5G: Mais de 75 cidades brasileiras têm sinal autorizado pela Anatel

Nesta semana, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) liberou o sinal de 58 em mais de 75 cidades brasileiras, localizadas próximos de capitais. A expectativa é continuar ampliando o acesso à tecnologia.

Censo 2022: IBGE deve liberar os resultados em abril

Após uma sequência de adiamentos e entraves na realização do Censo 2022, o IBGE atualizou a previsão de divulgação dos resultados. As operações seguem ao longo de fevereiro.

Motocicletas ficarão isentas do IPVA 2023? Entenda a nova lei

No último ano, o projeto legislativo que prevê a isenção para motocicletas foi sancionado com força de lei. Porém, existem condições específicas de elegibilidade para a medida.

Bradesco tem mais de 40 vagas de emprego disponíveis; veja os cargos

Vagas de emprego disponíveis são destinadas a diversas áreas, em agências da instituição bancária, espalhadas por todo o país.

Detran fará mutirão de renovação da CNH; veja onde e como participar

A renovação da CNH deve ser feita periodicamente pelos motoristas. Caso não façam, estarão sujeitos ao pagamento de multa e a perda de sete pontos na carteira, por exemplo.

Vale-alimentação deve ter novas regras a partir de março de 2023

Vale-alimentação deixará de ser regulado pelo Banco Central, facilitando a entrada de novas empresas no mercado. Veja o que muda.